<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

MATRIX II

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

A Abdução & Manipulação

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

de

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

Seres Humanos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

Usando Tecnologia Avançada

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

por

Valdamar Valerian

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->


<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

 

    Tradutor Polaris

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

Matrix II é o produto de Matrix I com mais de dois anos de intenso trabalho. Supomos ser o mais ilustre já obrado. O conhecimento contido nele é um produto do sangue, suor, e lágrimas de muitas pessoas. A abdução e manipulação de seres humanos por outras raças aliens é um processo natural que ocorre quando a consciência e a inteligência de uma raça é menor perante a outra. Isto é o desígnio grupal de muitos seres neste planeta para soerguerem a consciência e a inteligência da humanidade, assim como a consciência e inteligência de algumas raças, para um ponto onde o desmanipulamento sereno possa suceder. O conflito, supomos basear-se na variante social energética crismada de “trabalho pessoal e altruísta”. É evidente que muitas raças, inclusive a maioria dos humanos, incompreendem os genuínos cabedais que a expansão consciencial possam advir-lhes. Nós tentamos equilibrar o dilema de polaridades com amplos debates sobre os estados mentais que irrequerem polaridades, que fornecem as pessoas que lerem este material um “vislumbre”. Visto que a abdução humana é um primordial desígnio para algumas raças, é importante as pessoas saberem o desígnio que está incorrendo com elas e porquê. Nós temos observado atentamente o que está ocorrendo com os humanos, inclusive com as mentes grupais aliens e uma criação da estrutura social e ações de algumas raças. Esta informação foi apurada no almejo de todas as raças interadas, e deveria ser compreendida por todas as partes implicadas com este austero contexto multidimensional alcunhado de “realidade”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

      Este livro é dedicado para todas as pessoas que estão evoluíndo, aprendendo, e lecionando; para todos os que são os manipuladores e os manipulados; para todos os que são “vitimas” e “partícipes’ e para a contínua envoltura da Inteligente Matriz Universal que está gerando tudo o que eles percebem. Isto é devotado para aqueles que observam com julgamento ou não-julgamento – para que eles talvez se compreendam

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

      PRÓLOGO

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

      Nos últimos dois anos houve muitas mudanças e progressos. Pesquisas tem tomado um salto quântico, e muitas realmente exímias informações tem  surgido. Para muitos pesquisadores, a informação demonstra um dilema. Muitos importantes “pesquisadores” fomentam extrema desídia na população tomando o exemplo de: “Bem, eu não posso lidar com estas idéias e não posso prová-las, logo eu não direi nada a ninguém e não abjurgarei a minha reputação”. Nós supomos que esta atitude contribui para a complacência que tem sido o marco da população humana, e nós achamos isto inadequado

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Nós nunca pedimos a ninguém para acreditar em nada, e esta é a posição que nós tomamos em MATRIX II. Nós basicamente cremos que a humanidade tem um direito de saber o que talvez esteja ocorrendo, e que eles possuem o direito de comporem os seus próprios discernimentos para si mesmos, baseados em suas próprias experiências e naquelas de outros

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Enquanto as “maiores” organizações “cumprem o seu papel”, nós supomos estarem jungidas pelas suas próprias restritas definições e não podem passar informações sobre quaisquer tipos de embasamentos no momento certo que faria qualquer distinção. Elas parecem estar muito obcecadas com seus egos, com as reações dos outros, e si mesmas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Esse será o último livro MATRIX que será publicado. Nós supomos termos feito a nossa parte nos últimos três anos informando e divulgando amplo material para a humanidade anuindo que o processo de inquirição prossiga. Quando as informações foram inicialmente sendo divulgadas em 1987, muitos poucos tomaram seriamente quaisquer delas. Agora, as pessoas estão comparecendo aos seminários e circuitos de palestras. Muitas pessoas estão acercando-se disto em termos de “fazer dinheiro com o temor dos outros”, justamente como o vendedor alarma fogo ou o proprietário de um bar que fornece licor para os prostrados que lá embrenham-se. Nós contemplamos esta postura mental inadequada. Muitos alcunhados regressionistas estão procurando "fazer caixa” da situação que os abduzidos encontram-se. Isto também é inadequado. Os abduzidos não “precisam” de regressionistas justamente porque eles são abduzidos. Muitos abduzidos saem das sessões almejando que o terapeuta tivesse retirado um arame atado no seu reto –  eles supõem que isto talvez mude suas condutas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Nos últimos vinte anos, nós coligimos informações que mostram que a humanidade tem sido sujeitada a intensa manipulação por forças aliens, e que a humanidade é considerada por algumas raças como uma raça escrava, fonte de alimento, e para hibridização genética. Nós achamos isto inadequado, e que os humanos interados possuem um inato direito de evoluírem sem manipulação. Também existe uma parcela da humanidade que compõe a estrutura de poder planetária que é escrava das forças negativas e que continua a compelir um tipo de elitismo que estorva a evolução humana. A prossecução de padrões de idéias de domínio Mestre-Escravo que foram implantados neste planeta já não são adequados – existem outros meios para conduzir uma civilização. Tudo isto aguarda a eventual realização por todas as raças de que a sua existência independa de qualquer estrutura, e que a cooperação acenda uma boa distinção que motivará evolução. Existem raças que possuem o desígnio de conquistarem o universo físico (e outras densidades). Eles tem muito para aprenderem, e aprenderão a coexistirem com outras raças como eles evoluem. Comumente, padrões que são percebidos como sendo logicamente negativos estão lá para fomentarem impulsos para embutirem os fatores harmônicos que provocarão interações de todas as raças empenhadas. Existe uma carência com os seres de todas as raças nas densidades físicas para tornarem-se mais cônscios, para através da evolução e progresso consciencial compreenderem que todas as consciências são partes da Matriz Inteligente Universal que baseia-se em tudo em alhures, e que os padrões de pensamentos que dependem de polaridades são desnecessários.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os humanos possuem um amplo potencial. Com o desenvolvimento e o uso de “90% perdido” do córtex cerebral, terão a faculdade de fazerem coisas que algumas raças aliens requerem tecnologia para efetuarem. Este é um dos maiores motivos para os humanos serem suprimidos. Antes para ou coetâneo com o desenvolvimento de habilidades mentais também deve existir o desenvolvimento das faculdades “espirituais”. Sem estas, haveria niilismo nos serôdios seres espirituais mostrando habilidades que acenderiam auxílios egóicos e decorrências firmadas na insciência. Isto também é inadequado

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O que é preciso é romper o empenho manipulatório da estrutura de poder planetária e das raças aliens interadas. O desenvolvimento de consciência auxiliará a rompê-los da manipulação, e contribuirá para a evolução dos humanos e outras raças. É parte desta compreensão que nós almejamos contribuir através deste trabalho

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Referente a pesquisa “no campo” UFO – não existe algo como um perito sobre UFOs ou uma pessoa que é um “UFÓlogo”. Aqueles termos avivam a prossecução dentro de uma mente grupal que é inadequada – alguém que percebe a realidade numa base limitada; isto é alguém que ostenta uma pseuda-empírica postura e donadio para um iludido “público” de distintas e contínuas versões do mesmo sistema. Isto que, fomenta (pela estrutura de cultura, linguagem e programado sistema de crença religiosa) a manutenção de uma mente grupal onde os seres (especificamente humanos) são encorajados a identificarem-se com seus corpos, egos, objetos materiais, etc. e para manterem uma visão da realidade que é acintemente míope. Isto é moldado para limitar a consciência da civilização humana pelo acismo de substâncias no alimento e ar, no ambiente da atmosfera eletromagnética (que contém amplas emissões de equipamentos eletrônicos e específicas efluências de aparelhos projetados para adentrarem e influenciarem o cérebro humano), e o acesso de uma mente grupal de Domínio-Escravo-Mestre (que ocasiona a partilha do grupo dentro de setores opostos da Elite e Não-Elite). Este é o apreço dentre muitos, uma vez que essa falácia seja reconhecida, isto será compreendido que o acesso consciencial desta situação já seja inadequada.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Isso, realmente, é o contexto em que a série MATRIX foi escrita. Isto traduz basicamente munir as pessoas que estão predispostas a expandirem suas consciências numa acepção de estremarem-se da “roda da fortuna’ e “tomarem o rumo que realmente renova”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Este é o alvitre de muitas pessoas que são meritórias da chance de fazê-lo, e de  todos os adversos a liberdade de consciência, vida, e evolução sobre o Trabalho Altruísta, devendo compreenderem que seus dias de Elitismo estão numericamente abreviados. O movimento neste rumo é uma resposta para ações Elitistas sobre um longo período – isto não pode ser hesitado. O Elitismo gera sua própria força de equilíbrio e aplanação – uma força que está afinada com o progresso consciencial. Quando aqueles que fomentam o progresso dos sistemas de realidades finalmente tiverem aquela compreensão que eles são seus próprios “piores inimigos”, e que a consciência sendo muito natural não pode sondar nada, exceto equilibrar-se, então eles pausarão e desistirão e farão a contribuição para o bem estar geral de todas as raças e formas de vidas em alhures. Isso não traduz “idealismo”, pois o grande dito indica um estado míope de consciência. Este é o modo que as coisas operam muito melhor

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A distinção dentre o que o público percebe como “realidade” e genuínas dimensões de realidades é notável. Isto é tão insigne que são embutidos ativos bloqueios culturais e muitos optam fitar outros modos, porque supõem que  não tem outros recursos quando suas estruturas de realidades são ameaçadas. Eles ainda tem que compreenderem que suas existências são livres de quaisquer estruturas, e que a manipulação da realidade e percepção é comumente uma questão de entendimento de alguns fatores chaves, adjuntos, com um empenho na direção da expansão de suas consciências – expansão acerca de uma ação definida de vontade e um plano, não ofuscado

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Basicamente, a humanidade tem sido guiada ofuscamente por uma série de falsas veredas, e tem sido manipulada por uma série de recônditas conspirações (uma conspiração é um ato esboçado por um grupo numa base secreta). No topo das apinhadas conspirações manipulatórias você desvendará a influência alien. No meio você encontrará a força planetária e os grupos controladores. No fundo você descobrirá o resto da população humana e outras formas de vidas no planeta. Este é o desígnio do não-manipulatório lado da moeda para exporem estes fatores, para que as pessoas sejam dadas a chance para desvendarem o que é verídico para si mesmas. Alguém tem que provir este ardor – aquelas Elites no poder (humanos e o lado alien) não fornecerão isto para vocês

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Como resultado da supressão e compartimentalização das informações, as raças foram partilhadas dentro de vários distintos grupos e mentes grupais que co-existem e opõem-se dentre si. Parte de nossa raça descrê ou desacreditará na existência de outras raças; parte de nossa raça conhece a sua existência ou a probabilidade de existirem; parte de nossa raça está atualmente interagindo com aquelas outras raças que são tampouco aliens em nosso planeta ou co-existindo aqui conosco

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Durante os últimos vários anos, alguns tencionaram focalizar a atenção pública nos documentos (MJ-12, Aquarius, etc) ou em pessoas como (Moore/Shandera/Meier/Doty/Cooper/Lear, etc) em vez dos reais temas – assuntos que afligem a humanidade. A inegável manipulação de seres humanos pelo governo e forças aliens é um assunto que atila todos – vamos contemplar algumas evidencias

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O que constitue evidência? Numa sociedade que estimula o uso do empirismo como o único método válido de dedução, alguém não suporia muito progresso num universo multidimensional, que é exatamente o que nós não temos – muito progresso. Os elementos corroborativos, sincrônicos, e de exatos números, também falam por si. O fato de existirem relatos de análogas naturezas sobre congêneres assuntos de amplas variedades de fontes mundiais dentro de distintas raças eliminam os elementos de intrigas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os maiores progressos no “campo” ufo nos últimos anos ou correlatos foram precedentes. Sem dúvida que, algumas informações talvez sejam “desinformações” – realmente se nós adquirirmos isto tudo afora observem, se isto proverá os padrões e assomos que são básicos para ajustarem o contexto do dilema. Para tentarem guiar os padrões de idéias dos pesquisadores classificando as informações como “esta ou aquela” eles não esclarecem – isto é basicamente dizer-lhes que eles não estão qualificados para tomarem decisões para si mesmos sobre o material. Isto é impreciso

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Com toda essa incoerência envolta, isto aparentaria que o momento é propício para fazer algo a respeito. Nós sinceramente cremos que a chave para toda a definição é a consciência, dos humanos e não-humanos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Esse livro é compilado com materiais de uma ampla variedade de fontes. Isto também é o resultado de muitos anos de pesquisas por muitas pessoas. Realmente, nossa pesquisa tem desvendado vitais e interessantes informações. Tudo isso está apresentado aqui para a sua análise. O livro é compilado de uma certa forma para anuir que o leitor desenvolva ampla consciência quando o livro for estudado. Isto está preenchido com informações e conceitos que todos precisam instruírem-se – usando isto sabiamente – inicie grupos de debates – prosperem juntos. Estejam em paz dentre si e trabalhem unidos para auxiliarem-se lecionando, aprendendo, e evoluindo

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

   Sinceramente;

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

   Val Valerian

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

A Abdução & Manipulação de Seres Humanos Usando Tecnologia Avançada

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Embora as histórias sobre abduções de seres humanos por aliens não sejam novas, elas apenas tiveram atenção pública nos últimos vinte anos. Em 1990 o conhecimento geral foi que a abdução não é feita apenas por genuínos e reais seres aliens, mas isto é uma grave situação que deve ser compreendida se o público, sobretudo os abduzidos, anuírem-na

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Desde o caso de Betty e Barney Hill em 1960, isto tem se tornado evidente que existem seres aliens que “precisam” dos humanos por vários motivos. Os estudos de Thomas Bullard, que pesquisou mais de 300 casos de abduções para um estudo custeado pelo Fundo Para Pesquisa UFO, indica que existe um simples enredo que ocorre quando as pessoas são abduzidas. Este enredo  talvez inclua uma ou mais fases onde as pessoas são (1) Abduzidas, (2) Examinadas, (3) Implantadas com dispositivos, (4) Informadas, (5) Levadas para uma viagem, (6) Sujeitadas a experiências psíquicas, e (7) Regressadas para o seu ponto de origem

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Bullard concluiu o seguinte: as abduções humanas são de naturezas gerais; os  abduzidos representam uma ampla interseção da sociedade e são desprovidos de psicose; eles podem ser de qualquer grupo de idade análoga; mas muitos são abduzidos quando são bem jovens; em alguns casos eles demonstram espontânea lembrança da experiência e que exclue memória bloqueada. Comumente, muitos abduzidos fazem experiências com memórias bloqueadas, sobretudo com pessoas que ciclicamente foram abduzidas. Isto talvez seja no interesse dos captores e dos abduzidos para o abduzido não se recordar do que ocorreu – a experiência é, na maioria dos casos, muito traumática

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O Caso de M.P, Las Vegas, Nevada

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Breve Sumário

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A continuação da situação atinente a M.P, de vinte anos de idade em Las Vegas, tem fornecido muitos interessantes fatores doravante. Sua primeira abdução ocorreu aos cinco anos de idade em dezembro de 1975. Ela vivenciou mais de 200 abduções desde aquela época, numa média de duas por mês. Por volta de 1987, ela descobriu poder recordar-se de mais lembranças das atividades do contato. Ela também é uma notável artista com uma memória fotográfica. Existe ampla evidência de que ela esteve em várias naves e também ter sido levada para instalações subterrâneas nas montanhas no Arizona e sob o deserto perto de Paradox, Nevada. Esta mulher tem tido limitada interação com informações UFOs e pode se lembrar de seu contato sem o uso de hipnose. O exame inicial da parte superior de sua boca revelou que o relato de suas duas marcas de agulhas indicam vários procedimentos de implantes com dispositivos inseridos perto da área de sua glândula pituitária. Ela tem sido sujeitada a processos usando equipamentos para programação Reichiana.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Detalhes sobre a Programação e Aparelho Reichiano

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Muitas pessoas conhecem o trabalho de Wilhelm Reich apenas no nível de suas descobertas com energia Orgone, Bions, Planejamento Temporal, e sua atuação interina com nave alien descrito no seu último trabalho, parcialmente escrito na prisão. Coincidente com seu trabalho sobre energia Orgone, que foi trabalho feito no estado pré-orgástico, sucintamente (enquanto mantém) aberto um canal dentre a lucidez e a mente subconsciente, isto permite sugestionar ou programar o local determinado durante esse período. Esse trabalho foi altamente classificado e acessado para os programas de pesquisas governamentais que usaram-no pela virtude da NSA, que também tinha ligações dentro do Projeto Rainbow como nos projetos feitos na instalação de Montauk. Os aparelhos genuínos usavam bases de conexões, que eram ligados a oito pontos no corpo (inclusive as genitais). Isto foi desvendado através de trabalho feito com uma abduzida em Las Vegas que desconhecia que certos grupos aliens (os Sirianos negativos) tinham usado este equipamento nela e em outros que tinham uma atividade operativa baseada nos mesmos princípios. Sabe-se também que houve pessoal governamental dos E.U.A presentes durante algumas destas sessões, logo não tem sido determinado se a tecnologia foi um desenvolvimento paralelo de Wilhelm Reich ou se os E.U.A tinham adquirido similar tecnologia complementar através de contato alien após saberem do trabalho de Reich. É suspeito que ambas situações sejam o caso. O fator relevante é que o equipamento Siriano de bases de conexões foram utilizados, porque sabemos que o equipamento atual (requerido pelo governo americano está guardado por alguma federal – firmada instituição) tem sido atualizado e computadorizado, e usa minúsculas sondas da proporção de 50mm. Eles podem induzir o estado Reichiano eletronicamente. Você pode remover informações embutidas no subconsciente, reprogramar a pessoa, e quando o programa terminar,  lhe encerram-no e repõem a pessoa ao “normal” com tampouco bloqueios de lembranças de tudo que ocorreu ou com pleno implante do “que ocorreu naquele dia” como um substituto para a memória. Usando essa técnica, muitas das abduções presumidas estarem interadas com aliens (muitas delas estão envolvidas com aliens) foram realmente executadas pelo governo americano com ou sem seus aliados aliens. O pesquisador Martin Cannon dissertou um notável informe sobre o fato de que muitos implantes que estão sendo descobertos (não alguns esféricos) foram os mesmos que a CIA usou na época de José Delgado e Companhia. Aquilo novamente é um bom indício de que os E.U.A estão trabalhando ocultamente. Como nós sempre persistimos em sondar, a distinção dentre o que o público percebe como realidade e o que está realmente acontecendo está há anos luz doravante. Em 1960, a I.T.T tinha sofisticado uma série de Transmissores Super-Luminosos que poderiam comunicarem-se na 6 th e em superiores níveis energéticos. Estes aparelhos C6 podem comunicarem-se percorrendo 50.000 anos luz numa fração de um segundo. Que bom saber disso? Bem, existe ampla evidência de que nós acessamos e  nos comunicamos por muito tempo com locais que estão anos luz distantes, por longo progressivo período. Até mesmo se você tivesse um dos Geradores de Realidades Portáteis das subdivisões psíquicas militares da NSA, eles poderiam se comunicarem supostamente com o local onde vocês já estiveram

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Aparelhos de Inculcação

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Vários tipos de aparelhos foram observados pelos que tiveram contato com várias raças aliens

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O Lacre de Inculcação: Uma caixa metálica retangular com luzes multi-coloridas mostrando a seqüência de 1-2-3-4-5-4-3-2-1. A pessoa jaz sobre uma mesa metálica diretamente sob a barra. Na base do nível da mesa com a superfície existe uma caixa de console metálico com cabos ligados a mesa. Os criados trajam macacão vermelho militar, e a mesa é banhada de luz vermelha, exceto quando a terapia de inculcação está em progresso

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O Monitor de Inculcação: Esse monitor, quando ligado aos bancos de dados nos computadores da nave, podem ser usados para implementarem o aumento de faculdades de um ser infundindo habilidades através da implantação de informações. Durante esse processo, parece como se estados mentais negativos fossem removidos e as barreiras mentais fossem desprezadas. O monitor é um modulado codificado catecholine de raio lazer, que penetra o globo ocular do abduzido num nano-segundo. Que ressoa sob compatíveis freqüências ópticas, que ativam as vibrações harmônicas que difundem a codificação para o próprio local do receptor.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Catecholine Beta-Lipotropina 4753: Nome técnico para substâncias comumente dadas para abduzidos. Isto tem o efeito de remover certos bloqueios corpóreos e ao mesmo tempo dar um impulso para a consciência/nível de inteligência do abduzido. Isto é uma mistura e destilação de um ligeiro hormônio adrenocorticotropico estimulando-enkefalinico melanocyte num envio metástico neural, e de médio neurotransmissão; por exemplo, um córtex cerebral “penetrante”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Súbito Processo de Inculcação

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Em um método, alguém usa um capacete atado a arames e agulhas. Um cubo cristalino é posto dentro de um local adequado no topo e um estrobo de flashes luminosos ressoam com as ondas cerebrais do abduzido. A mente do abduzido fica preenchida com descrições que gradualmente formam um padrão de resposta. É dado ao abduzido uma instrução de sistema de movimento-padrão-resposta, e talvez seja treinado num breve período para fazer uma tarefa intricada

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Ás vezes o abduzido é hipnotizado ou feito dormir e uma alta emissão de freqüência de microondas é usado como um transmissor de ondas para enviar informações codificadas dentro de seu sistema de nervo-respostas em cadeia. Essas informações podem ser depois ativadas por um sinal de estímulo-resposta pré-arranjado que estará presente no local do abduzido.

Ocasionalmente, o próprio campo bioenergético é usado como uma onda transmissora, e as informações são codificadas em símbolos-códigos-sonoros ou símbolos de forma similar

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os híbridos Greys crismados como Reticulanos possuem uma atraente leviandade em que o abduzido senta-se na frente de uma tela e console de computador e interage com as imagens no monitor holográfico

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Notas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     1. Sistema de Resposta em Cadeia: Uma série de pontos focais energéticos formados pelos fluxos energéticos ao redor do corpo físico. As cadeias podem colidir dentre si e causar um estado resistente. As cadeias existem em suspensão ao redor do ser humano, e são os alicerces que os análogos são construídos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     2. Análogos: Um análogo é um registrador de todas as percepções, empenhos, pensamentos e emoções vivenciadas pelo organismo durante qualquer ponto temporal. Isto é registrado pela mente reativa. Um análogo também pode ser considerado a impressão do universo físico no pensamento, especificamente aquela seção de pensamento que tem uma impressão  física do universo com uma expressão temporal nisto

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     3. Mente Reativa: Parte da mente que age numa base de resposta-estimulada, que não está sob o controle consciente, e que exerce força e poder de comando sobre a consciência dos seres, desígnios, pensamentos, corpos e ações. A mente reativa nunca cessa de operar. O que é pensamento para ser inconsciente está sempre consciente

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A Região Arizona

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A exata localização da região no Arizona não tem sido determinado exceto sua localização dentro de uma cadeia de montanhas. A instalação tem sido descrita como sendo muito ampla. Ela foi levada para lá em 1987. Os procedimentos vivenciados lá foram mais abrangentes do que aqueles experienciados em Nevada ou a bordo de nave. A instalação foi descrita como uma instalação laboratório. Foi observado haverem filas de barras de inculcação (Veja Matrix II, páginas328 e 329) junto ao teto e periodicamente junto ao chão de cada área para manter os humanos adequadamente acomodados na instalação. Um efeito colateral deste equipamento tranqüilizante é que a resposta emotiva para o que for percebido é altamente amenizadora. Lhe permitiram caminhar ao redor da base num ponto em que se deparou com uma esquálida, mulher híbrida Grey-Humana num dos corredores. Logicamente que a híbrida nunca tinha visto um ser humano. Eles justamente pararam e se entreolharam até que um dos Sirianos a encaminhou. Haviam o que pareciam ser alguns tipos de computadores na área do laboratório onde ela estava. A cadeira de ampliação mental foi usada num empenho de criar vários enredos tentando persuadí-la com forte emoção para instalar o programa. Parece que a presciência dos princípios de operação deste aparelho afetam adversamente o resultado. Isso é porque o uso deste equipamento tem sido revelado. O aparelho também é usado para suprimir memória. Ela foi levada apenas uma vez para esta peculiar instalação nesta época.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A Instalação de Nevada

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A Instalação de Nevada está localizada perto da área Paradox. M.P também foi levada para esta instalação em 1987. A instalação não é tão ampla quanto a do Arizona. Os aparelhos de programações Reichianas (novamente, veja as ilustrações no livro Matrix II) foram usados nela para tentar programá-la

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A instalação é descrita empenhada para trabalho genético. Amplos cilindros contendo âmbar, rosado, e fluidos luminosos azulados foram observados. Estes cilindros parecem ser similares aqueles descritos no Matrix II. Todos os cilindros continham formas humanóides. Os cilindros continham fluidos luminosos azulados com formas que pareciam humanas. Os outros continham variações de genéticos humanóides híbridos. A última vez que ela foi levada para esta instalação foi em 22 de janeiro de 1991, onde eles tentaram consentí-la em não revelar informações, como os Sirianos sabiam de sua descritiva interação conosco. Logo, ela refutou

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Sirianos disseram algo no dilema que ela estava “afetando o equilíbrio da Confederação”. Se for isto então, nós todos logicamente afetaríamos o equilíbrio disto. Ao retornar, ela sentiu alguma dor no lado direito de seu abdômen

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Nesta instalação, ela viu Sirianos, Greys, e numa outra parte, militares Americanos. Haviam outros seres lá que ela descreveu como “seres luminosos”. Sua descrição foi que tinham uma forma humanóide mas sem detalhes na forma – isto justamente emitia uma luz

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Outras Informações Gerais

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Todas as suas abduções demonstrando interação numa nave incluiu três específicos Sirianos. Uma Siriana estava lá na ocasião. Concisos desenhos destes seletos seres estão em alguma parte deste informe. Estes mesmos seres foram vistos desde que ela foi abduzida em 1975. Qualquer abduzido que ler isto está encorajado a reportar experiências de interações com estes seletos seres para nós tentarmos estabelecer padrões e suas outras áreas de operações. Interações com específicos equipamentos neste relato e o relatório Krill de Janeiro de 1991 também poderiam ser enviados para nós para permitir uma determinação do nível do uso deste equipamento. Como sempre, sua identidade confidencialmente será respeitada.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Sirianos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Muito sobre os aliens Sirianos tem sido detalhado num livro crismado Cosmic Trigger, por Robert Anton Wilson. Existem também outras fontes de informações. O desenho abaixo está conciso, inclusive os olhos e o símbolo, mas a face precisa ser retratada como sendo um pouco larga. O símbolo está correto. 

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

Os Sirianos Machos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Siriano 1: “Tinha domínio sobre os outros dois. Ele ficou muito agressivo no sentido de ser perverso”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Siriano 2: “Ele ficou até mesmo moderado, exceto quando ficou preocupado. Parecia trabalhar quase que exclusivamente com genética.”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Siriano 3: “Ele trabalhou principalmente com o equipamento de lavagem cerebral. Ele não mostrou muita emoção durante todo o contato”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Nota: Todos os seres acima mencionados queriam M.P fora da base quando ela começou a bradar

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

Mulher Siriana

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Desenho extremamente conciso de peculiar mulher Siriana deparada em várias abduções. O símbolo no lado do peito indica interação com instalações subterrâneas. O uniforme é azulado. Tipo de símbolo II

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     Um Ser Alien Reticulano descrito por Wes Crum

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Baseado nas Descrições de Testemunhas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Alien Grey Oriano Tipo 1

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Estes Greys Orianos medem cerca de sete a oito pés de altura e possuem o que você alcunharia de uma base inseto na sua constituição genética. Eles não possuem genitália externa e são extremamente agressivos com os seres humanos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Aliens Greys Zeta Reticulis

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Greys Zeta Reticulis também possuem um sistema genético baseado em inseto e medem cerca de 3.5 a 4.5 pés de altura. Eles não possuem genitália externa e são menos agressivos com os humanos do que as outras raças de Greys citadas acima

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Alien Grey Oriano Tipo 2

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Estes Greys Orianos medem dentre seis e sete pés de altura e possuem genitália externa

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Grupo Orion: Altos Loiros Humanóides

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Estes humanóides medem cerca de seis pés de altura, tipicamente com longos cabelos loiros. Seus olhos são basicamente azuis com amplas pupilas ovais. Eles, com os outros aliens, participam de atividades nas instalações subterrâneas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

Aliens Greys

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Visto que a primordial raça interada é dos Greys, nós focaremos nesta raça. Nos últimos anos, pesquisadores desvendaram muitas evidências que:

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     . Os Estados Unidos fizeram um ou mais acordos com uma raça descrita como os Greys Altos, acordando em não interferir com os planos operacionais aliens com intercâmbio tecnológico. Acordos foram feitos em 1934, 1964 e 1972

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     . Os Greys Altos usam pequenos clonados Greys de grandes cabeças para executarem abduções e trabalhos de exames. São estes Greys que são mais comumentes vistos pelos abduzidos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     . Os clones Greys também estão executando trabalhos biológicos, precisando findarem várias espécies na superfície terrena, que não é governada ou protegida sob o acordo feito com o governo dos Estados Unidos. As instalações subterrâneas são as únicas áreas soberanas sob o acordo

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     . Produtos biológicos são coligidos para outros trabalhos genéticos, que inclue clonagem, enriquecimento de DNA, e hibridização com seres humanos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     . Pesquisadores recordarão que o disco que se acidentou em 1947 em Roswell, Novo México tinha várias raças Reptilianas a bordo, assim como partes de corpos e trajes de vários oficiais da força aérea

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     . Os clones Greys estão abduzindo mulheres humanas, temporariamente e permanentemente, usando-as para hibridização para criarem uma nova raça híbrida que não possue a inerente fraqueza genética da raça Grey. Pesquisas mostram que esta hibridização é sucedida, e que algumas das raças aliens que foram vistas por humanos são um resultado direto do sucesso do programa.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     . A raça Grey em geral está mais no preceito de uma sociedade espacial baseada eletronicamente com uma simples complexa memória social que lhe permite grupalmente agir como área de mente grupal. Os grupos de  aliens Greys são controlados por um ser de fonte central, comumente por um dos Greys mais altos, um humanóide loiro, ou outras raças dominantes. Os Greys também possuem a tecnologia para criarem clones e implantarem memória de uma outra fonte dentro dos clones. A tecnologia de implantação, uma marca registrada das raças baseadas em Orion, é rotineiramente usada como um método de controle social. O governo dos Estados Unidos, especificamente as agências como a CIA e a NSA, tem se responsabilizado por desenvolverem tecnologia paralela, sendo um resultado direto de cooperação e interação com entidades biológicas extraterrestres. Todos estes métodos de controles são baseados em dominação e são negativos para a evolução dos seres humanos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     . Para os Greys, a primordial motivação para o trabalho genético com os humanos é a sobrevivência da raça Grey, que está geneticamente prejudicada. Viajem além da tri-dimensão terrena também interliga o conceito humano de tempo. Algumas raças, como o Essessani, dizem que eles são o resultado de genética híbrida que está sendo realizada atualmente. Nós estamos contemplando muitas raças híbridas, assim como raças em distintos estágios de sua própria evolução

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     . A raça Grey não está baseada na individualidade ou como um ser individual. Para os seres manterem uma mente grupal (complexo de memória social), a individualidade parece causar uma ampla quantia de aleatória perda energética. Eles ficaram inicialmente fascinados com a individualidade e o espectro emotivo humano, que percebem mas aparentemente incompreendem o que isto traduz (para o ser humano). Eles compreendem o conceito de afeto, (dentre mãe humana/fonte do óvulo e uma criança alien hibridizada) que servirá para contribuir para a sobrevivência da hibridização. Eles reconhecem a necessidade disto para a criança em termos de sobrevivência. A mente grupal Grey e suas habilidades/fraquezas serão debatidos adiante neste trabalho

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     . O desígnio desta raça parece estar baseado numa rígida dominação social baseada na sobrevivência, onde sua “religião” é a ciência, sua estrutura social é adequada para obediência e obrigação, seus conceitos militares são coligidos para conquista, colonização, e dominação através do programa secreto de controle mental   

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

      O modo que os Greys parecem localizar pessoas para seu trabalho é mais ou menos um resultado de seus esforços para encontrarem seres humanos que vibrem em ressonância (ou numa harmonia) para seu complexo vibracional. Um dos aspectos humanos que promove esta ressonância é o medo, que quase eqüivale a permissão para abduzí-los pela perspectiva Grey

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     . Isto tem se tornado evidente que os abduzidos também estão sendo treinados em equipamentos aliens para algum tempo futuro. Pesquisadores tem dito que a época é dentre 1990 e 1996, baseado nas sessões de regressões envolvendo centenas de abduzidos no decorrer de vários anos. Nenhum sucesso clínico tem sido atingido em fixar datas exatas, devido a força e o nível de bloqueio mental que é imposto nos abduzidos. Muito bloqueios de memórias são ligados com o instinto de sobrevivência humano, que torna o bloqueio extremamente difícil de se penetrar

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     . A raça Grey pode tolerar radioatividade que os níveis humanos não podem. O aparente motivo para isto implica raças interadas num intercâmbio nuclear no passado remoto que promoveu degradação de sua estrutura genética. Este aspecto é observado em termos de onde os Greys se encontram nos Estados Unidos, sobretudo nas áreas das bases, que estão perto das instalações nucleares, armazéns de resíduos, etc. As mutilações de animais também são mais altas nestas áreas. Uma ligação? Sim

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     . Muitas estruturas atômicas neste situado setor do universo mantém um giro no sentido horário. Por algum motivo, os Greys/EBEs são súbitos a estes materiais com um giro no sentido anti horário.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Nota: Quando um dos Greys finda, seu implante serve como um focal dispositivo para resgate do corpo. Houve vários casos onde os Greys finaram na frente de testemunhas e seus corpos sumiram “irradiando-se”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Desígnios Greys

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Sua religião, como isto foi, é a ciência. Eles parecem partilhá-la dentro de desígnios físicos, espirituais e sociológicos em termos de planetas que eles invadem e dominam, como se tivessem dominado a Terra por milhares de anos. Seu jogo basal parece ser para usar a nulidade e a dominação para controlarem os líderes de várias civilizações alvos. Eles efetuam isto retirando os líderes e trocando-os com seres que eles podem controlar

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A Terra

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Este planeta é de certa forma único com um amplo espectro de seres existindo em muitos distintos níveis de densidades. Os aliens que tiveram uma motivação para conquistarem um planeta como a Terra, que possue seres que vibram em ressonância com sua freqüência vibracional, estão num nível negativo de espiritualidade. As pessoas que os Greys influenciam são ditas serem a “elite” ou “alguns escolhidos” que governarão. A Terra não está sob a garantia legal de controle de qualquer maior grupo alien, apesar dos Greys, mas está sendo vitimada por um número de legalmente garantidos interessados grupos. As coisas são apenas pacíficas e serenas quando alguém está no controle absoluto

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Aparente Estrutura Social

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A estrutura social das distintas raças de Greys parecem estar adequadas ao redor de sua complexa memória grupal. Os abduzidos comumente dizem que quando eles estão dentre um grupo de Greys, eles todos parecem responder juntos, num grau ou outro, quando algum deles responde. Muitas informações tem sido coligidas de vários empenhos de comunicações com estes seres. Nós estamos aprendendo sobre eles

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A operação primordial de sua estrutura social é a obediência e o dever, e isto tem se tornado evidente que existem definidas hierarquias dentro de suas estruturas sociais que fornecem cada ser ter específicas obrigações para executarem

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Um subproduto de sua complexa memória social é que qualquer tipo de decisão toma-se um tempo para se realizar, visto que nenhum dos clones parecem ter a inata faculdade para agirem independentemente das outras raças clonadas. Essa estrutura social não tem lugar para “surpresas”,  e os melhores profanos planos de “ratos e homens” podem ser plenamente arruinados se isto mantiver contato com qualquer coisa além de seu contexto operacional

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Greys altos parecem ser menos propensos a debilidades do sistema do que os Greys mais baixos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Estratégias e Operações Greys

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Deixe este esboço servir como um meio de apresentar as extra-sistêmicas entidades crismadas como os Greys. A presença dos Greys não é um fenômeno novo. Existe muita evidência demonstrando que a raça loira de EBEs os compeliram a saírem do planeta em meados de 1.051 DC. Mas eles retornaram

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A interação dentre qualquer das duas raças pode, num distinto nível, ser visto como um tipo de rivalidade ou Jogo; todos os jogos variam em desígnio e intento. Os Greys estão jogando um Jogo conosco – o jogo de Mestre e Escravo. Os humanos são os Escravos. Os Greys são os Jogadores e os humanos são as Peças. Para tornarem-se legítimos Jogadores e deixarem o campo do jogo, os humanos devem aprender as regras do Jogo. Eles devem aprender todas as furtivas regras – regras que os Greys mantém ocultas dos Outros Jogadores que estão observando o Jogo; estes Outros Jogadores privam-se da interferência direta, mas aparentemente preferem auxiliar no nível mental

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     As várias raças de EBEs comumente crismadas como os Greys são compostos de entidades que ocultam um amplo espectro de consciência e densidade

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O jogo básico dos Reticulanos, que operam primordialmente na 4 densidade, é para usarem a nulificação e dominação para controlarem os líderes das civilizações alvos. Eles efetuam isso tomando os líderes e trocando-os com seus próprios seres que parecem com os líderes dominados

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     As operações militares da raça Reticulana consiste da colonização de desprotegidas civilizações para almejar por depósito de suprimento logístico, fontes escravas, e aquisição de potenciais aliados

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O exercício de dominação e escravidão de populações planetárias é expressado como “trabalho pessoal” (oposto ao “trabalho abnegado”) e que gera força para aquele grupo. Inerente dentro do “trabalho pessoal” está uma súbita dissipação da força da civilização, devido a espiral descendente que é sempre o resultado dos Jogos de Negatividade e Limitação

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O estado de atrofia mental destes jogos induz a contribuir para a desintegração de sua complexa memória social e grupos lúcidos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Todas as atividades são conduzidas num “campo de jogo” que é limitado pelo instante de atenção e do desígnio de consciência dos Jogadores

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Operações Militares

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A colonização de desprotegidas civilizações, são com as que estão desalinhadas com algum outro grupo no espaço. Eles usam planetas para depósito de suprimentos, fonte escrava, e materiais biológicos.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Conforme o que as pesquisam tem desvendado, existem certos métodos e planos que foram relevados na literal invasão da Terra por vários seres baseados em Orion. Os enredos comuns talvez sejam:

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     (1) O planeta alvo é debatido temporalmente para invasão

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     (2) A estação base é movida dentro do alcance

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     (3) Aparelhos de telemetria de longo alcance são enviados para monitorarem e apurarem o nível de evolução da civilização e se ou não tornaram-se um complexo de memória social (isso poderia ser definido como uma  sociedade lúcida, com seus membros cientes de seres cônscios, com desígnios alinhados, intentos, programas, etc

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     (4) Acordando que a civilização planetária ainda tenha que alinhar-se dentro de uma própria complexa memória social (com seus membros sabendo que eles estão cientes, com desígnios alinhados, objetivos, e programas) com elusivas operações movendo-se com inteligência e grupo científico para iniciar um profundo estudo do planeta

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     (5) Amplos aparelhos de comunicações eletrônicas são colocados em órbita ou ocultados sobre ou sob a superfície da Terra. Estes aparelhos operam no nível de ondas emotivas e mentais. Quando um ser está afinado com a típica onda energética Oriana (eles vibram com o trabalho pessoal) ou “oram para auxiliar seu Deus; existem computadores que respondem aquelas chamadas com mensagens pré-registradas que aparecem para os menos cônscios seres como divinamente inspiradas mensagens de uma divindade ou anjos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     (6) Os líderes são atraídos com programas de controle populacional ou soluções para dilemas acerca de sobrevivência. Os líderes são convencidos de que eles representam “um Grupo de Elite” que tem sido escolhido “por Deus” para governar a população para o bem do império divino. Contemple qualquer país teocrático na Terra e você poderá vê-lo

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     (7) No evento que os líderes são hostis, a ênfase é compelida na população para evocar a troca de governo planetário com a “elite” da população (estando controladas por forças extraterrestres)   

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Primordiais Atributos Físicos dos Seres Greys

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O Grey de cabeça grande é o ser mais comum visto da raça pelos seres humanos. A evidência parece indicar que eles são subservientes para os Greys mais altos, que parecem em muitos casos monitorarem o que os menores Greys estão fazendo. A pesquisa mostra que estes menores Greys são clones que grupalmente possuem um monitoramento eletrônico e uma controlada complexa memória social que lhes permitem agir efetivamente num modo de mente grupal. Eles não possuem individualidades distintas, como parecem ter os mais altos Greys. A altura aproximada dos Greys de grandes cabeças é de 3.5 á 4.5 pés de altura, e conforme o resultado da autópsia feita dentre 1951 e 1978, eles pesam aproximadamente 40 libras. As proporções da cabeça para o corpo são similares ao de um feto humano de cinco meses de idade. Isso claramente parece refletir uma natureza muito antiga como uma raça, assim como o fato de seus padrões de DNA situarem-se dentro de uma faixa específica que está sobre um padrão mais primitivo. A variação na matiz da pele da raça parece ser ampla, com matizes de pele abrangendo de cinza azulado para bege, bronzeado, marrom ou branco. Existem outros fatores que parecem afetar a matiz da pele, e um deles é o estado de saúde geral do ser. A matiz da pele é conhecida por mudar após se nutrirem. Não existem órgãos reprodutivos ou faculdades reprodutivas com as raças clonadas. Os Greys maiores comumente possuem algum vestígio de capacidade reprodutiva, e alguns da raça híbrida que hibridizaram-se com a raça reptiliana possuem plena capacidade reprodutiva. A capacidade cerebral é estimada estar entre 2.500 e 3.500 cc, comparado com 1.300 cc para o ser humano normal. Devido ao processo de clonagem, a matéria neural é artificialmente crescida na matéria cerebral, e os Greys possuem tecnologia conhecida que os permitem inserir padrões de memórias e consciências dentro de clones em qualquer corpo ou padrão que desejam. Os Greys consomem nutrientes através de um processo de absorção através de suas peles. O processo, conforme testemunhado por abduzidos, envolve espalhar uma fraca mistura biológica misturada com peróxido de hidrogênio (que oxigena a mistura fraca e elimina bactérias) sobre suas peles. Dejetos de produtos são então excretados novamente através da pele. Muitos abduzidos observaram que os Greys possuem uma distinta série de odores, com muitos sendo similares ao odor de canela mentolada. Os Greys de maior porte possuem um nariz mais pronunciado e aparência mais humana. Conforme algumas fontes governamentais, estas entidades biológicas extraterrestres alcunham-se como os EBANs. São com os Greys maiores que elementos do governo Americano fizeram uma série de acordos diplomáticos no ano de 1950’, 60’ e 70’

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Talvez seja percebido neste ponto que não estamos realmente lidando com seres “superiores” numa escala evolutiva quando nós falamos sobre os Greys. Eles e suas várias progênies clonadas seriam considerados como uma forma de vida. Suas tecnologias são os que lhes dão uma temporária superioridade. Uma comparação interessante para a raça Grey é o golfinho, que é uma raça inteligente que tem uma consciência grupal dividida através de meios mentais. O cérebro do golfinho está há 65 milhões de anos afrente do cérebro humano no desenvolvimento cortical, ainda que os golfinhos possuam uma estrutura social que é plenamente isenta de instrumentos e aparelhos. As variações parecem infindáveis

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Processo Reprodutivo

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Inúmeras testemunhas confirmaram a presença de instalações subterrâneas que os Greys usam para hibridização. Estas instalações, com Dulce sendo a mais exímia, lida com trabalho genético de todos os tipos. Humanos são levados para estas instalações numa forma contínua para fornecerem um material híbrido genético que se extrai misturas de DNA e RNA que contribuirá para os esforços da raça Grey para fortalecer a sua estrutura genética. As raças clonadas possuem uma distinta desvantagem, com o processo de clonagem servindo para majorar a perda da replicação DNA. Muitos presumem que a estrutura de DNA Grey está tão degradada que a raça está agindo sobre mais de uma base RNA. Com a replicação RNA não existe capacidade de verificar o controle durante a reprodução celular

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Materiais Biológicos e Mutilações de Animais

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Greys protegem as matérias primas biológicas das formas de vidas na Terra para o seu trabalho genético. Logo muitos pesquisadores dizem que os aliens estão fazendo “experiências” genéticas. Eles não estão blefando – eles sabem exatamente o que eles estão fazendo, e isto é mais como um “sabor ardente” do que experienciação. As mutilações de animais fornecem, quando são cortadas no laboratório, DNA, RNA, e outros materiais, assim como distintos tipos de tecidos. Os tecidos extraídos tomados dos intestinos dos gados, para exame, são tecidos baseados na absorção. Outros tecidos excretam substâncias hormonais. A matéria artificial cerebral é cultivada dentro de vasilhames ou tonéis que parecem ser eletronicamente estimulados. Em alguns casos, humanos são mortos e jogados dentro dos tonéis. Em dois casos, humanos finados foram vistos flutuando dentro de tonéis exatamente perto das partes dos corpos bovinos. As mutilações humanas parecem ser menos evidentes do que as mutilações de gado, embora ambas ainda continuem ocorrendo atualmente

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Greys dão a impressão de serem benevolentes em relação aos humanos mas estão amplamente interados na engenharia genética. Eles usam humanos como cobaias para realizarem várias experiências. Eles tem desenvolvido braços e pernas e outras partes corpóreas humanas numa matriz disforme de carne humana. Uma perna pode crescer de um torso, mãos podem crescer de uma região do estômago. Tudo isto é feito pela injeção de certos genomas na carne pela aplicação de cargas eletromagnéticas. Desta forma eles podem desenvolver partes humanas para auxiliarem humanos feridos ou deformados – ou para seus próprios desígnios de nutrição e sustentação. Estes aliens são como canibais. São carnívoros

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Outros Conceitos Acerca dos Greys

     Como Essencialmente Positivos ou Neutros

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Um dos mais notáveis enredos que existem acerca dos Greys é um que tem vários componentes:

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->(1)        <!--[endif]-->Designá-los para a função de “Guardiães” da raça humana. Este enredo está em oposição direta com muitos dos outros enredos acerca dos Greys, mas isto tem muitos pontos que merecem atenção. Dentro desta função, os Greys parecem estar executando várias sub-tarefas:

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->a.        <!--[endif]-->Analisando seletas seqüências de genes humanos (através de multi-gerações de abduções de linhagens de famílias humanas tendo um seleto padrão seqüencial genético)

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->b.        <!--[endif]-->Periodicamente reorganizando a codificação genética em seletos humanos para criarem novos enótipos dentro da raça humana. Alguns pesquisadores disseram que isso tem sido feito mais do que 60 vezes desde que a raça humana foi criada há mais de 250.000 anos atrás. A maior mudança genética ocorreu há quase 30.000 anos atrás – exatamente ao mesmo tempo que o homem de Neandertal misteriosamente desapareceu. Isso é um exemplo de uma “ampla” mudança. As mudanças que os Greys estão agora implementando e pesquisando parecem ser mais súbitas (mas não menos de longo âmbito) para os humanos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->(2)        <!--[endif]-->Designá-los na função de “preservadores de formas de vidas” atinente a este planeta. Vários tipos de atividades parecem ser sub-tarefas sob suas funções:

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->a.        <!--[endif]-->O recolhimento, amostra e análise de várias formas de vidas no planeta. As pesquisas já tem estabelecido que os Greys, dentre outros, estiveram constantemente executando essa função, que parece estar interada com constantes controles de status

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->b.        <!--[endif]-->Recolhimento de formas de vidas planetárias antes do abalo geológico. Abalos de várias naturezas ocorreram ciclicamente através de distintas sucessivas “ondas” de civilizações no planeta

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     (3) Reconhecer o fato de que os Greys estão hibridizando-se com os seres humanos numa tentativa de revitalizarem a estrutura genética de sua raça. Qualquer raça diante de sua dissolução genética faria o mesmo se a sua tecnologia pudesse auxiliar o processo. Essa atividade tem estado ocorrendo por muito tempo e tem gerado muitas gerações de seres híbridos. Esses híbridos são potencialmente mais superiores nas funções do que os seres humanos ou Greys isoladamente

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Evolução Paralela Refletido Nos Humanos e Greys

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A priori, muitas pessoas foram vistas procriando em laboratórios, em bases subterrâneas e espaçonaves. Dentro daqueles laboratórios, os fetos Greys puderam ser vistos. Aqueles fetos possuem cabeças que estão “fora de proporção” para seus corpos comparado com os dos humanos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     É interessante frisar que as cabeças humanas estão ficando maiores como o cuidado da saúde e outros meios que permitem majorar o desenvolvimento fetal numa tenra idade – mais e mais nascimentos requerem uma seção Cesariana. As cabeças estão ficando muito grandes para o canal nascedouro

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Sob a vereda, os humanos já não poderão dar a luz na forma normal. As cabeças fetais ficarão muito grandes para o canal nascedouro e para a pélvis do ser humano acomodá-lo. O que os humanos farão então? Úteros artificiais?

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A idéia surgiu na capa da revista Lie em 1965 – o equipamento parece similar com o equipamento de útero artificial usado pelos Greys. Guiando-se para uma situação de um útero artificial evitaria os dilemas e limitações colocados no desenvolvimento cerebral no interior do útero. Isto também descerra as portas para a seleção artificial e construção genética, que estão sendo estudados agora na senda de pesquisa do genoma humano e amostras de fluidos amnióticos para dizer se o feto está adoentado ou deformado. O feto Grey e o feto humano parecem iguais

É bem certo que os cérebros e crânios evoluam para um tamanho grande. Isso é um dilema universal que todas as raças devem eventualmente lidarem?

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Tudo indica que isto venha a ocorrer. Este é o motivo pelo qual os Greys estão usando mulheres para parirem seus jovens durante os primeiros 90 dias – a fisiologia da mulher Grey já não lhes permitem essa oportunidade. Indicações são que os Greys admiram muito suas crianças – o futuro de sua raça, e que tem demonstrado um interesse nas emoções humanas relativo a “maternidade” e interação humana com as crianças

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Questões Que Ainda Precisam Ser Resolvidas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     (1) Se os Greys realmente são guardiães dos seres humanos na Terra, qual é a sua real interação com os humanóides Reptilianos que são conhecidos por dominarem e consumirem humanos?

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     (2) Como nós explicamos o fato de que os Greys estão interados estocando matérias-primas de seres humanos (inclusive crianças) para usá-los como uma fonte alimentar para a raça Reptiliana (e como uma menor fonte alimentar para si mesmos?)

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     (3) Como nós explicamos a clonagem sintética de seres humanos para obter controle sobre grupos de poder planetário? Os Greys são conhecidos por tomarem parte neste procedimento

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     (4) Como nós explicamos a evidente destruição de formas de vidas e o Trabalho Pessoal da mente grupal? Isto é apenas uma questão de percepção no lado dos humanos? Como o gado observa os seres humanos que lhe abate? Se ele tivesse suficiente consciência, sua exigência então pareceria válida para os humanos?

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Criando Organismos Híbridos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A criação de organismos híbridos implica um processo em que o normal desenvolvimento físico é contornado e a maturidade sexual é atingida no estado fetal. Esse processo é conhecido na genética atual e gera saltos de distinções estruturais. Alguém pode usar a mesma base de codificação genética e mudar a taxa em que o gene age para atingir uma ampla variedade de formas de vidas. É evidente que os humanos e os Greys são, realmente, variações genéticas da mesma forma de vida

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Outros aliens aparentando humanos com avançadas tecnologias poderiam ter tomado um feto simiano e terem feito mudanças estruturais na sua própria imagem para criar o original Homo Sapiens, que tem sido alterado muitas vezes desde então

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Quem é o Responsável Aqui?

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Existem duas primordiais idéias com respeito aos Greys e para quem eles talvez trabalhem:

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->(1)        <!--[endif]-->Os Greys trabalham para os Greys mais altos, que trabalham sob a influência de uma raça Reptiliana, que os deixaram responsáveis quando saíram do planeta há vários milhares de anos atrás. Durante aquela época, os Greys desvendaram sua independência, não querendo ser re-escravizados pelos Reptilianos quando regressassem. Isso póia a conhecida percepção de que os abduzidos estão sendo treinados nos equipamentos aliens. Para lutar com os Reptilianos? Os outros humanos que foram os originais “criadores”?

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->(2)        <!--[endif]-->Os Greys talvez sejam independentes de tudo isso, tendo a capacidade para viajarem no tempo e espaço. Eles talvez estejam trabalhando para ninguém mas para si mesmos, tentando melhorar sua raça e tomarem o que eles puderem do planeta. Eles foram crismados por muitos como mercenários. Não existe dúvida de distintos grupos de relacionadas raças com distintos desígnios e mentes grupais

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     (3) De acordo com o contexto “guardião”, os Greys estariam trabalhando para a raça “Loira” humanóide que empreendeu o empenho original em criar a raça humana

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Greys como uma Sociedade Espacial Eletrônica

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Tem sido nossa experiência que a maioria do público possue uma mente grupal que não está predisposta a compreender nada além da realidade cultural que eles estão envoltos, e isso faz nossa missão apenas muito mais interessante quando isto desvela para tentar instruir as pessoas sobre si mesmas e o universo que os revolvem. A interação alien apenas complica esse processo. Nós levamos anos coligindo materiais, até então, e compilamos os materiais Ufos para que os leitores recebam tanto conhecimento quanto possível

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Nos últimos 20 anos, nós examinamos a situação atentamente, e nós tivemos informações de muitas fontes. Muitas das informações tomaram parte nos últimos três anos – muito disto ainda está advindo. As informações são verificadas, tampouco pela controversa corroboração de amplas dispersas fontes e sincronia de eventos, ou de pessoas (incluindo militares do Governo dos E.U.A e forças de inteligência), incluindo abduzidos, que estiveram diretamente interados com o que está ocorrendo. Com o primeiro grupo das fontes

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Um dos grandes dilemas pelos anos tem sido identificar os perpetradores destas abduções. Existem dois tipos de captores:

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     (1) Forças Não-Homo-Sapiens

     (2) Forças Terrestres, primordialmente forças de segurança e inteligência governamentais e entidades corporativas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Uma Visão Geral das Sociedades Espaciais

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Dentre as forças Não-Homo-Sapiens (FNHS), isto tem sido muito bem estabelecido que existem mais de 70 raças interagindo com esse planeta, e existem 9 que estão mais ativas. Além daquelas 9 raças existem primordialmente 4 raças que estão profundamente interadas na abdução de humanos por vários desígnios, e estas são (1) A raça comumente crismada como os Greys (2) Humanóides Loiros (3) Humanóides de Cabelos Ruivos (4) Humanóides Reptilianos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     As origens para as entidades Não-Homo-Sapiens são razoavelmente variadas. Isto parece que as entidades tiveram estas variações como algumas de suas origens:

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     . Distintos setores espaciais, ambos sobre e dentro de planetas e planetóides/luas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     . Distintas faixas de freqüências harmônicas e dimensões para matéria e energia que estão além do âmbito perceptivo do Homo Sapiens e também além da linear matéria, energética, espacial e temporal

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Todas as entidades Não-Homo-Sapiens demonstram estruturas sociais que retratam uma ampla variedade de raças, com muitas que parecem ter passado do ponto evolutivo que essa primeira está inserta, e muitas das quais (sobretudo a raça baseada em Orion) geram o tangível uso cristalino e da tecnologia baseada na luz, assim como implante e tecnologia de controle da mente. Habilidades para manipular a energia mental são o que apartam os abduzidos de lidarem com os Greys no seu próprio “âmbito”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Estruturas Biológicas Cristalinas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Durante uma das autópsias de corpos aliens, descobriram que havia um lóbulo separado do cérebro contendo uma malha energética cristalina. Isso, foi para mim, uma descoberta interessante, por fazer a ligação com outras informações que nós já temos sobre tais malhas. Durante o exame de informações de antigos textos, como As Chaves de Enoch, nós podemos ver que as malhas cristalinas são pertinentes para avançadas formas de vidas, e estas malhas energéticas os permitem conectarem-se dentro da Matriz Inteligente Universal. Nestes textos antigos, os cérebros de avançados seres físicos, presumivelmente daqueles da terceira e quarta densidades que demandam o uso de corpos físicos, são descritos como tendo unidos os hemisférios direitos e esquerdos cerebrais e um pequeno lóbulo frontal que age como uma estrutura de “registro cristalino”, ou terceiro cérebro. Isso é justamente o que a autópsia desvendou. Com essa informação em mente, talvez seja suposto que o desenvolvimento da estrutura de malha energética é uma nova manifestação física que ocorre subsequente ao desenvolvimento de faculdades mentais da 4 densidade. No ser humano, uma estrutura conhecida como o núcleo caudado age como uma estrutura inicial para estabelecer comunicações telepáticas. O termo antankarana ou elo cerebral, refere-se ao elo de desenvolvimento do núcleo caudado com o resto do cérebro. As formas pensamentos permeiam o universo, e isto é a malha cristalina que permite um ser interligar-se dentro da matriz e obter informações. A Matriz ou Matriz Inteligente Universal, permeia o universo. Isto é um hierarquicamente ordenado campo inteligente composto de infinitos setores, dimensões/densidades e mundos paralelos, e entidades conscientes. A primordial função da matriz cristalina é efetuar os padrões de pensamentos da Mente Universal dentro da manifestação. A resultante diversificação existe como um espectro infinito de interligadas cominações e permutações. A comunicação interdimensional é o resultado da afinidade com algumas próprias malhas cristalinas para que isto atue como uma extensão multidimensional através de acesso comunicativo para que aspirados aspectos da matriz possam ocorrer. O desenvolvimento e evolução de caminhos neurológicos no cérebro são um processo em que as células cerebrais se expandem, com mudanças de orientações de setor cristalino, e os caminhos dos neuros sistemas elétricos são gradualmente ativados. Os caminhos que esses desenvolvimentos ocorrem são esotericamente crismados de Sistemas de Circuitos Elétricos Urins. Estes sistemas de circuitos elétricos estão agora possivelmente dormentes nos seres humanos, mas podem ser estimulados além de sua normal progressão evolutiva. A comunicação interdimensional é o direito de primogenitura de todos os seres. Como cada ser evolue, a capacidade comunicativa é majorada junto com a consciência de sua permanente essencialidade, e esse processo é o que algumas forças aliens no controle da Terra estão tentando brecar; e outros grupos aliens desejam estimular o processo para auxiliar os seres humanos a atingirem uma percepção maior na 4 densidade, com o acompanhamento moral e de evolução espiritual. O crânio humano possue estruturas internas que são ressonantes membranas de fluido cristalino-coloidal. Essas membranas e estruturas respondem ao espectro da Matriz Inteligente Universal por reagirem sustentando padrões de interferências de ondas energéticas. Alguns disseram que o uso de naves interdimensionais por humanos não é possível devido ao seu desenvolvimento físico (cranial), que não permite focar o elo mental. O Elo-Mental permite que um grupo de seres sejam “de mente única” e focalizem a tecnologia para permitirem a transferência do equipamento e si mesmos para outros locais, setores ou densidades.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Tecnologia Baseada na Luz

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O uso de matrizes cristalinas são usadas para modularem energias, consciências e matérias da marca das mais avançadas tecnologias. Essa faculdade técnica existe em muitas raças que não são nativas em nosso planeta, mas muitos seres são, e foram, sujeitados a modificações de suas mentes e padrões genéticos usando essas tecnologias. O Romance Andreasson foi um bom exemplo, em que isto ilustrou algumas das capacidades técnicas que estão sendo impostas aos seres humanos para atingirem a meta que ainda são inespecíficas. O corpo humano, uma ressonante estrutura cristalina bioeletrônica, pode ser muito afetado por padrões que estão inseridos sobre o mesmo. O aprendizado pode ser atingido – ou suprimido. O estado biológico de saúde pode ser melhorado – ou piorado. Nós estamos lidando com um sistema de ciência que tem sua origem num profundo entendimento de como o universo e sistemas de realidades operam, e isto é muito evidente que os humanos estão começando a lembrarem de alguns daqueles fatores. Existe um implícito conhecimento de funções espirituais que é coincidente com o conhecimento cristalino e tecnologias baseadas na luz-líquida. Aparentemente, muitos dos seres que usam essa tecnologia são pelo menos da 5 densidade, e possuem a faculdade para ressonantemente energizarem o sistema biológico humano para majorar o nível de densidade para aplicar a tecnologia para o sistema humano. Nos foram descritos áreas subterrâneas que contém câmaras esverdeadas cilíndricas com assentos, similares aqueles ventilados no Romance Andreasson, e um dos locais daquelas câmaras está exatamente fora de Las Vegas, Nevada. A função destas câmaras é para aumentar a ressonância vibratória do corpo físico para transferí-lo para um nível superior de densidade, interagir com a pessoa, e regressá-la para sua densidade padrão após terminar as interações.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Para sua informação, uma boa fonte literária para detalhes atinente a tecnologia baseada na luz é o livro “The Crystal Connection”, por Baer e Baer

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

    

    Greys com Órgãos Sexuais “Normais”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Existem evidentemente algumas raças Greys que usam plenamente seus órgãos sexuais. Muitas referências para os Greys como seres assexuados são aqueles que se referem para a clonada raça operária que realiza a maioria dos trabalhos durante as abduções. Procriando dentro de amplos vidros cilíndricos pressupõe ser o resultado de limitada aptidão física para realmente a fêmea Grey parir uma criança

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     É logicamente mais prático cominar sêmen Grey com óvulo humano e deixá-lo atingir um estágio de três meses de idade antes de removê-lo para terminar seu crescimento num similar ambiente líquido, que também possue especiais condições luminosas que promovem o desenvolvimento celular alien

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Desenhos nos laboratórios de Dulce figurando úteros com pequenos fetos e  límpidos tubos com pequenos aliens dentro supõe retratar a clonada classe operária de seres aliens que estão retratados na capa do livro “Communion”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O Greys maiores são a raça dominante e são basicamente raças de “tubo de ensaio”. Os clones são sinteticamente criados com materiais biológicos (muitos com a sua origem interada com formas de vidas terrenas)

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Comumente, os clones Greys possuem um órgão maior que tem a função cominada de um coração e pulmão. O resto de seu corpo é um homogêneo tecido esponjoso jungido com sistemas circulatórios, glândulas e outras amorfas estruturas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O cérebro tem sido descrito como tendo muito mais lóbulos do que dos humanos. Houve prévias referências para a malha cristalina que foi descoberta nos cérebros de algumas das autópsias aliens. Presume-se que a malha possue uma interação funcional para comunicação telepática e age como um nodo funcional para controle grupal das raças clonadas, que atuam no que é basicamente uma mente colmeia

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Cada um dos clones Greys possuem uma individualidade, mas isto é muito menos evidenciado do que nos humanos, onde tendências para consciência expandida e partilhadas consciências são minoradas através de condicionamento cultural, programas, e básicas distinções craniais dentro de suas estruturas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Atributos Fisiológicos de Algumas Raças Grey-Reptilianas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Autópsia feita pelo Governo dos Estados Unidos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     (Forma de Vida Alien): Termo usado pelo governo para descrever os Greys em termos de serem uma malina forma de vida. O caso dos Greys é que o campo que revolve seus corpos é distinto do nosso para o ponto onde jungindo os campos acaba gerando sintomas físicos (o “terror corpóreo” mencionado por pessoas como Whitley Strieber). O campo envolto deles encontra-se diretamente oposto ao nosso. Isto é um campo anti-vital, como estas seletas raças estão sobre uma espiral involutiva. Eles são parecidos com soldados de bens, e oferecem sua avançada tecnologia em troca de coisas que eles precisam. Eles são peritos em manipular o corpo humano (através da manipulação dos campos energéticos) e a mente humana. Eles precisam de sangue e outros fluidos biológicos para sobreviverem. Eles abduzem humanos e animais para adquirirem seus fluidos. Eles implantam pequenos dispositivos perto do cérebro que potencialmente lhes concebem pleno controle e capacidade de monitoramento. Estes dispositivos são muito difíceis de detectar. A análise dos dispositivos por equipe técnica tem produzido uma descrição que envolve o uso de tecnologia cristalina cominada com sistema molecular de circuito elétrico os quais fluem nas ressonantes emissões do cérebro e dos vários campos energéticos humanos. A informação é inserida nas ondas cerebrais. Parece que todas as tentativas de remover os implantes (1972) resultou no decesso humano. Eles executam cirurgias e outras operações nos humanos. Estas abduções continuam sendo uma ocorrência importante. Uma lista de abduzidos é fornecido periodicamente para a MAJI, contudo sabe-se que muito mais pessoas são abduzidas do que o reportado. Esses aliens também dizem ter agido numa parte muito importante na história religiosa planetária, e forneceram a MAJI evidências de suporte. Várias descrições dos ALF´s relatam os seguintes atributos: Dentre 3 á 5 pés de altura, de pé ereto com duas pernas, pequeno magro corpo, cabeças maiores do que a dos humanos, ausência de orelhas (externas), ausência de cabelos corpóreos, grandes olhos de formato lacrimal (inclinados aproximadamente á 35 graus) sendo opacos negros com afiladas pupilas verticais, braços parecidos com os de louva-a-deus (atitude normal) alcançando os joelhos, longas mãos com palmas pequenas, dedos como garras (vários dedos, comumente dois curtos e dois longos dedos, mas algumas raças possuem três ou quatro dedos), espessa pele cinzenta sendo reptiliana em textura, pequenos pés com quatro pequenos dedos como garras, órgãos similares aos dos humanos mas tem obviamente desenvolvidos órgãos conforme um distinto processo evolutivo; um sistema digestivo atrofiado, dois cérebros apartados; movimento é deliberado, lento e preciso; aliens precisam de subsistências que eles devem ter como sangue humano e outras substâncias biológicas para sobreviverem. Em extremas circunstâncias eles podem subsistir com outros (gado) fluidos animais. O alimento é convertido em energia por clorofila por um processo foto sintético (isso sustenta os resultados obtidos das autópsias na base subterrânea Palms 29 onde foi visto que o “sangue” era esverdeado e o tecido preto). Resíduos dos produtos são secretados através da pele. Os dois  cérebros apartados são separados por osso lateral entre o crânio (cérebro anterior e posterior). Não existe aparente ligação dentre os dois. Algumas autópsias revelaram uma malha cristalina que supõe ter uma função telepática (e outras) funções que auxiliam a manter a consciência grupal dentre membros da mesma raça. As funções da consciência grupal nesta raça possue uma desvantagem nas decisões daquela raça chegando muito lentamente, como a  próxima questão sendo filtrada através da consciência grupal para aqueles que devem tomar uma decisão

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Greys e Os Reptilianos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Esse intróito relatório é concernente a dois grupos de aliens: Greys e Reptilianos. Existem vários distintos tipos de Greys e Reptilianos, mas agora eu simplesmente os referirei como simples grupos. Os dois grupos vivem sobre esse planeta ou sob sua superfície e no espaço. Eles tem estado aqui por um longo período

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os “Greys” também estão “trabalhando” com os Reptilianos, quanto as abduções individuais e para a raça humana como um todo. Eles tem sido usados pelos Reptilianos como os mediadores, fazendo o trabalho e surgindo para nós em favor dos e ao invés de os Reptilianos. Os Greys são consistentemente referidos como uma força mercenária, embora eles digam que “não tem escolhas”, que são os escravos, presumivelmente dentro de sua própria raça ou para os Reptilianos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Greys estão engajados em abduções e atividades relacionadas, como eles efetuam-nas, para sobreviverem. Um importante fato mencionado acima é quanto a sua sobrevivência numa base individual. Eles não comem humanos, mas usam substâncias biológicas dos mesmos (como secreções glandulares) num modo que nós podemos comparar com alimento. (Eles absorvem nutrientes através de suas peles). Eles nos exploram como nós fazemos com o gado e eles precisam do que eles tomam de nós, ou supõem que precisam. Como uma raça eles estão usando substâncias de nós para se recriarem, criando sua próxima geração com os híbridos. Me foi dito que apenas um em centenas ou milhares de Greys podem até mesmo conceberem e que a maioria daqueles bebês não sobrevivem

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Alguns Reptilianos, outrossim, nos digerem como nós comemos frango. Nos Estados Unidos, existem rumores de amplos, quartos subterrâneos com estoques de alimentos repletos com corpos humanos preservados. Ás vezes surgem rumores de que os corpos são de crianças. Eu indaguei ao Grey porquê, se isso era verídico, e se eram crianças? Me disseram que isto não é apenas de corpos de crianças mas também de adultos que os Reptilianos comem. As crianças são preferidas porque elas são isentas de substâncias como a cafeína, nicotina, álcool e outras coisas que os adultos estão saturados, como um grupo

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Reptilianos não parecem ser dependentes de nós como uma fonte alimentar, contudo parte de seu trabalho experimental conosco está guiado para a futura produção/provisão de alimentos. Quando eles tomam parte com hibridização (humanos e reptilianos), eles não estão fazendo isto para sobrevivência racial mas para o intento de criarem uma subclasse (raça escrava) dentro de sua própria cultura. Eles mesclados são criados para serem máquinas guerreiras biológicas e para trabalhos, etc. Eles são criados para serem propriamente alguém mais. Muitos contemporâneos monstros ou esquisitices (como o meio-gato-coelho, que foi encontrado no Novo México em 1970) foram provavelmente criados por e estão de outra forma interados com os Reptilianos/ou em pesquisa genética governamental

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Reptilianos parecem ter pouca consideração conosco como seres vivos. (Eles acham que nós somos tão feios e repulsivos para eles como nós já o retratamos serem, e que nós, a raça humana,  somos “tão valiosos quanto erva daninha”. No entanto, eles parecem considerar alguns de nós valiosas propriedades. Eles não nos temem, considerando-se muitos superiores a nós por todas as comparações. Eles supostamente consideram a superfície deste planeta um nocivo, hostil meio-ambiente e nos “permitem” viver aqui, visto que eles vivem sob a superfície da Terra e no espaço. (Nós e nosso meio-ambiente agimos como um divisor físico ou campo vital ao redor de seu lar subterrâneo)

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Greys ocasionalmente nos ameaçam mais como crianças do que animais. Eles nos consideram fisicamente bonitos e saudáveis; mentalmente jovens e novos. Eles nos temem, ao contrário do que eles talvez digam, porque eles nos incompreendem. (Eles não tem emoções ou individualidade; eles são de uma mente grupal. Socialmente e culturalmente, os Greys e humanos são muito distintos.) Eles também nos temem por saberem que nós somos potencialmente seres fortes. No entanto, eles insistem em supor que são nossos “donos”: Eles dizem que eles nos criaram e logo tem o direito de fazerem o que eles querem conosco. Além deste original “direito” de interferirem conosco, eles talvez tenham adicionalmente obtido o direito através de seu controle. Porque eles podem nos controlar numa base individual e cultural tanto fisicamente quanto mentalmente, e dizem que são “nossos donos”.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Estas atitudes são propaganda. Seu controle sobre nós em qualquer capacidade é finalmente muito frágil devido a sua ampla natureza. Seu controle está baseado na intimidação e tecnologia avançada. A medida que nos tornamos mais lúcidos, nós somos mais difíceis de ser controlados, enganados, e confundidos. Nossa tecnologia definitivamente seria competitiva com as suas se nós tivéssemos acesso a mesma. Muitas das tecnologias que nós precisaríamos efetivamente sobrepujariam essa situação que existe atualmente. Isto justamente não é disponível para o público, por motivos econômicos, assim como de “segurança nacional”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O enunciado prévio sobre os Greys estão baseados nas conversas com eles e suas amplas observações. As informações dos Reptilianos são mais gerais. Eu não dialoguei com os Reptilianos, embora tivessem ocasionalmente conversado comigo. A maioria de meus contatos com eles não inclue comunicação direta dentre nós. Quase todas minhas lembranças lúcidas dos seres Reptilianos também incluem os aliens Greys, que comumente se comunicam conosco. Normalmente os Reptilianos parecem estar presentes durante as abduções apenas como monitores, permanecendo de pé ao lado do exame, justamente observando

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O ser retratado acima parece com um cruzamento dentre a raça Grey e Reptiliana. Observe a formação como a mandíbula ao redor da boca e dos vincos sobre os olhos e ao longo do crânio. Também observe os quatro dedos opostos maranhados ao terceiro na menor complexa raça

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Outros Exemplos de roteiros Aliens

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Em 1989, enquanto trabalhava com John Lear, eu deparei-me com um interessante caso em que uma pessoa (deixe-me alcunhá-lo de Gregg) interagiu com uma outra raça que tinha como parte importante de sua cultura o uso de funções de probabilidades matemáticas e de avançados computadores. Essa pessoa não viveu muito tempo a partir do momento que John, partiu da Montanha Sun Rise em Las Vegas.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Ao encontrar-me com esse homem e sua consorte, ela descreveu uma situação em que ele tinha feito um acordo com essa raça alien para deixar um deles usarem seu corpo por dez anos “em troca por mais outros dez anos de vida”. Isso foi feito, e a pessoa que ocupou seu corpo demonstrava muitos interessantes atributos. Ele podia guiar pela cidade e parar o tempo, e fazendo com que os semáforos alternassem com um volteio de suas mãos. A CIA logicamente ficou sabendo de Gregg II, e tentou dialogar com ele; e de acordo com Gregg I, Gregg II tinha pleno poder sobre o pessoal da CIA que vinha “investigá-lo” e suas atividades. Para resumir essa longa história, no final do período de dez anos, Gregg I ressomou novamente no seu corpo descobrindo ter uma nova casa e um novo trabalho. Ele desvendou, após ser conduzido para a beira da estrada por uma ínfima infração de trânsito, que a polícia lhe escusou por isso. Havia evidentemente algo no arquivo no sistema do computador nacional que avisou os policiais para não molestá-lo. Como a distinção dentre Gregg I e Gregg II era justamente a pessoa que estava dentro do corpo, a polícia nunca soube a diferença. Gregg I descobriu ter havido um estudo na casa onde Gregg II tinha vivido, contendo volumes de estudos médicos e bioquímicos, assim como amplos cabos de forças que foram cortados e deixados em algum lugar. Gregg II tinha construído uma andróide, que Gregg I eventualmente encontrou. A andróide, quando viu uma criança humana, indagou a Gregg I “O que você faz aqui?”. A andróide escreveu cartas para Gregg I após a partida da consciência alien, mas ele não mais compreendeu a escrita alien, pelo menos conscientemente. Eu tive uma chance de ver uma das cartas e copiei algumas palavras:

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A abduzida Christa Tilton tinha um conhecido chamado Donavan que também foi um abduzido. Durante algumas de suas aventuras, ele contemplou o seguinte exemplo de escrita alien:

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Informações sobre os Reticulanos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     1. Os Reticulanos parecem ser um grupo de seres altamente cônscios que agem como uma complexa memória social. A individualidade parece existir, mas está mascarada pela mente grupal

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     2. Para estudar a complexa, consciência individual da raça humana, os Reticulanos estão domesticando e clonando alguns seres humanos para desígnios experiênciais

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     3. Os aliens estão submetendo alguns humanos a processos que realcem a inteligência

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     4. Os Reticulanos são uma raça de milhões de anos de idade e que definhou a sua estrutura de DNA como um desfecho de conflitos que tomaram parte com radiação nuclear

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     5. Os Reticulanos contam com reprodução artificial ou clonagem e conduzem a extinção de incuráveis doenças genéticas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     6. Eles estão criando híbridos humanos-Reticulanos capazes de mestiçarem-se com os humanos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     7. Alvos de Observações dos Reticulanos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->(1)      <!--[endif]-->Suprimento de água

<!--[if !supportLists]-->(2)      <!--[endif]-->Arsenais nucleares e Instalações de Testes

<!--[if !supportLists]-->(3)      <!--[endif]-->Instalações Militares de Monitoramento Eletrônico

<!--[if !supportLists]-->(4)      <!--[endif]-->Instalações Militares

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     1. Avançada física quântica associada ao conhecimento sobre ciência Ontológica concede aos aliens Reticulanos vantagens sobre as civilizações de terceira densidade

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     2. O genuíno Jogador neste enredo tem a capacidade de velar a manipulação de iguais ou inferiores raças tecnológicas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     3. As peças no jogo podem ser implantadas e controladas pelos Jogadores mas não podem ser destruídas ou dizimadas; eles podem ser manipulados dentro de modos auto-destrutivos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     4. Os Reticulanos estão amplamente interados em pesquisa científica exobiológica assim como sistêmica observação geológica e campos de estudos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

5. A bordo de algumas naves Reticulanas existem:

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->(1)      <!--[endif]-->Aparelhos projetores UV

<!--[if !supportLists]-->(2)      <!--[endif]-->Circuitos Coordenadores de Dobra/Espacial/Temporal

<!--[if !supportLists]-->(3)      <!--[endif]-->Escaneamento de Telemetria Remota com registro Holográfico

<!--[if !supportLists]-->(4)      <!--[endif]-->Scanner penetrante de multi-densidades/aparelho de raio Zeta com mostrador holográfico, para observar dentro de prédios, locais subterrâneos e debaixo d’água

<!--[if !supportLists]-->(5)      <!--[endif]-->Aparelho de penetração interdimensional de nave para adentrarem na matéria sólida

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     1. Encanto tecnológico da Malha de Comunicação

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->(A)        <!--[endif]-->Catechomine Beta-Lipotropina 4753, uma mistura que é uma ligeira destilação de enkephalinica melanocyte-estimulando hormônio adrenocorticotrópico; um córtex cerebral “penetrante”; que remove certos bloqueios corpóreos e acessão de inteligência

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->(B)        <!--[endif]-->Monitor de Inculcação: um modulado raio lazer criptografado de catecholamine que ressoa dentro da malha nervosa ótica da pessoa, coligindo vibrações harmônicas para o próprio local do receptor

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     2. Aprendendo, Lecionando e efetuando Técnicas de Assimilação

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Dentro das sociedades espaciais eletrônicas, o aprendizado é alcançado por  meios forçados como pelo implante eletrônico. Existem vários meios de súbita inculcação, dependendo se alguém usa um Corpo Manipulável ou um corpo-carne para identificação

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->(A)        <!--[endif]-->Alguém põe um capacete que tem arames e agulhas atados no mesmo, e um cubo cristalino é posto dentro de um nicho no topo do capacete. Brilhos estroboscópicos nas freqüências das ondas cerebrais da pessoa, e uma série de imagens são impressas dentro da consciência da pessoa. As pessoas são treinadas para executarem complexas tarefas num breve período

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->(B)        <!--[endif]-->A pessoa é hipnotizada ou feita dormir e uma alta emissão de freqüências de microondas são usadas como um transmissor de ondas que enviam informações criptografadas do SRC (Sistema de Resposta em Cadeia). Aqui, a informação pode ser ativada mais tarde por um pré-organizado sinal de resposta de estímulo no meio-ambiente

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->(C)       <!--[endif]-->A pessoa pode sentar fitando uma tela e interagir com as imagens no monitor holográfico

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->(D)       <!--[endif]-->A pessoa é induzida a deitar-se numa mesa e fitar o monitor de inculcação, numa barra de chispantes luzes coloridas, e então é reprogramada para servir a Confederação em alguma nova aptidão

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->1.        <!--[endif]-->Desígnios dos Reticulanos:

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->(1)      <!--[endif]-->O desígnio político é a conquista

<!--[if !supportLists]-->(2)      <!--[endif]-->Os Desígnios Sociais são a Obediência e Obrigação

<!--[if !supportLists]-->(3)      <!--[endif]-->Sua Religião/Filosofia é a Ciência

<!--[if !supportLists]-->(4)      <!--[endif]-->Suas Operações Militares são: Colonização, estabelecimento de rotas e terminais de comércio, operações de mineração e o intercâmbio de informações

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->2.        <!--[endif]-->Observância Direta e Procedimentos de Inculcação

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->(a)      <!--[endif]-->A pessoa é localizada

<!--[if !supportLists]-->(b)      <!--[endif]-->O Sistema de Resposta em Cadeia é verificado

<!--[if !supportLists]-->(c)      <!--[endif]-->É permitido a pessoa ver uma nave, tornar-se curiosa

<!--[if !supportLists]-->(d)      <!--[endif]-->A informação monitorada é transmitida para decisão

<!--[if !supportLists]-->(e)      <!--[endif]-->Se for aplausível, a pessoa é conduzida para uma área isolada, abduzida, examinada e feita esquecer do contato, e regressada para o planeta

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->(f)        <!--[endif]-->Ás vezes uma pessoa alvo será abduzida na infância e levada para uma base terrena para implantação de cristais e sendo monitorada por todo o seu período de crescimento. Do estágio de jovem para adulto, a pessoa é abduzida, os cristais são removidos e a pessoa é “posta de reserva” para futuro despertamento e trabalho

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     1. Dano para a Rede de Comunicação da Nave: Raios de radar podem interferir com os programas e sistemas de propulsão da nave

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     2. Os Reticulanos são de uma civilização que parece ser plenamente dedicada a pesquisa interestelar e pesquisa de vidas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     3. A Rede de Comunicação tem estado na Terra pelos últimos 50 anos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     4. Os prévios contatos com os governos da Terra foram refutados.  Eisenhower

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Debate de Níveis de Densidades e os Greys

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Greys são guiados por seres incorpóreos de sexta densidade, em que existem apenas poucos. Um ser de sexta densidade está num nível não físico onde os seres existem como a plena dimensão em si. Um ser de sexta

densidade estaria ciente das muitas dimensões que ele encontra-se enquanto ainda estremado para algum grau de seus muitos selves ou consciências projetadas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os seres de quinta densidade são de natureza incorpórea e também experienciam-se com a plena dimensão. Existem amplos números de Greys da quinta e sexta densidades interados na situação terrena. A quinta densidade é a última densidade acima dos humanos (terceira densidade) que pode reter negatividade. Neste nível você encontrará o genuíno jogador da partida. Eles são fortes seres inteligentes que podem fazer viagens interdimensionais. Os seres de quinta densidade possuem a faculdade de controlarem um setor inteiro do espaço

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os seres de quarta densidade existem no nível de consciência raça, e estão afinados com a sua própria consciência de sexta densidade. Eles podem impelir a energia e o conhecimento de seus outros parceiros. Os seres da quarta densidade estão na posição única de serem capaz de transitarem dentre a terceira e quarta densidades, e são amplamente parafísicos quando vistos da perspectiva da terceira densidade. Estes seres fazem uso de corpos orgânicos e de andróides sintéticos. Estes seres parecem energéticos e cônscios, mas são emocionalmente insensíveis, para os humanos. Eles são, realmente, extremamente curiosos sobre todos os contextos de existências, altamente analíticos e desprovidos de quaisquer emoções. Eles podem experienciar emoções dos humanos em estados extremos (terror, medo, etc) e como tal obtendo um tipo de acensão de humor. Os Greys da quarta densidade, aqueles que estão primordialmente lidando com Whitley Strieber, são alguns que possuem o equipamento técnico para puxarem energia do campo bio-plasmático humano. Eles também possuem a capacidade para extraírem memórias e experiências dos seres humanos. Isto são eles que aguardam na luz quando um ser humano finda. O ser humano é então reciclado dentro de um outro corpo e o processo inicia-se novamente. Os Greys da quarta densidade são, em conseqüência, emotivos drogados. Para experienciar as emoções e sentimentos humanos o mais próximo que eles já compreenderam  de sentimentos.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Greys estiveram ultimamente por detrás do Grupo Thule na Alemanha durante a guerra, e sem dúvida estiveram por detrás da política Alemã de internação e extermínio dos Judeus durante a guerra. Imaginem as emoções que foram geradas nos campos de concentrações!

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Reptilianos – Informações Greys

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Por Jason Bishop III

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A Pastagem & o Uso da Superfície Terrena Humana

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Muitos “críticos UFOs” supõem que seus esforços conduzirá para algumas súbitas atenções pelas “Autoridades” para estender os dilemas que os UFOs apresentam...... o dilema de “eles são invasores?”, “O que eles querem aqui na Terra?” e todas aquelas outras coléricas perguntas. Eles vêem para a Terra pelas coisas da superfície terrena que até mesmo as pessoas desconhecem

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A Terra está na antiga rota de comércio espacial. Eles vêem, para as bases (Complexas Cidades Cavernosas) onde eles mineram, fabricam, e fazem algumas manipulações genéticas para criarem vários híbridos subservientes.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

    
     Os Reptilianos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Na maioria, nós estamos lidando com uma outra raça que é de forma humanóide, mas Reptiliana em herança. Seu líder da elite são os “Dracos”. Eles até mesmo possuem “asas” especiais, que são lapelas da pele, apoiadas por longas nervuras. Estas podem ser dobradas para trás do corpo. Eles também são conhecidos como a “Raça Dragão” e sua simbologia comumente inclue a Serpente Alada. Existem seres de sua raça que não possuem asas – a “classe soldado” e os “cientistas” não tem

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Eles são todos de “sangue frio” e tem que terem um meio ambiente equilibrado para manterem a temperatura do corpo.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Estes reptóides possuem escamas que os protegem de suarem. Eles não possuem glândulas sudoríparas. As suas escamas “pele” são muito grandes no seu dorso, tornando a pele impermeável. As escamas em alguma parte do corpo são mais flexíveis. Eles tem três dedos com um oposto polegar. Os olhos são amplos e como do gato. Eles possuem duas narinas no final de um curto e espesso focinho. Eles são possivelmente carnívoros

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A boca é mais como uma fenda, mas possuem dentes que são diferenciados nos incisivos, caninos, e molares. Eles medem em média de 6 á 7 pés de altura

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

Configurações Genéticas Reptilianas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     As fotografias acima retratam as feições visuais Reptilianas que foram consideradas reais por uma pessoa que tem tido contato com eles

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Reptilianos – Informações Greys

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Reptilianos (anfibianos) humanóides tem estado interagindo com a Terra por eons. Muitos contatados e abduzidos ciclicamente descrevem uma insígnia de uma Serpente Alada sobre uma atadura no ombro, um distintivo, um medalhão ou um capacete. A Raça Serpente vive sob o solo

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Greys

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A raça Reptiliana conduz os esforços da classe operária, que medem cerca de 4 pés de altura. Estes são atualmente alcunhados como os Greys ou EBEs, e são os maiores grupos encontrados pelos humanos na superfície. Os Greys são realmente uma ordem de híbridos dentre os humanos e a raça Reptiliana. Existem várias outras linhagens de híbridos que foram gerados para vários específicos atributos. Alguns híbridos possuem ativa uma visão pineal e são telepáticos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Estes seres operam eficazmente na escuridão. Seus olhos são mais súbitos para luz ultravioleta. Eles possuem a faculdade de controlarem seu ritmo cardíaco. O ritmo cardíaco normal de um Grey está acima de um ser humano. A pele parece ter um conteúdo metálico e uma rara pigmentação cobalto. Muitos não possuem órgãos sexuais externos. Alguns foram criados para tê-los

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Existem relatos nas lendas da Babilônia, Índia, Egito, América do Sul, América Central e outros lugares que revelam a influência destas outras raças com a sua

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Uma variedade de híbridos Reptilianos são particularmente negativos e perigosos. Essa variedade, que trabalha com o Draco, oriunda de um sistema que possue muito mais alta energia radioativa do que na Terra. Estes “nocivos seres” não “comem” no mesmo modo que os humanos. Estes seres como colmeia usam substâncias produzidas sinteticamente, misturadas com sangue. Esta fraca mistura é ocasionalmente misturada com Peróxido de Hidrogênio, que elimina as bactérias externas e vírus. Eles também talvez estejam nutrindo-se de “essência energética de vida”, das substâncias. Eles também parecem se “nutrirem” de energia nuclear, e manipularam seres humanos dentro de fontes de geração de força nuclear que emite radiação. Os métodos nucleares envolvidos usam neutrons e radiação acendida. Os métodos que usam positrons não emitem radiação

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os “Greys” (os baixos, ‘Grandes Cabeças”) são mercenários. Eles interagem com os humanos dentro de “Sociedades Secretas” e dentro do Complexo Governamental/Militar. E interligados “WEB” para manipularem as raças da Terra

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     Progressão de Comando

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Draco (Reptiliano Alado) – Draco (Sem Alas) – Greys - Humanos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Informações Adicionais sobre as Raças Greys e Reptilianas e suas Atividades Gerais com os Seres Humanos na Terra

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A classe comum de seres conhecidos como os Greys constitue várias raças. Todas as raças parecem ter rijamente definidas classes sociais que tendem a serem uma marca das sociedades eletrônicas espaciais. Em geral, existem três tipos de Greys: Os aliens Reticulanos, que medem quase 4.5 pés de altura, aqueles de Belletrax (também no sistema Orion que medem cerca de 3.5 pés de altura, e uma outra raça de Grey Oriano que atinge a altura de 6 á 9 pés de altura)

     Em geral, os Greys que tem agido na Terra por um longo período são subservientes de uma grande raça Reptiliana. Devido a este fato, é possível que eles á princípio queiram o auxílio de humanos em qualquer futura confrontação com seus mestres Reptilianos.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Zetas Reticulis parecem estar divididos em duas classes sociais, uma sendo mais “enérgica” do que a outra. A mais pacífica das duas parece mais esmerada e tem demonstrado uma tolerância maior com os seres humanos. A outra é mais abrupta, rija e cruel com os humanos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Embora analisando muitos casos, parece que os Greys mais altos possuem uma base perto das Ilhas Aleutas. Os Greys mais altos parecem ter plena influência sobre os Reticulanos e também sobre a raça Belletrax. A influência sobre os seres humanos parece centrar ao redor da implantação de figuras políticas humanas e daqueles no controle de grupos de poder planetário

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Zetas tem se reproduzido por milhares de anos pelo método da clonagem. Eles se reproduziram pelo processo de reprodução sexual uma vez que todos seus órgãos sexuais (assim como sua região digestiva) ficaram plenamente atrofiadas. Eles não possuem estômago e digerem seus “alimentos” por absorção através da pele e sob a língua. A cavidade bucal tem aproximadamente duas ou três polegadas de profundidade. Estes são os seres que estão envolvidos (o governo também está) nas mutilações de gados. Eles absorvem certas substâncias das partes dos gados que parecem dar estabilidade durante o processo de clonagem. Estas substâncias provém em certas glândulas e membranas salivares (lábios, narinas, genitais, e reto). O dilema destes seres realizando experiências é que no processo de re-clonagem cada cópia fica geneticamente mais enfraquecida do que a prévia. Isso tem estimulado seus interesses na criação de um ser híbrido através da re-construção com genes humanos, tentando mesclar e misturar as raças para preservarem sua espécie. Por este motivo que os Zetas abduzem humanos (outras raças possuem desígnios similares para abduzirem seres humanos). Muitas das abduções tiveram uma evidente natureza ‘cruel” com os humanos, enquanto que a natureza dos exames e trabalhos genéticos são muito psicologicamente turvejantes para os mesmos. Por exemplo, um tubo de ensaio é comumente inserido acima pelo reto humano e internamente ao redor de seus intestinos para retirar amostras de alimentos digeridos assim como  saber o resultado do processo digestivo sobre a influência alien no corpo físico

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O Raio Azul

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Vários tipos de raios são usados pelos aliens. Um em particular, o colorido raio azul, é usado para paralisar, capturar e transportar humanos. A ação de ser irradiado dentro de uma nave sufoca temporariamente o ser humano, pois todo o oxigênio é subitamente removido de todas as células do seu corpo durante o processo abdutório. Um outro tipo de radiação restaura o oxigênio para o corpo na chegada. Quando os aliens usam o raio condutor, um distinto tipo de raio é usado que permite que os humanos cheguem plenamente lúcidos. O raio azul é descrito comumente pelos abduzidos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Nutrição

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Você lembrará que as “mutilações” normalmente resultam na plena extração do sangue no corpo do ser. Isso tem sido o caso se o ser é um “animal” ou um ser humano. O sangue e outros fluidos são então transferidos para serem guardados em vasilhames, ou tonéis, assim como outras partes corpóreas. Existem muitos relatos de seres humanos em várias situações e contextos contatando aliens, ou estando dentro de cavernas ou em cavernas com eles, e terem visto canastréis ou tonéis com partes de corpos de animais boiando dentro de um fluido vermelho roxeado com uma substância na qual boiavam todos os órgãos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Houve um caso em que uma mulher e suas duas crianças foram abduzidas pelos seres de Belletrax (os seres referidos como “SM`s” no caso UFO) pois ela não quis cooperar com eles quando a bordo de sua nave. Eles responderam prontamente pela recusa de sua cooperação – eles finaram suas duas crianças. Ela conseguiu correr descendo por um corredor, adentrando num quarto onde viu um tonel repleto de fluido vermelho e partes de corpos de humanos e animais. Ela também viu um outro tonel do mesmo tipo em que o líquido estava sendo agitado, e quando olhou dentro do mesmo avistou os Greys sacudindo-se para cima e para baixo, quase nadando, absorvendo os nutrientes através de suas peles. Existe também o uso de H2O2 nos toneis para auxiliar a preservar o fluido da súbita degeneração. Estes seres estiveram abduzindo seres humanos por muitos séculos – eles contemplam a Terra como uma ampla fazenda, e estiveram basicamente tomando e abduzindo seres humanos e provavelmente abduzem humanos para tomarem deles de volta o seu planeta lar para incitar um tipo de contexto de agricultura humana

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Greys são aqueles interados em mutilações de gado. Eles absorvem certas substâncias das partes do gado que os estabilizam durante o processo de clonagem. Isto pode ser colocado sob a língua para dar sustentação e estabilidade por algum tempo. É uma substância que vem de algumas membranas mucosas: lábios, nariz, genitais e reto, e também de certos órgãos. Estas substâncias glandulares servem de nutrientes em substituição a alimentação.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Deixar as substâncias sob a língua não é o único meio pelo qual eles obtêm nutrição. Você pode perceber que nas mutilações de gado comumente há o desfecho de todo o sangue ser drenado do corpo. Os Greys tem em suas bases subterrâneas vasilhames e tanques onde órgãos humanos e de animais flutuam juntamente com um líquido púrpura para manter estas partes em suspensão. Os Greys nadam na mistura e absorvem os nutrientes através da pele. Eles usam peróxido de hidrogênio que também auxilia na conservação do líquido e dos órgãos evitando que se deteriorem. Como eles não tem trato digestivo, eliminam os resíduos através da pele. Para eliminá-los, eles precisam passar a substância através de alguma parte de seus corpos, muito da mesma maneira que as plantas eliminam através da pele ou películas externas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

Entidade do Sistema de Alcyone

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Este ser foi encontrado por uma mulher na Califórnia em 1980. Sua pele era de matiz escura esverdeada. Ele trajava uma veste acolchoada sobre os seus braços que usava para limpar a excreção de uma cavidade atrás de sua nuca. Este ser age possivelmente na 4 e 5 densidades, que incluem as densidades humanas referida como “astral”. Foi lhe dito que ela foi abduzida e implantada porque presumia que ela fosse uma “líder de conselho”. O ser expendia uma fulgurante pulsação ao redor de sua cabeça quando ficava emocionado. A função do ser concerne a Serviço Pessoal e uso de implantação como um fator manipulativo

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Raças Aliens (Serviço Pessoal)

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     1. Algumas das várias 22 sub-raças de Greys originalmente adviram como altos humanóides de cabelos loiros no sistema Lyrae, mas foram sujeitados a forte radiação devido a uma guerra nuclear num longo período, mudando o seu DNA para o ponto onde algumas das raças tornaram-se atrofiadas deformadas anães. Estruturas glandulares também foram afetadas, inclusive órgãos digestivos e reprodutivos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     2. A guerra nuclear ocorreu aproximadamente há 10.450 anos atrás

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     3. Parte digestiva é imprestável. A nutrição é ingerida por unção de uma mistura de uma sopa biológica na epiderme

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     4. Fonte Alimentar: Partes de gados bovinos (e humanos) cirurgicamente removidos por tecnologia luminosa (laser) e destilado dentro de uma sopa de carne altamente protéica

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     5. Estes tipos de Greys foram referidos como sendo os “Cruzadores Orianos” ou os “Markabianos”. Origens: Rigel, Ursa Maior, Draconis, Reticulum. Os Draconianos são de natureza Reptiliana; a elite com adidos alados nos seus dorsos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     6. A raça está interagindo com membros do Governo dos E.U.A

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     7. A compreensão geral das agências governamentais cooperando com os Rigelianos falhou em compreender que isto não é para os aliens darem vantagem tampouco para os Russos ou os Americanos numa vantagem na “corrida armamentista”. Estes aliens forneceram aos E.U.A a tecnologia que está falha. Muitas das tecnologias somente podem ser operadas pelos Greys

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     8. Eles controlam os governos abduzindo provavelmente pessoas e implantando-os, e manipulando suas carreiras e alteando-os dentro da estrutura social para posições de poder e/ou numa posição como um líder de opinião pública. Quando um candidato humano torna-se controlado pelo motivo de terapia de inculcação, ele comumente expulsa a pessoa para “fora de sua mente” e armazena a consciência/individualidade humana enquanto uma inteligência artificialmente criada é inserida na mente do candidato para executar doravante operações secretas contra a população humana

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     9. Os seres humanos implantados como controles são doutrinados na crença de que são superiores aos outros humanos. Os aliens então fornecem aos humanos a tecnologia ou os auxiliam a obterem armas para usarem dentre si. Todo pessoal chave é implantado e controlado pelas raças aliens

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     10. Se a “elite” for sucedida, eles são usados como “Sacerdotes e Guardiães” do planeta escravo. Se eles falharem (Hitler) então eles são traídos e lançados aos lobos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     11. A atitude voltada para os humanos é  a “tolerância para com os seres inferiores”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     12. Qualquer consideração destes seletos seres permitindo uma guerra atômica na Terra é contraposto. Isto dizimaria seus suprimentos alimentares

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     13. Estes aliens possuem superioridade tecnológica mas parecem carecer de ciência espiritual e social. Isso é evidente em sua clara carência de afeto, emoção, e respeito para com os humanos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     14. Eles podem ocasionalmente obterem momentânea satisfação em termos de altivez de humor afinizando-se nas extensões de ondas energéticas humanas via aparelhos radiônicos ligados mentalmente. Eles reagem a intensa emoção humana como o êxtase ou a agonia. “UFOs” nas zonas de guerras. Nazistas versus os Judeus

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     15. Eles abordam casais para excitações sexuais e são atraídos para desvios e aberrações sexuais

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     16. O processo biológico assim como psicológico das emoções e reações humanas são traduzidos via multiplicadores de freqüências eletromagnéticas e guiadas na direção de seus centros de focos consciênciais para altear o humor

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     17. Os seres Markabianos usam o sexo, dor, drogas e o medo como elementos obsessivos que aviltam os humanos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     18. Para os humanos se deslindarem da sinistra aliança secreta dentre a CIA e a Rigel, que tem ocorrido sem o conhecimento e anuência pública, as pessoas devem reaverem o controle governamental (que é um governo para as pessoas e pelas pessoas)

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     19. Tiranos foram derrotados muitas vezes nesta galáxia e em outras. Quando um tirano de um grupo ou raça é banido ou derrotado para sempre, um outro supressivo grupo ou raça chega para tomar seu lugar. O que um resiste alguém torna-se

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     20. Alguém nunca pode obter controle sobre ninguém mas de si mesmo

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     21. A inferior quarta densidade está sempre sujeita a tirania

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     22. Vindo a compreenderem plenamente a aptidão para um ser hostil usar muitas faces, isto se desmistifica e perde a sua faculdade de influenciar adversamente

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Serviço Altruísta

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     1. Existe uma raça de Procyon que tem contribuído para o desenvolvimento genético dos seres humanos e estiveram interados com a hibridização com primitivos humanos. Logo houve o súbito surgimento do ser humano Cro-Magnon

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     2. Desígnio Básico Procyano: A Lei de Uno é serviço altruísta. Eles presumem que Tudo Aquilo Será Benéfico se o homem puder desenvolver-se como uma genuína complexa memória social, por exemplo, uma alinhada consciência massa ou integrada entidade biosférica. Para eles, 5 bilhões de seres integrados como Uma unidade “Lúcida Consciencial ” dentro da Criação é uma Estado Natural. Cada distinto ser ainda mantém a natureza única individual, que é a soma total de suas integradas experiências, suas basilares distintas identidades como uma cônscia entidade espiritual de sua imortalidade apesar do uso de um ser genético orgânico (corpo)

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     3. Sua ajuda é para nos auxiliar a trazer humanos para seu pleno potencial

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     4. Os seres humanos tendem a idealizar Salvadores ou Satãs compreendendo-os como seres extraterrestres ou de extradensidades. Fazendo isso, eles esperam negar a responsabilidade para seus pecados apontando bodes expiatórios. Isto é uma estratégia auto derrotista. Esperando um “Salvador Celeste” é uma fórmula para o desastre. Se as pessoas fizerem o melhor e obrarem para a paz e unidade de desígnios, isto contribuirá para a correção do desequilíbrio. Não existem garantias

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     5. Os Procyanos possuem a faculdade de viajarem dentro de estruturas temporais e níveis de densidades, assim como bilateralmente. Os seres Rigelianos carecem desta habilidade. Eles dependem de naves irradiantes para fazerem viagem interestelar. Os Procyanos viajam “astralmente” de locais para locais (“percepção para percepção”) como uma função natural

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     6. As naves Procyanas são construídas numa peça que é feita dentro de uma Matriz energética e solidificada como um cônscio cristal vivente que é perfeitamente afinado para o piloto via conexão computadorizada

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     7. Quando a nave irradiante possue três ou mais membros da tripulação que estão na mesma densidade, então uma seqüência de teleportação é possível

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     8. O nome do planeta lar dos Procyanos traduz-se parcialmente como “aqueles que viajam através do tempo”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     9. Todas as raças trilham estados de adiantados progressos tecnológicos antes de aprenderem que tudo que eles realizaram pode ser atingido pela forma de puro pensamento

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     10. A humanidade como uma consciência massa pode criar qualquer destino que escolher idealizar para si mesma

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Abduções feitas por Seres Aliens

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     “Um Exército Adormecido” foi um termo governamental usado para alcunhar os abduzidos como um grupo, presumivelmente porque eles estavam muito incônscios de serem abduzidos e porque eles poderiam ser usados, via implantes cerebrais, pela nação alien de captores

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Isso talvez tenha sido aludido para os abduzidos pelos aliens Greys e/ou Loiros ou contatados ou para todos os que já foram abduzidos por qualquer tipo de alien. Talvez existam muitos distintos “tipos” de abduções e muitos distintos desígnios para o contato

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Se algumas das implicações são válidas, nós todos estamos sujeitos a influência através da mídia e de outros métodos públicos. Não importa quem está realmente “por detrás” ou no controle dos vários tipos de mídias, pois nós sabemos que a imprensa sempre tem sido uma parte maior do assunto UFO em geral

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     Isto Poderia Acontecer Com Você?

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Sim, concebivelmente. O número de pessoas que já foram abduzidas é muito alto. Existem tantos contatos e revelações acontecendo agora em nossa sociedade que suas chances de contatos ou de desvendarem interações aliens estão firmemente acentuando-se

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Parece que ninguém possa ser abduzido, com toda fase da existência humana estando interessada com aliens de um tipo ou outro. Qualquer um pode ser escolhido, do pobre, do menos instruído para a mais economicamente e politicamente poderosa pessoa, desconsiderando a idade, raça, ou convicção religiosa. E, ao contrário da crença popular, tanto homens são abduzidos quanto as mulheres

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Também existe ampla indicação que a maioria dos abduzidos e contatados, como um grupo, estão incônscios de suas interações. O gradual “despertamento” deste grupo é presumível e passível de ocorrer já

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Abduções Múltiplas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Abdução não é necessariamente uma experiência que alguém vivência sozinho. Realmente, um estudo mostra que em 24% dos casos pesquisados houve várias testemunhas da abdução. Houve um caso em Connecticut onde sete pessoas de três distintos carros tomaram parte num evento abdutório

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Contatados & Abduzidos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Em vez de rotular pessoas, estes termos deveriam ser convertidos para  experiência preconizada – contato e abduções: contato sendo visto ou comunicando-se com os aliens, ou engajando-se em mais intricada interação com os aliens pelo seu próprio livre arbítrio – abdução ocorrendo ou sendo manipulada pelos aliens (ou captores governamentais) sem sua anuência ou consentimento

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Isto deveria ser compreendido que muitos ou muitas pessoas com tampouco contatos ou experiências de abdução tiveram ambos tipos de contatos em distintos modos por toda a interação

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Pessoas que estão cientes de suas próprias interações com os aliens tendem a crismarem-se comumente como contatados ou abduzidos. Isso expressa interação positiva ou negativa

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Nós agora discutiremos vários distintos “tipos” de contatos, ou os mais destacados e interessantes temas passando pelos relatos das testemunhas em nossos hígidos casos de pesquisas.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

    

     Contatados

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Existem muitas pessoas que sentem-se que são de certa forma tanto aliens quanto humanos, se eles foram aliens em vidas passadas ou são atualmente walk-ins ou justamente dividem ocasionalmente consciência com os aliens

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Quando nossa pesquisa desvendar mais informações, nós a divulgaremos. Entrementes, nós pedimos para todos os leitores que supõem que talvez tenham algo para contribuir para a coleta de informações, que escrevam para nós sobre seus contatos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O que acontece quando você é abduzido?

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A abdução por seres aliens é uma realidade de oprimente experiência para muitas pessoas. As tecnologias interadas permitem que os aliens controlem virtualmente todo enredo de uma percepção, experiência, e memória da pessoa. Uma grande parte daqueles abduzidos lembram-se da experiência sem a regressão hipnótica. Estas entidades biológicas extraterrestres (EBEs) possuem pleno domínio sobre os sistemas biogenéticos humanos e de seu biocampo sutil para circundarem áreas por todo o caminho para o astral e além. Mais informações adiante no livro

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     “Contextos de Serviços Altruístas”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Tipicamente, as pessoas são levadas e sujeitadas a testes, exames e manipulação. O monitoramento biológico e implantes de controle são inseridos e a pessoa é então liberada. Também houve casos onde seres humanos foram mutilados (no mesmo modo que o gado é) enquanto ainda vivos – partes de seus corpos literalmente foram retalhados – para assegurar os materiais biológicos para nutrição ou projetos genéticos sob o jugo (Grey) alien.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Humanóides Loiros foram vistos em aproximadamente 60% dos casos trabalhando junto com os Greys

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O trabalho de hibridização genética envolve sujeitar mulheres humanas a uma “súbita” gravidez de aproximadamente 3 meses, sendo o feto mestiço depois removido e a mulher regressada, comumente incônscia da experiência

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     “Contexto do Serviço Abnegado”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Em contraste, os seres aliens também usaram as suas tecnologias para auxiliarem pessoas com problemas biológicos. Eles resolveram casos de AIDS introduzindo freqüências eletromagnéticas que ressoam com mortal freqüência oscilante do vírus, que está cristalizado dentro da estrutura molecular, efetivamente causando a interrupção viral. Eles também efetuaram curas nos humanos para muitas outras doenças. Alguns da raça humanóide Loira também estão interados instruindo pessoas e auxiliando-os a majorarem suas consciências.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Quais são os Maiores Efeitos da Abdução?

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Num amplo número de casos abdutórios, a interação da pessoa é “inumada” dentro do lapso temporal, que é basicamente uma aplicação de bloqueio de memória. Os EBEs e os abduzidos podem criar bloqueios de memórias para os eventos. Lapso temporal não é sempre um fator na abdução, contudo isto é um bom indicador

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O trauma psíquico é o fator predominante uma vez que a memória seja restituída ao abduzido. A natureza exata deste trauma e possíveis resoluções para o trauma serão discutidos depois neste livro

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O trauma físico também é um fator nas abduções. Pessoas tem sido apalpadas, punçadas e comumente manipuladas para o ponto onde os sintomas físicos começam a surgir. Esse é o mais evidente aspecto das abduções. As manchas roxas, cicatrizes cirúrgicas e os evidentes aspectos não correspondem com os eventos “normais” que clamam por uma explicação. Nós discutiremos estes aspectos em detalhe no livro

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Perda de Memória

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O lapso de memória é o primordial efeito dos casos abdutórios, e é comum em muitos casos, mas não em todos. Isto deveria ser frisado que apenas uma pequena porcentagem dos casos potenciais, que foram pesquisados. Apesar do alto número de casos registrados, os indícios são que a maioria dos abduzidos ainda estão incônscios de suas interações

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Parece haver duas idéias preliminares acerca do lapso de memória. O primeiro segue uma teoria que sustenta que o lapso de memória é uma manifestação do subconsciente para proteger a lucidez da pessoa

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Uma outra observação é que lentamente as microondas também criarão lacunas dentro da memória. Emissões de algumas aeronaves incluem freqüências de microondas, mas isso não impede a aplicação direta de freqüências de microondas para as pessoas ou alteração neural

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Provavelmente, os dois fatores participam da questão. Parece que muitas lembranças das experiências abdutórias são apagadas tão facilmente quanto uma luz é desligada

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

    Manipulação Geral

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Mental, assim como física, a manipulação está logicamente ocorrendo por toda a plena experiência. Qualquer abduzido que diz que “eles poderiam possivelmente estarem me manipulando” ainda não está pronto para os genuínos desafios desta experiência – controle mental – alguma coisa que todos os abduzidos talvez estejam sujeitos não importando o quanto representem para os aliens

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Abduzidos Instrutores

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Nos tem sido dito que existem abduzidos instrutores e receptores – e que  quando os abduzidos instrutores estão abduzidos, eles transmitem as experiências para os receptores, que sentem como se estivessem vivenciando a experiência. Também nos foi dito por uma pessoa que está interada em “desprogramar os instrutores” que também através disso libera-se o grupo de receptores da influência alien

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Enquanto isso seja a primeira vez que nós ouvimos esse aspecto da experiência de abdução, o citado acima talvez seja realmente verídico. Nós sabemos que as “ligações de implantes” existem dentre os abduzidos. Nós também sabemos o que contém em nossos arquivos de casos abdutórios mas de uma pequena porcentagem de todos os abduzidos. Eles todos talvez sejam instrutores. É possível que os receptores, na maioria, ainda estejam incônscios dos contatos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Abduções Por Greys

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Existe um amplo número de abduzidos pelos Greys vivendo em todo o mundo. A maioria está tampouco incônscia ou parcialmente sabendo de suas interações com os aliens. A abduzida, Cynthia Crowel, descreveu os abduzidos como um grupo como”..... atualmente pairando na margem de uma lucidez que nós somos de alguma forma distintos. A tendência é para relacionar essa “distinção” apenas para nós e não publicamente, logicamente que não para os genuínos aliens. Mais e mais de nós estamos cientificando-nos de nossas experiências e nossas identidades dentro da vasta sociedade que também inclue os aliens

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os abduzidos pelos Greys parecem ser tomados por uma ampla variedade de motivos, alguns aparentemente tendo nenhuma relação com a pessoa

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Eles talvez tenham sido manipulados, em vários graus, por nenhum outro motivo diverso do que eles foram como uma pessoa programada para ser abduzida. Outros foram abduzidos apenas uma vez ou muito raramente, comparado com a maioria, que tiveram cíclicas experiências por toda a sua vida. Como com os contatados pelos Loiros, isto pareceria que o contexto racial ou genético age numa parte de seus processos de seleções.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Uma coisa é comum; pessoas foram abduzidas pelos Greys por um longo período. Nós tivemos muitos casos onde os abduzidos talvez sejam a terceira ou quarta geração de suas ou da família deles para experienciarem esses contatos. Nós também tivemos um caso de uma pessoa que também estava ciente de ter tido contato na sua última vida, que foi uma Judia nos campos de concentrações Alemães durante o holocausto. Ela lembrou não apenas da experiência com os Greys durante aquela época, mas contato com o mesmo “ser” Grey que ela tem visto ciclicamente nesta vida!

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Existe algum indício de que uma ampla porcentagem dos “grupos adormecidos” foram abduzidos apenas uma ou duas vezes e implantados, mas não comumente afligidos ou contatados por todas suas vidas. Isso presume que estas pessoas são “influenciadas” por alguma coisa, ou que eles são simplesmente comunicantes transeuntes de alguns tipos de informações por detrás dos aliens

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Muitos abduzidos pelos Greys são levados quando criança. Muitos abduzidos adultos sabem ou supõem que seus filhos estão sendo abduzidos. Isto pareceria que muitas crianças que aparentam estar interadas com os aliens não querem considerar a possibilidade de abdução real ou simplesmente cogitarem tal tema. Também parece que a melhor política com muitas crianças consiste em desestimular suas lembranças a respeito. A regressão hipnótica, sobretudo, é comumente considerada extrema para indagar uma criança. Até mesmo adultos, realmente não tomariam ligeiramente a decisão de terem que regredir hipnoticamente para lembrarem dos contatos abdutórios. Da mesma forma Crianças e Adultos, caso interados, lhe dirão de seus esquisitos sonhos e experiências até mesmo quando eles não presumam que existam quaisquer coisas acontecendo

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     As mulheres são amplamente abduzidas para desígnios reprodutivos, embora algumas nunca tivessem vivenciado aquele tipo de interação. Algumas daquelas abduzidas que estão interadas naquela parte deste relato que possuem seus filhos humanos vivendo com elas, foram supostamente permitidas pelos aliens ficarem em troca das crianças mestiças que são usurpadas. Comumente, quando é dito isso para uma mulher, ela apenas tem um filho terreno

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Certos abduzidos sabendo de terem gerado criança híbrida ou mestiça que “vive com os aliens” tem várias distintas reações para a situação. Algumas são perfeitamente felizes com o programa da forma como se apresenta, e muitas não expressam qualquer opinião a respeito também porque elas não encaram o fato como possível de resolução. Algumas são rejeitadas pelos seus filhos e pela sua própria interação com eles. Algumas acharam que os filhos que nós criamos serão usados contra nós

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Outras amam suas crianças mestiças como fariam com quaisquer outros. Muitas que supõem que desta forma gostariam de reaver seus filhos e trazê-los de volta para a Terra onde eles teriam uma vida melhor do que com os aliens. Muitas também acham que as crianças ficam numa situação melhor onde elas estão mas logicamente gostariam de terem mais contato amplo com eles, com mais interação com seus filhos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Outros Elementos de Controle Alien, Interação & Manipulação

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Distinto Bio-Campo

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O campo biofísico dos seres Greys são adversos ao campo energético do corpo humano. A reação produzida pela conexão dos dois campos pode criar uma sensação referida como “corpo atemorizado” descrito por Whitley Strieber. Um ser humano talvez ou não experiencie essa reação, dependendo de sua faculdade para criar um bloqueio mental para a reação criada pelo campo energético extraterrestre

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os campos emitidos pelos Greys comparam-se aos tipos de campos energéticos emitidos por muitas de suas tecnologias. Realmente, os Greys usam suas tecnologias para ampliarem os efeitos de seus biocampos no ser humano. Isto lhes permitem majorar controle sobre o humano, que talvez reaja ao distinto campo com emoção de temor

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

 

     Usando Sons Gerados Internamente para Interferir com Alguns Tipos de Manipulações

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Num caso no Novo México, uma mulher descobriu que se ela criasse um alto ritmo sonoro dentro de sua mente, isto inverteria a inerte tecnologia manipulatória. Ela permaneceu entoando o som durante a presença dos Greys, e até mesmo conversou com eles. A geração sonora tornou-se parte de seu programa de defesa

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Parâmetros de Consciência para Manutenção Sonora

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Visto que a tecnologia usada para manipular os seres humanos provoca relativa paralisia das funções conscientes, a manutenção de interferência sonora ou outras técnicas mentais deve ser manipulada por uma forma de ligação, ou cooperação dentre a lucidez e o “subconsciente’. O uso efetivo de técnicas interativas depende de um progresso consciente dos dois estados. As áreas “subsconscientes” são onde todas as lembranças são preservadas, e onde todas as experiências relativas as abduções estão sujeitas a bloqueios inseridos junto no abduzido (como uma resposta programada para uma função que os aliens jungiram com o impulso de sobrevivência) ou os aliens. Os sonhos lúcidos indicam um encerramento da lacuna dentre a consciência das duas áreas mentais. Sendo capaz de interagir com os Greys “nos seus próprios setores” sendo uma ameaça para a manipulação alien e controle

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Efeitos de Vários Níveis de Manipulação Alien

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O mais interessante aspecto de controle alien e manipulação é que a tecnologia que eles usam permite que as distintas e apartadas manipulações das densas e súbitas densidades abranjam a fisicalidade do corpo humano. Eles possuem a faculdade para colocarem um ser humano sobre uma mesa, pô-lo dentro de um sono delta, comovê-lo com uma carga estática, apartar seus “corpos” súbitos, e manipulá-lo á vontade. A manipulação de áreas sutis que revestem as forças formativas do corpo físico possuem tremendo efeito no nível físico

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Eles também possuem a faculdade para extraírem as experiências e lembranças de um ser humano e inserir aquelas experiências e lembranças dentro de um outro corpo, ou “vasilhame”, se o vasilhame for um ser natural ou sintético

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     As manipulações deste tipo possuem efeitos na faculdade para que algumas consciências deixem os corpos, com padrões de respostas emotivas e programadas, habilidades para lidarem com bloqueios psíquicos, e um acolhimento de outros parâmetros

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Para iniciar esta defesa, o trabalho deve ser feito pela pessoa para trabalhar na expansão de consciência. Ligações devem se desenvolvidas dentre a própria consciência  e o “segundo eu”, que talvez seja o eu que está projetado “astralmente”. Após um tempo, a manutenção consciente da ligação começa a cominar com a lembrança lúcida e lembranças que alojam-se “profundamente”. O trabalho sobre a auto-hipnose e técnicas de regressão devem ser feitos com uma pessoa qualificada. Estas técnicas auxiliarão no processo de desenvolver mais consciência e controle. A experienciação constante enquanto estiver na presença alien deve ser feita pelo abduzido, que deve empenhar-se para captar resultados de várias manipulações mentais no empenho de controle alien

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Bio-Condicionamento do Feto Híbrido dentro de um Anfitrião Humano

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A natureza da fisiologia alien é muito distinta do anfitrião humano. Através das autópsias que foram feitas nos Greys, descobriu-se que o tecido é um composto que reflete uma mixórdia de genética animal e planta. Algumas espécies possuem tecidos pardos com sangue esverdeado e parecem agirem sobre uma luz baseada no sistema nutritivo

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Muitos anfitriões humanos reportaram misteriosas “infecções”, de natureza escumosa. Através de análises de muitos casos, tem sido muito bem estabelecido que os aliens propositalmente adaptam o feto híbrido para o meio-ambiente fisiológico para a vida alien advir. Supõem-se que essas substâncias sejam micro-fungis e/ou micro-vírus. Presume-se que a  implantação destas substâncias seja crítico para algumas raças em seus programas de procriações de seres híbridos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     É bastante evidente que não há preocupação para aflição de longo prazo para procriação híbrida nos humanos. Eles aparentemente fazem ajustes durante o ciclo de procriação. Estes ajustes podem incluir injeções de substâncias que fisicamente exaustam o anfitrião humano, assim como a manipulação dos vários inerentes campos energéticos com o corpo humano

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A questão sempre persiste. Se estes aliens podem produzir tecidos sintéticos, porque eles não poderiam justamente desenvolverem um torso ou criarem um clone sintético para parirem o feto para eles? Porque eles tem que usarem seres humanos para esse processo?

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Existem duas partes primordiais para a resposta. A primeira é que eles precisam do material genético. Todo o desígnio para a hibridização é para enriquecer a capacidade genética do organismo. Para isso eles precisam de genes humanos. A segunda parte da resposta é que eles precisam do efeito no feto de experiências emotivas humanas e psíquicas. O ser híbrido crescerá cultivando as emoções (distinto de um ser sintético, onde as mesmas não extendem-se ao tempo passado que fisiologicamente está determinado pela matriz – a programação é coligida) e deve ser exposta por estes motivos. Alguém então indagaria porque eles não poderiam sentar próximo e projetarem a energia física num clone. A resposta é que o componente emotivo seria esvaecido. O feto híbrido é retirado do ser humano após quase 90 dias e seu desenvolvimento então continua dentro de meio ambiente plenamente alien

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Todo o processo causa prematura deteriorização da anfitriã humana, que simplesmente majora a vulnerabilidade para a manipulação alien devido a sua frágil condição. Durante o processo de procriação híbrida, o corpo da anfitriã humana será manipulado. Houve casos onde as obturações dentárias (que talvez contenham mercúrio e outros metais) foram retiradas da boca do ser humano para promover a saúde do desenvolvimento do feto

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Alguns Maiores Indicadores de Interações Aliens e Possíveis Interações Ocultas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A) Lapso Temporal

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     B) Despertando durante a noite ou de manhã com raras sensações corpóreas, tais como formigamento, embotamento, vertigem, densidão, ou paralisia. Quaisquer destes indicadores são comumente acompanhados por desorientação

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     C) Pesadelos ou sonhos vívidos de aliens e/ou suas tecnologias

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     D) Desordens de sono. Também despertando consistentemente num tempo específico

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     E) Marcas físicas ou evidência de manipulação corpórea

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     F) Cíclicos avistamentos de naves aliens

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     G) Clara lembrança de contato alien e interação

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     H) Cura ou inexplicável melhora da condição física

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     I) Reações de temor, ansiedade ou raras sensações corpóreas sob a observação de imagens de aliens ou de suas tecnologias

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     J) Sentimento de ter tido uma comunicação

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     K) Inexplicado comportamento plenamente inconsistente com padrões prévios

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Quaisquer ou todos os indicadores mencionados acima talvez pareçam cominarem com alguns outros. Muitos dos indicadores poderiam também indicarem um problema físico requerendo cuidado médico

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os psicologistas clínicos em 1989 disseram que um amplo número de pessoas foram auxiliadas pelas suas interações com raças aliens, possivelmente através de manipulação física alien que resolveu suas condições físicas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A Abdução de Christa Tilton

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A Experiência Tríade

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Minha primeira abdução, ocorreu em 1962 quando eu estava com dez anos de idade não sendo quase tão traumática quanto eu recordo agora. Eu fui examinada e implantada com um dispositivo implantado de algum tipo. O dispositivo foi inserido no meu ouvido esquerdo, provocando ocasionalmente muita dor e rijo prurido. Minha filha possue o mesmo problema que eu atualmente. Os aliens foram capazes de transmitirem comunicações que foram inseridas por um tipo de “toque” ou som de “bip” que atualmente ainda ouço. Eu lembro que “O médico” era mais assemelhado ao ser humano e muito atraente. Ele me disse que eles jogariam uma pequena partida comigo crismada “semeando um jardim”. Naquele instante, eu sabia que ele queria dizer semear no meu quintal. Mas aquilo não era verdade. Um pequeno dispositivo foi implantado em meu abdômen. Me foi mostrada uma tela tridimensional com símbolos na mesma. De modo geral pelo menos isto não foi traumatizante para mim. Eu fui abduzida novamente em setembro de 1971. Eu lembro de ter visto os mesmos seres que antes. Eles inseriram uma grande agulha com um longo tubo desde o painel de instrumento no teto.  Eu sabia que eles estavam retirando óvulos. Eles me examinaram e mudaram algo no meu ouvido esquerdo e então colocaram um dispositivo transparente como uma cápsula dentro da área do meu abdômen. Quando eles retiraram o instrumento a cápsula ficou. Depois deste exame eu fiquei grávida, contudo, eu não tinha me relacionado por oito meses. Eu nunca soube naquele instante que estava grávida até eu abortar o feto. Eu fui apressadamente para o hospital de New Orleans e o médico me examinou, e lamentando disse, que eu tinha me auto-sugestionada sobre uma pseudo-gestação de pelo menos 12-14 semanas. Eu agora me recordo que eu tinha tido algum “lapso” temporal de vários dias antes de iniciado o sangramento.

 

     Eu fui abduzida novamente em 4 de fevereiro de 1976. A nave e os seres, foram os mesmos. Nesse período eu fui preparada e artificialmente inseminada pelo o que os Ets disseram ter sido uma purificação genética, com óvulo fertilizado. Eu tinha ficado plenamente inativa sexualmente por muitos meses. Eu concebi uma saudável menina, contudo eu tive severas complicações com a concepção pois uma Cirurgia Cesariana foi realizada. Minha filha agora está mostrando sinais de já ter sido abduzida aos 10 anos de idade. Ela está agora com 12 anos e tem raros atributos. Ela tem tido experiências que ela teme enquanto estava a bordo de uma nave! Eu fiquei chocada porque eu nunca lhe disse sobre as minhas experiências nem que ela já tinha ficado interessada em ler livros UFOs ou assistir shows UFOs na TV. Ela tem um excepcional alto QI e está na lista de honra de alunos todo ano. Ela também é uma líder de torcida na sua escola ginasial e mostra notáveis habilidades no piano e voz. Ela é uma admiradora de todas as operas e tem se apresentado em muitos palcos. Ela fez sua estréia profissional num filme que estava sendo filmado na cidade que moramos e também tem sido uma modelo. Ela tem vários ataques de pânicos se qualquer médico quiser observar dentro do seu ouvido esquerdo. Ela tem vivenciado esse raro temor por muitos anos. Ela é uma criança séria. Um dia ela adentrou no meu quarto e fechou a porta e naquele instante (10 min) ela tinha moldado um pequeno alien na argila e fixado isto sobre o meu camareiro. Plenamente chocada, lhe indaguei porque tinha feito isso e ela respondeu simplesmente, “Mãe, você não sabe que eu não sou daqui! Então isto não é apenas conosco que devemos nos preocupar......são com nossos filhos. Eles poderiam muito bem serem CRIANÇAS ESTELARES!

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Toda minha história será contada em amplos detalhes num novo livro entitulado “UFO ABDUCTIONS OF WOMEN-THE  TRIAD EXPERIMENT

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

  Christa Tilton

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Um Caso Similar de Christa Tilton

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Não importa saber para quem estas experiências ocorrem. O que importa saber é que elas acontecem! Para aqueles que são cépticos, esse ceticismo permanecerá até que eles tenham tido suas próprias experiências. Ou que  sejam convencidos contra a sua vontade ainda que estejam com o mesmo juízo. Logo eu não estou tentando convencer ninguém. Eu estou simplesmente dividindo minhas experiências com quem quer que esteja interessado. O que eu cito aqui eu sei que é verídico, contudo eu deixo o fator crença para as pessoas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Na manhã de 12 de Outubro de 1980, aproximadamente as 3:30 da madrugada, eu recebi um telefonema de um homem que avistou algo na área. Eu tinha conversado com ele antes, sobre o seu avistamento. O telefonema foi algo como: “Donavon, existe uma luz esquisita no céu na direção de seu caminho. Isto está quase fora de meu alcance visual. “Você se importaria de sair para conferir?” Eu lhe disse que iria, então desliguei o telefone, limpei os meus olhos da soneira, me vesti e saí. Depois de uns poucos minutos eu identifiquei o objeto na direção do meu caminho. Neste ponto ele era muito pequeno e difícil de se ver através das árvores. Então eu decidi pegar o carro e guiar para um melhor local. Eu fiquei observando o objeto tanto que eu saí da estrada duas vezes. Quando o objeto se aproximou isto também ficou maior. Eu tinha alcançado a interseção da estrada que eu estava viajando e uma auto-estrada. Então eu parei o carro e saí e observei o objeto quando se aproximou, até que parou justamente no outro lado da auto-estrada na minha frente. Lá estava o objeto – uma fulgente luz branca do tamanho de uma toranja, justamente içada no céu leste. Eu fiquei plenamente afetado com um sentimento de ingênua segurança que as palavras não podem expressar. Houve essa sensação de uma carga elétrica ou de formigamento, que fluiu em ondas do topo de minha cabeça por todo o meu corpo para as pontas de meus dedos e para os dedos dos meus pés. Isto foi como se o tempo cessasse; não houve percepção temporal. Quando eu observei o objeto, eu vi uma pequena luz branca que cintilava constantemente. A luz fulgurante estava bem perto da luz grande mas eu não poderia dizer se elas estavam juntas ou não – isto foi muito bizarro. Isto foi quando eu identifiquei dois outros objetos á minha direita. Eles eram pequenos e envoltos com luzes vermelhas e brancas e faziam movimentos erráticos, como um dinheiro caindo. Um vôou da minha direita para o topo do objeto grande, e o outro para a base, simultaneamente. Os dois objetos alinharam-se com o objeto grande de um modo vertical. Parecia que eles estavam sendo atraídos para a luz grande. Não havia nenhum som entoando deles. Os dois pequenos objetos ficaram naquela posição por quase 15 á 30 segundos, então voaram para o nordeste. Foi quando eu finalmente compreendi, cogitando: “Tapado, volte para casa e pegue sua câmera”. Naquele instante, ao retornar, a luz grande já tinha partido

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Em fevereiro de 1980 esse incidente aconteceu. Minha esposa estava em uma cidade há quase sete milhas de onde nós vivíamos.      Ela foi avizinhada por um homem na rua. Este foi o seguinte diálogo que ocorreu:

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Estranho: “Você é casada com o Mestre Donavon, não é?”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Esposa: “Sim”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Estranho: “Ele já lhe disse que ele presume ser de um outro planeta ou mundo?”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Esposa: “Sim, realmente, ele me contou. Como você soube?”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Estranho: “Isso não é importante. Você acha que ele é maluco, não é?”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Esposa: “Bem, talvez não seja maluco mas talvez tenha um parafuso solto.”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Ele continuou a dizer para ela muitas coisas a meu respeito que somente eu saberia! Quanto a crença de que eu sou de um outro planeta – até agora eu apenas disse aquilo para minha mãe e esposa, por temer o ridículo. Bem, o último enunciado que o estranho fez foi esse:

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     “Seu marido não é maluco. Realmente, ele é da inteligência superior deste planeta. Apesar da maioria das pessoas do seu planeta não poderem compreenderem nem entenderem tal inteligência. Por causa dos padrões que eles ajustaram para si mesmos. Por favor diga a ele que quando for o momento certo, ele saberá de tudo.”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Com aquela declaração, o estranho se virou e partiu, deixando a minha esposa perplexa. Nem eu e minha esposa já o vimos antes. Quando ela voltou para casa e nos contou sobre os eventos do dia – sem precisar dizer que eu fiquei impressionada! Eu tinha misturado os contextos. De um lado eu me indagava – quem é esse misterioso estranho? Por outro, eu realmente me senti bem sobre a confirmação de uma convicção que eu tinha em toda a minha vida

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O seguinte enunciado é o que eu suponho ser uma experiência muito real, que eu presumo vincular-se com as experiências de Christa Tilton. Três de meus amigos e eu fomos levados para o que eu percebi ser como uma instalação subterrânea governamental ou base UFO. Eu disse “amigos” porque aquilo é como eu os observo, contudo eu não tinha que encontrá-los naquele instante. Eu lembro de ter me sentido como se eu tivesse sido drogado, como se tudo de certo modo ficasse em câmara lenta. Nós fomos colocados sobre e amarrados numa correia condutora pelos nossos pulsos e tornozelos. A mesma foi ligada e começou a mover nossos corpos que passaram através de blocos de pura intensa luz. Estes blocos de luz – talvez aparelhos de varredura lazer – eram tampouco verdes ou azuis. Em cada um dos blocos de luz havia o que eu percebi ser como um controlador automático. Eles também eram tampouco verdes ou azuis. Suas cores correspondiam com a cor da luz na frente de onde eles estavam posicionados. Os robôs tinham formas humanas mas sem perceptíveis atributos humanos. Junto com a parede no primeiro quarto haviam barris de algumas substâncias que tinham um odor pungente. Estes barris estavam empilhados, um em cima do outro. Subitamente nós ficamos sobre uma distinta correia condutora ou no final da primeira. Quando a correia se moveu ao redor de um console circular, a mesma parou.  Havia dois homens – de semblante e características humanas – sentados nos consoles. Um auxiliou o outro. Um deles ergueu o que eu presumi ser como um barbeador, barbeando-me parte da minhas costas. Eu lembro que o local sangrou consideravelmente. Eu fui liberado e eles começaram a fazer o mesmo procedimento nos meus amigos. Eu lembro de ter refletido ciclicamente – “O que está acontecendo comigo?” Ao ser liberado, eu lembro de ter questionado um homem pardo lá de pé: “O que está acontecendo comigo?” Ele respondeu, “Você foi justamente implantado com seu número de extensão de controle governamental”. Eu lembro de ter pego um espelho e observado a área sangrada. O número “4” estava lá. De uma forma muito inquietante eu me virei para uma mulher uniformizada e indaguei, “Você não pode fazer isso comigo!” Incidentemente, todo o pessoal nesta instalação trajavam uniformes. Eu então corri de volta para o console onde eu fui liberado. Naquele momento os meus amigos também tinham sido liberados. Eu rapidamente lhes contei o que eu tinha desvendado o que estava acontecendo conosco. Quando eu estava falando, os dois homens no console estavam juntando rapidamente os materiais, parecendo como uma tentativa de fugirem. Em particular eu lembro que o homem que tinha implantado o número em mim, tinha uma lista impressa de computador. Ele protegeu essa lista com sua vida, quando meus amigos e eu corremos atrás dele e dos outros. Eles fugiram através de duas portas. Eu sinceramente suponho que Christa Tilton também esteve nessa instalação naquela época – contudo eu não suponho que esse foi o nosso primeiro encontro

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Eu nunca esquecerei a primeira vez que eu conversei com Christa Tilton no telefone. Isto foi em 20 de Setembro de 1987, e senti como se eu estivesse ouvindo a voz de uma antiga amiga, como se eu tivesse conhecido ela toda minha vida. Ela depois me enviou sua foto que somente confirmou aquele sentimento. Quando eu vi aquela foto eu tive recordações de ter visto ela a bordo de uma nave! Isto foi um momento muito emotivo para mim, vendo-a novamente. Desde aquele momento uma linda e duradoura amizade de incondicional amor surgiu. Ela é genuinamente uma flor no jardim de minha vida e uma legítima amiga. Como Christa, eu fui importunado por intensos, cíclicos sonhos de encontros e comunicações com o que pareciam ser seres não-humanos, e de outros mundos. Eu também continuo frustrado pela minha incapacidade de saber a verdade sobre meus contatos, contudo Christa tem sido uma tremenda ajuda na minha busca pela verdade – provando que quando as pessoas trabalham coesas por um objetivo comum, este é realizado. Como ela, eu sofro de insônia, e o temor do que talvez ocorra se eu dormir. Eu presumo ter sido abduzido incontáveis vezes astralmente, e uma dessas vezes eu vi Christa a bordo de uma nave. Eu lembro de ter caminhado ao redor de um corredor circular, um tipo de verificador de materiais unitários ao me deparar com uma porta aberta. Eu caminhei para dentro da porta e a vi deitada sobre uma mesa de exame. Ela estava envolta pela luz dos seres aliens Greys, de 3 ½  á 4 pés de altura. Eles estavam trajando uma veste como um macacão cerrado, quase como uma segunda pele. Eu fui então mentalmente dito que eu não deveria estar naquela área ou para ver ou estar em contato com ela. Eu não fui apenas solicitado deixar o local mas também acompanhado para fora do quarto e a caminho do corredor. Naquele instante tudo ficou confuso e eu presumo ter perdido a consciência, porque isto é tudo que eu lembro.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Eu suponho que os aliens Greys talvez sejam um cruzamento dentre cyborgs, avançada eletrônica e seres biológicos. Quanto aos aliens assemelhados com humanos, eu presumo que nós somos descendentes diretos deles, criados aqui no planeta Terra há centenas de milhares de anos atrás pelos nossos irmãos espaciais. Estas duas passagens da Bíblia são lembradas neste ponto: Gênesis, capítulo 6, verso 2: “Aqueles filhos de Deus viram que as filhas dos homens eram leais ; e tomaram-nas para desposarem de todas que eles escolhiam”. Também, verso 4: “Houve gigantes na terra naqueles dias; e também depois daquilo, quando os filhos de Deus atingiram o orgasmo nas filhas dos homens, e eles revelaram as crianças para eles, e o mesmo tornou-se homem que foi antigo, célebre homem. Algumas muitas escrituras de excitantes idéias para dizer o mínimo, huh? Eu não apenas acredito que milhares de abduzidos tiveram muitas importantes partes na condução dentro da “Era Dourada do Milênio” ou a “Era da Razão”. Existem ensinamentos espirituais que me foram ensinados pelos nossos irmãos espaciais numa dimensão superior de realidade. Contudo Christa e eu não estamos sozinhos, e presumo que existam milhares de vidas lá fora como nós, talvez receosos de nos pedir auxílio e com um melhor entendimento de suas experiências por causa do medo do ridículo. Isto é uma verdade que ocasionalmente a vida pode ser muito cruel por causa da insciência ou falta de conhecimento acerca do vasto, exótico assunto. Então talvez alguém, como o avestruz, estique sua cabeça na areia porque eles estão receosos de indagarem seus próprios destinos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O Fator Governamental

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Cynthia Crowell

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Uma parte importante da experiência de abdução é o fator governamental; tanto para os abduzidos que não estão diretamente interados com o mesmo assim como para aqueles de nós que estamos. Eu posso apenas dizer em termos de ser uma abduzida nos Estados Unidos, mas eu sei que isto é feito no mesmo modo mundialmente

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     No ano de 1960, o governo Americano soube da situação com os abduzidos; isto tem o aspecto de implícito acordo com aliens interados assim como com a manipulação governamental de pessoas e sua utilização

de técnicas de monitoramento e controle mental de interação governamental com a de algo mais. Esse processo e a interação alien estão ocorrendo

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Em 1960, o governo designou “agentes manipuladores” para monitorarem pessoas com interação alien. Estas pessoas foram designadas a monitorarem crianças e adultos. Há alguma evidência para dizer que famílias de empregados governamentais foram os alvos precípuos. Estes manipuladores pareciam ser todos um pouco tão humanos quanto as pessoas que eles monitoravam

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Em alguns casos estes agentes conduziam suas próprias abduções de pessoas para monitorarem, interrogarem ou efetuarem técnicas de dissipação de memória. Eles apagavam nossas memórias, justamente como os aliens o fazem

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Minha própria experiência com esse programa iniciou quando eu estava com quase sete anos de idade. Eu tinha sido abduzida pelos Greys e sujeitada a alguns tipos de procedimentos. Depois que eles saíram do quarto, alguns humanos de uniformes coloridos cáqui começaram a freqüentar meu quarto. Um deles me tratou toscamente enquanto eu estava deitada na mesa e um outro adentrou no quarto e conduziu o primeiro para fora. Isso foi feito propositadamente com a finalidade de ganhar minha confiança com o agente remanescente. Isto provavelmente funcionaria. Como a minha família viajou ao redor do país, levando mais de um ano, eu me deparei com esse homem três vezes.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O ponto é que não havia aliens interados no evento com os humanos. Toda a situação foi criada pelo fator governamental e eu suponho que aqueles tipos de situações são mais regra do que exceção

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os abduzidos estão sob o monitoramento (NRO/NSA/CIA, etc) governamental por causa do contato alien. Esse desígnio governamental exige que nós não tenhamos direitos ou méritos além de nossos próprios valores de permanecermos seguindo pistas do que os vários grupos aliens estão fazendo

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Além disso, a situação parece ser uma em que partes da população americana são vistas por certas facções dentro do governo como uma ameaça para a ‘Segurança Nacional”. Isso talvez esteja por detrás da malina atitude que as pessoas estão sendo tratadas, sobretudo pelas facções militares governamentais. Supondo que o governo tivesse feito um acordo que eles lamentassem numa administração futura, eles se deparariam com milhões de pessoas que tiveram contato com outros seres. O programa do agente manipulador foi tencionado a rastrear e monitorar uma porcentagem da população que teve contato com aliens na esperança de serem capazes de anteverem o possível uso de humanos contra facções secretas no governo e para defender o conceito de “Segurança Nacional”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Não me surpreenderia saber que o governo está sabendo do contexto almejado das experiências abdutórias. Sendo assim, eles saberiam que quanto mais abduzidos eles puderem controlar, mais influência eles poderão exercer sobre as pessoas que tiveram contato com outros seres. Se eles não estão plenamente cientes e agindo neste contexto, então isto talvez signifique que nós não somos apenas descartáveis mas já fomos derrotados no conflito até o ponto em que o “governo secreto” esteja preocupado

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O governo possue algumas tecnologias de implantes, contudo eles talvez estejam inibidos de usá-las por prévias implantações aliens ou outras ações. Visto que o governo tem um melhor entendimento de psicologia humana do que alguns grupos aliens, isto está menos distal almejado e adequado para o governo poder livremente manipular a população do que isto talvez seja até o ponto que os aliens estejam preocupados. Há alguma evidência de que o governo tem criado abduzidos que agem como “agentes duplos” – evidente que nestas áreas estão tornando-se notórios

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Eu lembro de ter sido dita para não comentar sobre estes assuntos (mas não especificamente por quem) estando ciente de uma ameaça que ainda não posso investigar. Essa impressão de ameaça é muito forte onde o assunto alien está interado. A maior parte do tempo eu achei que a ameaça não representasse o real perigo, mas desde aquela vez eu fiquei sabendo do envolvimento governamental. Qual lado tem mais a perder para expor-se? Qual lado que me considera uma ameaça? Ambos?

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Eu posso compreender o conceito governamental deparando-se com uma tecnologia alien e fazendo um negócio para ganhar tempo para tentar e lidar com uma perceptível ameaça; naquele ponto eles tornaram-se “monstros” que administram vendas de drogas e armas para financiarem suas ações, abusos de crianças e supressão de progresso tecnológico que nos auxiliaria a sobrepujar-mos muitos sofrimentos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Nós “abduzidos” somos os vitimários humanos de nossa época. Isso provavelmente seria aceitável para a ampla maioria de nós se nós pudéssemos acreditar que isto foi para o bem de todos. Se eu indaguei e tratei adequadamente e com dignidade, muitas pessoas mudariam seus modos para auxiliarem quaisquer raças. Eu poderia ser sua mãe ou irmã. E provavelmente existam abduzidos dentro de suas famílias, amigos ou companheiros, não importa quem você seja. Mas nosso sangue não tem usufruído nada (como avanço médico, tecnológico e outros avanços científicos) e isto não tem lhe salvo ou seus filhos dos aliens. Isto tem servido apenas para preencher os bolsos de poucos seletos no grupo de poder central, sejam eles o governo, financeiro, religioso e/ou líderes aliens

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Se esse sistema não é sucedidamente ábsono, o que acontecerá com você se os Greys realmente nos levarem embora (abduzidos)? Quem daquele grupo do poder central nos resguardará, quando nós, os abduzidos, estivermos sido todos extintos?

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Sequestro-Anímico

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A segunda fase de interação de abduzidos “adultos” é o que eu crismarei como sendo “Sequestro-Anímico”. A descrição é provavelmente inexata, mas é o que realmente parece. Me foi dito que todos nós ocupamos vários distintos “corpos” todos jungidos como caixas contidas -  o corpo físico envolto pelo “corpo” etérico circundado pelo “corpo” astral revolvido pelo corpo “mental”, etc. Nós realmente também temos um “corpo” extra, o “corpo” emotivo, que os aliens não tem. Essa parte de nós constantemente possue um tipo de energia que eles não podem gerar ou simular. Essa energia emotiva (que você conhece  como amor, ira, etc., - isto realmente traduz todos os mesmos tipos de energias em distintos ângulos e intensidades) que é, para eles, como uma potente, muito almejada droga. Eles podem tomá-la de nós e armazená-la, assim dizendo, e usá-la para recriação, científica e como um item comercial, como dinheiro. Nós constantemente geramos essa energia, armazenando-a dentro de um de nossos muitos “corpos”, sempre guardando um suprimento “em nós”. Me foi dito que a mesma é armazenada em nosso corpo etérico, como uma substância, dentre os pequenos sulcos do campo etérico. Essa energia também está contida dentro de nossas experiências e lembranças de contatos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O “Sequestro-Anímico” não é apenas um seqüestro, mas um de seus mecanismos de controle. Após uma abdução, dependendo de “quanto eles tomam”, nós talvez tenhamos intensa atividade emotiva como a depressão ou ira, gerando mais energia tão súbito quanto possível para “reabastecer nossas reservas”. Isso pode nos deixar exauridos sem cura aparente mas o tempo

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

    Com o processo de “Sequestro-Anímico” ou similar, eles podem literalmente retirar uma pessoa (vamos dizer Billy) de seu corpo e pô-lo dentro de um corpo de uma outra pessoa (vamos dizer Bob). A essência da lucidez de Billy e a identidade, motivações, valores, etc., podem ser postos dentro do corpo de Bob. A essência de Bob pode ser posta dentro de armazenamento (algo como congelamento) enquanto Billy ocupa seu corpo. Eles podem apartá-la depois: a essência de Billy pode ser ligada dentro do corpo de Bob e a sua memória e programação consciente. Em outras palavras, Billy poderia ser retirado de sua vida e corpo e posto dentro do corpo vivente de Bob, e nunca realmente até mesmo saber a distinção, exceto para os esquisitos sonhos e emoções que ele não poderia associar com a residente memória e programação de Bob. Eu fui ameaçada com isso e não ficaria surpresa em descobrir que isto já tinha ocorrido. Eu suspeito que isto é feito regularmente. Eles fazem isto de certa forma para nos manter confusos. Isto é um processo de super bloqueio ou duplo bloqueio até a recordação advir. Além da experiência/remoção de memória, isto é uma massiva experiência/troca de memória

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Muitas vezes, eu experienciei momentos quando ou através de um outro ser, comumente em outros planos temporais e em outras raças aliens. Por um instante ou por vários momentos ao mesmo tempo, eu realmente serei uma outra pessoa. Isso é feito quando eles manipulam e temporariamente estremam nossos vários corpos. Eles tomam a nossa parte que estamos conscientes dentro de suas próprias consciências grupais, em que nós podemos experienciá-las como uma outra pessoa que também foi tomada dentro da consciência grupal via implante ou quaisquer que sejam outros meios que eles talvez usem. Eu ainda desconheço seus desígnios para fazerem isso

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Kristie Bjork

     Dallas, Texas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A Quem Interessar Possa,

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Eu sou uma abduzida, contatada e ufóloga. Tudo isso e mais um pouco. Eu tive lapso temporal várias vezes. Eu adoro escrever. Eu tomei parte diretamente no acobertamento governamental. Eu tenho estranhas cicatrizes no meu corpo no umbigo, canal ovariano, e espinha dorsal. Estas cicatrizes não foram observadas até então – esse ano. Eu nunca estive num hospital para cirurgia.Tudo isso é fascinante. Eu sou uma rara abduzida. Eu não estou assustada com UFOs e aliens. Eu não aprecio a idéia de seres adentrando no meu quarto ás 3:00 hs da madrugada, me acordando e me fitando com grandes, largos olhos. Eu estou trilhando uma situação onde eu estou sozinha na floresta ou sendo “irradiada para cima” enquanto dormindo. Eu tenho lembranças lúcidas de contatos feitos com quase 4 ou 5 anos de idade. Uma foi numa base subterrânea contendo vários tonéis. Os tonéis continham partes de corpos bovinos. Os “seres” que fazem as abduções são de dois tipos. Um é loiro com longos cabelos. O outro é pequeno, cinza e súbito. Os seres desenhados durante o caso de Travis Walton são idênticos. Estes “seres” fizeram muitas coisas esquisitas. Uma vez enquanto eu estava na universidade eu tive uma estranha reminiscência de ter sido um objeto de “acasalamento”, e de ter visto um desenho de um símbolo de uma serpente. Os aliens tinham um símbolo de serpente. Eu desconhecia a história de Travis Walton quando meu contato ocorreu em 1970

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Eu tive muitos avistamentos. Eu presumo ter vivido perto de uma base subterrânea de algum tipo. Como usuais bolas luminosas, feitios de discos, e formações ovais. Eu não tenho premonições de abduções – elas justamente parecem acontecer de noite. Desde que eu me mudei para Dallas, eu apenas vi um UFO num ano. Eu vi UFOs em Garland, Texas e em Irving, Texas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Eu tenho um namorado que está pesquisando UFOs. Ele se juntou a Força Aérea em 1980. Eu entrei na Marinha mas fui jubilada devido a minha asma. Ele me chamou e me contou que estávamos sendo investigados pelo FBI. Eles foram rígidos com ele. Ele quase cometeu suicídio. Eles me ameaçaram com a lei de espionagem. Eles me indagaram para dizê-los todas as informações UFOs que eu sabia. Concluindo, eles ficaram muito aflitos de saberem sobre estes três UFOs aterrizados perto de um aeroporto perto de Moscou. Os UFOs também foram detectados adentrando no sistema solar do espaço. Eu suponho que existam informações que apoiam a Conjuntura Extraterrestre, que envolve tecnologia trans-dimensional. Há um definido fator psicológico envolvido. Os aliens utilizam luzes para fazerem muitas coisas. Um modo que eu não mencionei é para alimentar à força o cérebro com informações e programações. Os Greys podem de certa forma extraírem as lembranças do cérebro humano. Isso majora a idéia de “sorvedores anímicos”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Sinceramente;

     Kris Bjork

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Walk-ins

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Um “Walk-in” talvez seja definido como alguém que ocupa um corpo que eles não ocupavam desde seu nascimento. Em outras palavras, uma pessoa nasceu num corpo, mas depois vagou aquele corpo e permitiu que uma outra personalidade literalmente adentrasse no corpo e tomasse seu controle e da vida da legítima pessoa

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Dizem que os Greys podem remover uma pessoa de seu corpo e colocar nele alguém mais, e, remover a memória consciente da primeira vida, convencendo a personalidade transplantada que ele ou ela é a pessoa do segundo corpo. Quando a original memória consciente de identidade é removida, isto é transferido (a pessoa é conscientemente “reprogramada”) com a memória e identidade da pessoa que originalmente ocupou o segundo corpo. Supostamente, quando isso ocorre com uma pessoa, apenas suas denotações são que eles percebem do lugar de seu próprio meio-ambiente, que eles sonharam e tiveram estranhas percepções sobre ser alguém mais, etc. Embora a possibilidade deste tipo de situação tenha surgido várias vezes em nossa pesquisa, nós ainda não pudemos estudar isto profundamente

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A maioria dos Walk-ins pretensamente sabem quem são, senão quem eles realmente seriam e o que eles estariam fazendo aqui. Houve alguns casos quando os aliens temporariamente se apoderaram de um corpo humano para realizarem algum trabalho. A identidade humana e a consciência são de certa forma postas congeladas durante esta ocupação temporal, como se ficassem inconscientes, até mesmo por anos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O caso de Adrian é um caso em que a consciência de um Grey foi transferida para dentro de um corpo de uma criança humana. Se a personalidade do Grey foi transferida para aquela da criança ou se eles foram mesclados não está claro. Nós sabemos que muitos abduzidos pelos Greys experienciaram uma fusão de consciência com os aliens e com outras pessoas, embora isto fosse por breve período

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Carta Anônima Descrevendo Atividade Alien

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A Quem Interessar Possa

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O efeito da insana aliança dentre o complexo mundial industrial-militar que controla todos os principais governos neste planeta e seres aliens de um planeta contíguo neste sistema solar está lentamente sendo exposto por um pequeno grupo de pessoas comuns que possuem informações valiosas. Estes patriotas conseguiram desvendar algumas das generalidades do “acordo”, mas o desígnio final deste resquício está sendo bem guardado por aqueles que são os beneficiários deste pacto vil. O meu temor é que no transcorrer dos anos toda a verdade insurja através dos esforços destes Patriotas, portanto agora eu aproveitarei para dizer a verdade como isto me foi dito

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Embora as especificações desta aliança sejam classificadas como Ultra- Secretas, existem aqueles informados a respeito através de canais “não-oficiais”, e que estão atemorizados com isto. Eu conversei com uma destas pessoas pessoalmente, e ele estava bem versado nos detalhes no entendimento dentre a classe dominante e esse particular grupo de aliens. Ele era um ser que disse ter vindo de um sistema estelar além do nosso sistema solar, e que decidia o tipo de tecnologia que eles usavam. Eu creio nele. Ele estava triste pela situação que ele viu na Terra – onde os líderes traíam seu próprio povo para realizarem favores para uma raça alien

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Esse ser parecia estar muito interado com a história e situação atual destes aliens (local), e me disse que eles tinham dizimado seu meio-ambiente planetário, conduzindo-os para o subterrâneo. Um meio-ambiente hostil, radioativo, motivou o declínio de cada geração, e as mutações genéticas tornaram-se norma até poderem também se reproduzirem. Até mesmo alguns dos mais saudáveis sofriam de uma severa debilidade de seus sistemas imunológicos, e ficando vulneráveis as doenças. Por um tempo, isso foi revertido por um processo desenvolvido pela sua profissão médica, mas quando toda a fertilidade dentre eles foi perdida, e o programa cessou, a ação emergencial foi tomada. Eles enviaram monitores para o seu mais próximo planeta contíguo, a Terra, para determinarem se os materiais geravam vida que eles precisavam que pudessem ser encontrados aqui. Após tomarem muitas distintas amostras de materiais foi decidido que embora não adequados decerto pudessem ser encontrados, houve ilimitadas quantidades de materiais disponíveis, e isto poderia ser adaptado para preencher suas exigências. Uma ampla migração para a Terra foi idealizada e empreendida

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Nosso antigo vizinho soube que para conduzir sua operação ocultamente não somente seria difícil para eles, mas também os colocariam em transgressão do conselho “monitor” do qual o ser que eu falei parecia ser um membro. Estes aliens tinham se “deparado” com o conselho no passado, e queriam evitar essa implicação a todo custo – eles não poderiam permitir a interferência do conselho nesta operação, e o modo de assegurar a não-interferência foi realizar um acordo lícito com as pessoas da região onde eles almejavam conduzir suas operações, assim obtendo sanções oficiais para suas atividades. Pelo menos nos Estados Unidos, isso não foi difícil, para as pessoas que tinham estatuído o poder para fazer certos acordos em seu benefício para um pequeno grupo de oficiais eleitos. Quando o negócio era atacar, então, isto tudo era razoavelmente lícito, e o conselho não poderia intervir

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os aliens dividiriam tecnologia com os seres humanos, e em troca, tudo o que eles pediram foi o direito de coletarem “amostras” biológicas, conduzirem experiências, e viverem em paz. Nossos tecnocratas acharam esta oferta irresistível – um pequeno preço para pagar por tecnologia avançada –  eles apreciam cada nova revelação ofertada desconhecendo que estas tecnologias aliens são algumas das mesmas práticas que destruíram seu meio-ambiente mundial, e os compeliram a procurar sobrevivência na Terra. No entanto, o ser que eu falei não passou maiores detalhes sobre o assunto. Ele estava muito mais preocupado que eu compreendesse o que as pessoas estavam dando em troca para essa tecnologia, e assim eu também me deterei neste assunto

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Como dito, os aliens precisam de material biológico para combaterem sua deterioração física, e aqui na Terra, o procedimento adotado é como segue: Humanos, e em alguns casos outras vidas animais, são abduzidos e clinicamente examinados pelos aliens. Eles classificam aqueles com carência genética, baixa imunidade, e “tecidos incompatíveis”. As pessoas consideradas aceitáveis são doutrinadas na mente grupal alien, que os consideram humanos especiais, e para terem algo muito especial para fazerem. Quando a idade da adolescência é atingida, alguns “escolhidos” desvendam qual é a coisa importante. Os óvulos das mulheres doadoras são tomados, e dos homens sêmen. Estas “amostras” são levadas para uma instalação laboratório, onde eles são cominados para a forma de um embrião humano. Alguns destes embriões são então implantados dentro de uma aceitável, inocente mulher humana para um período de incubação. Dentro de doze semanas os aliens retornam para acercar seu “abduzido” – rico em imunidades, nutrientes, células viáveis, e envolto por químicas que inibem a rejeição. Após o procedimento, esse “material” é inserido dentro destes seres para nutrir e fortalecer suas resistências a doenças. Como indicado, nem todos os embriões são submetidos á incubação humana – alguns ficam no laboratório. Estes embriões são desenvolvidos por um breve período, e logo são apartados dentro de células unitárias. Estas células ainda não estão indiferenciadas, traduzindo que elas não tem recebido ainda o sinal químico que determina sua função especializada. Uma certa célula, injetada dentro de um órgão debilitado ou adoentado ou na corrente sangüínea, por exemplo, subitamente ficará impresso com o mesmo código como o tecido que lhe revolve, e doravante se dividirá e multiplicará como tecido cardíaco, pulmonar, células sangüíneas brancas ou qualquer coisa que for tencionado. Isso é um efetivo método alien de combater doenças degenerativas, e quanto maior o grau de compatibilidade genética dentre o “doador” e receptor, maior será o efeito. Seu nível de sucesso usando “material” humano é muito menor do que quando foram capazes de coligirem material dentre a sua própria raça, e reconhecendo esse fato, eles embarcaram sob ainda uma outra área de “experienciação”. O desígnio desse programa é mais limitado, mas arrepiante nas suas implicações, e tentativas tencionadas a criarem um ser “híbrido”. Me foi dito poucos detalhes desse processo, e apenas sei que eles tentam isso através da “junção” de genes, assim o embrião experiencia a incubação humana, e até aqui eles tiveram pouco sucesso

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Eu mesmo fui selecionado na juventude como um plausível ‘doador”, e fui compelidamente abduzido muitas vezes para esse particular desígnio. Numa ocasião que recordo, um ser humano estava presente durante o procedimento, e eu tenho muitos motivos para supor que ele era um membro da Marinha dos E.U.A Nós dialogamos, e eu expressei ressentimento em ser usado desta forma, e no seu explícito apoio do vil programa justamente descrito. Ele ficou surpreso por eu saber dos desígnios do projeto mas pareceu bonificado em ter alguém para conversar livremente a respeito. Ele pareceu provar tomar parte em trabalhar com certo amplo potencial, e tentou me persuadir de que eu estava participando de algo muito importante, demonstrando que esse processo também tinha desvendado prolongar a vida e majorar a saúde geral dos humanos que cooperam com os aliens. Sua atitude era serena – ele não me temia – ele foi razoavelmente confiante de que a faculdade alien para “bloquear” lembranças protegeria seu segredo até que eu discutisse o assunto. Bem, eu lembrei e lembro, e embora eu tema estes monstros, eu devo dizer, e ore porque eu ouvi as vítimas desta perversa coalizão. Isso deve cessar, e os líderes terrenos que participam deste programa devem ser identificados e mostrados. Aqueles que juraram proteger suas pessoas da acometida e investida incursão ilegal devem ser julgados por alta traição conforme a lei terrena, por terem nos traído. Todos outros parasitas se nutrindo de nós devem ser os responsáveis pelas suas transgressões de nossos direitos civis e confiança, e serem punidos de acordo com a lei. Isto prosseguirá por muito tempo. Isto deve cessar. Nós devemos fazer com que isto pare

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Síndrome de Pós-Abdução

     A síndrome de Pós-Abdução é uma expressão que surgiu vários anos atrás para descrever o processo que pode ocorrer com um abduzido depois do ato realizado. Comumente, as abduções podem ter um efeito negativo para uma pessoa com efeitos que podem ser terríveis e durarem muitos anos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os efeitos das abduções podem ser classificados em efeitos físicos e  psíquicos, com todos podendo terem efeitos contínuos na  pessoa. Isto é muito inquietante saber que o “governo secreto” sabe que tudo isso está ocorrendo, e até mesmo participando disto em algum grau

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os problemas físicos das abduções podem abranger desde cicatrizes (tendo-se extraído carne) para intensos problemas orgânicos. Para as mulheres, os problemas possuem uma maior intensidade do que com os homens ou crianças. Visto que as mulheres são usadas como parte do processo de mixórdia híbrido alien, problemas reprodutivos de abuso do uso orgânico de processos reprodutivos tomam um tributo, comumente refletido por eliminações vaginais ou umbilicais (o umbigo é uma área predileta de injeção). Também é comum para as mulheres humanas adquirirem várias infecções. Estas infecções são baseadas na inserção (tal como fermento) ou tipo de organismo estafilococo

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os problemas psicológicos podem tomar seu tributo na forma de desordens neurológicas ou acerca dos altos campos (bio-elétricos) do corpo, que tem um efeito sobre todos os campos (incluindo o formativo, orientado restaurado campo matrix corpóreo humano). O uso de implantes tem um efeito na função da glândula pituitária ou pineal, que também pode ter marcas de efeitos psicológicos no abduzido.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os sintomas psicológicos podem resultar desde experiências traumáticas inumadas ou bloqueadas, gerando ânsia que drasticamente influi na vida da pessoa.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Muitas vítimas de abduções (por aliens ou elementos do “governo secreto” estão apenas cientes de inexplicáveis comportamentos de sua parte. Isso pode conduzir para almejar ser regredido para desvendar a origem da angústia.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Muitos sintomas que decorrem das experiências abdutórias também podem ocorrer em pessoas que não tiveram qualquer experiência de abdução. Em qualquer caso, a origem dos motivos devem ser verificados. Apenas o tratamento de sintomas é ineficaz e justamente postergará a exposição do problema.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     Desordem de Sono e Abdução

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Visto que as abduções, sobretudo de mulheres e crianças, parecem ocorrer possivelmente de noite, os padrões do sono são lesados. A pessoa talvez tenha encontros durante um específico período da noite, que causa anseio ao sonar e um sistêmico agravo da saúde por um período

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Muitas pessoas que leram o livro ‘Communion” de Streiber começaram a ter contatos ou lembranças dos contatos com os Greys. Eles pareciam ocorrer depois que estas pessoas dormiam. O livro tende a altear imagens vívidas, e alguns supõem que os efeitos nas pessoas são que os motivam a “ressoarem” nos níveis de temores que realmente avocam os Greys, sobretudo se a pessoa sabe como parecem

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Muitas pessoas usam a luz ou som (deixando-os ligados) quando dormindo para tentarem minorar os dilemas que parecem surgir quando a pessoa está dormindo no escuro. Deixando a luz acesa não reduz a sensação que muitas pessoas tem que “algo acontecerá”, que talvez seja o resultado dos contatos das pessoas por um longo período. Por exemplo, sabe-se que as implantações nas mulheres ocorrem em todos os quatros ciclos (contato da mulher em três períodos de dia e um de noite). Usando esse critério, é possível determinar o mais provável período quando as abduções acontecerão

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Também existem fatores sexuais para as experiências abdutórias. Elas podem ser o resultado de uma real experiência sexual com um alien, provindo de exame ou sondagem dos órgãos sexuais, ou de coleta de sêmen ou óvulos. A pesquisa na criação de crianças aliens híbridas usando mulheres indica que o sêmen alien são misturados com os óvulos das mulheres

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Visto que as experiências abdutórias são comumente bloqueadas, as experiências podem surgir na forma de vívidos estados ilusórios. A pessoa então pode gerar um temor de sonhar, que talvez conduza para um temor de dormir. Comumente, os abduzidos (a curto ou a longo prazo) aprendem a conseguirem repousar com muito menos sono do que os não abduzidos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Desordens do Tipo Pânico

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     As desordens de pânico, se causadas por abdução ou não, são um dos mais importantes problemas em nossa sociedade atualmente. Elas podem se manifestarem em temores e fobias que parecem ter pouco fundamento na realidade lúcida

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Visto que a maioria das abduções parecem ocorrer quando a pessoa está afastada dos outros, os abduzidos comumente procuram a companhia de outros numa tentativa de impedirem qualquer coisa além da tentativa abdutória. Logicamente, que esforços neste tino não tem efeito importante nos planos aliens

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os abduzidos freqüentemente geram temores de quaisquer coisas acerca da perspectiva médica, tal como exames ou até mesmo ficando perto de uma instalação médica de qualquer tipo. O temor está baseado nos exames aliens, com a experiência emotiva surgindo através de bloqueios psicológicos que foram instalados lá tampouco pelos aliens ou numa operação de auto-proteção da mente humana que ocorre como um resultado do contato

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os abduzidos que temem exames médicos poderiam largar as rotinas de cuidados médicos, que contribuem para uma condição degradante que definha a pessoa e torna a influência alien mais fácil

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A maioria das abduções ocorrem quando os abduzidos estão sozinhos ou isolados, comumente em áreas remotas. Com temores de locais abertos, longas estradas noturnas, ou outras áreas livres acerca dos contextos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     As crianças que são abduzidas talvez temam retornar para um específico local. Um substancial grau do trauma resultante do abuso sexual de crianças é devido as suas abduções feitas por entidades aliens. As crianças são abduzidas e examinadas genitalmente tão jovens quanto nascem aos quatro meses de idade. Isto é uma ocorrência comum e ocorre diariamente. Eles talvez tenham fortes temores do quarto, do porão, ou de outros locais na casa

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Em algum ponto na vida dos abduzidos, as reações de pânico podem se tornarem sérias. Eles então vivenciam “sobressaltos” de batidas cardíacas, arquejamento, e outras reações para suas aflições. Estas reações talvez interfiram rijamente nas suas rotinas diárias e na interação com suas famílias e amigos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Um outro fenômeno que parece ocorrer é quando uma pessoa tem uma reação a plena falta de estímulo ou para o que deveria ser considerado de atividades “normais” para aquela pessoa. No lado positivo, alguns abduzidos despertarão um inexplicável estado eufórico e permanecerão daquela forma por um vultoso período. No lado negativo, eles talvez vivenciem furor de outras pessoas pelas suas aparentes inócuas condutas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os abduzidos também desenvolvem aversão para certos assuntos ou idéias por nenhum aparente motivo (da perspectiva do abduzido)

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Tem sido dito que os abduzidos podem se tornar “vidrados” com a pesquisa UFO. Eu suponho que qualquer um que estivesse sendo manipulado naquele grau almejaria desvendar algumas respostas – que são práticas. Isto talvez pareça como uma “obsessão” para os não abduzidos, mas é coligindo impressões de uma “obsessão” que a pessoa se preocupa com as mesmas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Muitas vezes, a pessoa talvez tenham reações para eventos que pareçam inadequados para os eventos que ocorreram. Estas reações talvez sejam súbitas ou muito importantes. As reações que talvez ocorram sejam como um resultado direto de pessoas lendo o livro “Communion” ou fitando a capa do mesmo. Existem muitos que não podem terminar de lê-lo e reagirão rijamente para os aliens ou suas informações

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Algumas destas comoções de pânico não são o resultado direto de aflição mas são o advento de lembranças que mesclaram-se direto na lucidez. Como as pessoas que vivenciaram terror e não sabem porquê. Sonhos que foram vívidos mas confusos talvez avivem o interesse

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Projetando a consciência humana do corpo (veja a seção sobre o corpo astral em alguma parte no livro) pode ocorrer naturalmente como na projeção da consciência ou isto pode ocorrer como um desfecho de involuntária projeção da consciência devido a manipulação alien. Devido a isto, talvez seja difícil para uma pessoa distinguir dentre os dois processos se existe muito bloqueio de memória

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os abduzidos comumente reportam sensações de flutuações ou que eles foram transportados para um outro local durante a noite. Eles também reportam lapso temporal

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Parte da abdução de mulheres é devido a criação de híbridos que está sucedendo. Ás vezes, são mostradas as mulheres, o final do lavor do processo híbrido – a genuína criança, e são pedidas segurarem-nas ou observá-las. Quando a abduzida recorda-se na vida diária a respeito, talvez exista uma inexplicável atitude para as crianças que não tenham aparente ligação no contato

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A reação de Cynthia Crowell no seu primeiro encontro com uma de suas crianças híbridas foi arredá-la de seus braços – uma reação que irou os aliens. Depois, a reação com a criança tornou-se menos traumática, e os aliens permitiram que ela visse a criança de perto. A criança tinha olhos amarelos esverdeados com brechas amarelas em vez de pupilas arredondadas.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A conduta esquiva com as crianças pode surtir nos homens ou mulheres como um resultado desse contato. Isto é mais provável acontecer com mulheres por causa de suas funções na agenda alien

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Devido a maioria das lembranças serem suprimidas, as mulheres comumente sentem-se como se tivessem tido um “bebê perdido” ou que elas estavam grávidas e não sabiam a respeito. Houve muitos casos onde genuínas gravidez foram confirmadas e os fetos misteriosamente sumiram após vários meses

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Há casos onde os captores disseram as mulheres que teriam um bebê (ou tem a sensação de que estivessem com um bebê). Elas talvez vivenciem imagens vívidas ou experienciem impulsos de um “nascimento taciturno”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Há preocupação que o efeito da abdução no desenvolvimento “psíquico-sexual” talvez seja importante nas crianças. Quando as crianças atingem quatro ou cinco anos de idade, exames das áreas genitais parecem aumentar. Eles, quando adultos, são apalpados, punçados e manipulados

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Esse processo pode causar algum incômodo herdado nas crianças que estão na fase da puberdade ou aproximando-se. Muitas mulheres ainda não fizeram um exame ginecológico quando foram inicialmente examinadas pelos Greys ou outros que fizeram uma visita informal com um interesse similar

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os captores estiveram freqüentemente sabendo causar/criar emoções de satisfação na abduzida após o exame, e todo esse processo poderia deixar o abduzido na condição de não querer deixá-la. Toda a situação finda sendo uma experiência orientada sexualmente. E as fêmeas aliens tem sido vistas masturbando jovens durante a retirada de sêmen

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O resultado disso é que alguns adultos são deixados com a “sensação de que eles foram molestados quando criança” (eles foram, mas não por humanos)

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Comumente, os abduzidos observam diretamente outros abduzidos submetendo-se a exames similares. Dependendo do programa social da pessoa e limitações impostas, isso poderia gerar a vivência de ‘pudor” e “culpa”, que talvez tenham um impacto fundamental no futuro ajustamento social

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Temas de sexualidade talvez surjam. Situações de “obrigação” ou “masoquismo” talvez ocorram. Imagens e fantasias talvez adotem temas vistos em “ficção científica”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Há muitos outros dilemas sexuais que podem advir da abdução. Existem situações onde humanos podem tornar-se “impotentes” e obsessivos com o domínio de seus corpos. Outros podem ter contatos inconscientes de surgimento de “pudor” ou “culpa” durante o contato sexual

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A pesquisa por respostas conduz muitos pesquisarem por toda sua vida, e os abduzidos ficarão mais interados em estudos psíquicos e conferências. Estas áreas fornecem algumas respostas para suas indagações

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Muitos abduzidos procuram psiquiatras num empenho de descobrirem os motivos para seus dilemas. A maioria dos terapeutas profissionais não estão preparados ou capacitados para lidarem com a questão de contato alien

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Muitos conhecidos terapeutas tentam convencer os abduzidos de que seus dilemas provêem de interações na infância, ou que seus sonhos vívidos resultam de sexualidade suprimida ou abuso sexual na infância

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

    A resposta para algumas pessoas está na regressão hipnótica e aconselhamento especial feito por um amigo para lidar com a abdução e seus distintos problemas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Muitos abduzidos inicialmente tiveram que lidar com o problema de isolação. Muitas pessoas compreensivelmente supõem que eles estão sozinhos nas suas experiências. Grupos de apoio podem auxiliar a abolir esse mito. Comumente não existe ninguém que o abduzido sinta que ele possa confiar. Os pais, quando lidam com a abdução de seus filhos, supõem que seja uma “fase” em que a criança amadurecerá, e que isto é fruto de sua imaginação

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Quando o abduzido é adulto e possue um relacionamento, o consorte talvez sendo mentalmente inflexível e desconhecedor, talvez desfeche no fim do relacionamento. O consorte pode também acreditar no abduzido, mas teme que ficarão interados se eles se envolverem com o dilema de abdução

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Comumente, muitos abduzidos encontram alguém que acreditará no que eles apregoam, mas eles ainda presumem como se não pudessem livremente argumentarem suas experiências que são tão reservadas que supõem que devam falar a respeito

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

Freqüentemente, a interação com organizações psíquicas sumirá quando a pessoa desvendar que os dilemas são causados pelos aliens. Sabendo das abduções lhe fornece algumas respostas que talvez já tivessem sido vagas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Responsabilidades dos Pesquisadores de Abdução

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Muitos abduzidos que realizam um processo para compreenderem o que está acontecendo com eles eventualmente (com apoio) encontram-se numa situação onde eles estão conscientizando-se e tendo uma oportunidade para obterem novamente algum controle em suas vidas. Visto que o controle é uma preocupação vital para o abduzido, a pessoa não deveria ser impelida efetuar um processo de recuperação

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Apoio e compreensão de outros que tomaram parte e equilibraram suas vidas é vital para a reconciliação de alguns dos problemas psicológicos que resultam da abdução

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Abduzidos são Divididos em Categorias

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Tem sido observado que as mulheres que estão sendo abduzidas e usadas como uma fonte de procriação híbrida comumente parecem pertencer a duas simples categorias de procriação:

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Aquelas mulheres que são jovens e podem produzir óvulos superiores. Os aliens tem reconhecido que os óvulos gerados pelas mulheres que são “livres” e libertas são de melhor qualidade. Estas mulheres são abduzidas e regressadas para seu lugar de origem após cada abdução

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Estas mulheres que estão agindo (tampouco naturalmente ou por virtude do tributo físico de serem tomadas no corpo pela agenda alien). Tem sido observado que as mulheres cativas produzem uma alta quantidade de óvulos mas a qualidade é inferior. Estas mulheres são eventualmente retidas dentro de instalações subterrâneas procriativas até finarem. Muitos abduzidos viram quartos subterrâneos com centenas de mulheres todas de “prontidão”. Suas expressões faciais abrangem do terror taciturno para um olhar pálido. Algumas pareciam estar grávidas além dos três meses normais no período procriativo no tubo de ensaio. Uma área como essa existe em Nevada, e os traços dos sistemas de segurança podem detectar a presença de monitores na densidade astral por minúsculas flutuações magnéticas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Também tem sido desvendado que os abduzidos que fazem parte do programa procriativo híbrido que denotam muita resistência mental são comumente abduzidos permanentemente para viverem fora de suas vidas numa situação de “tubo de ensaio” – mantidos em êxtase

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os dois principais aspectos para a qualidade de material genético que os aliens estão procurando parecem relacionar as predisposições mentais/psíquicas e físicas presentes na genética individual. Ambas qualidades são transferidas para o feto, logo isto é para a vantagem dos aliens terem a mulher humana dentro de uma situação não-cativa que produzirá melhor prole

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     As experiências abdutórias que parecem acontecer em vários períodos de vidas de uma pessoa surgiram em vários casos investigados. De acordo com o que os Greys disseram para alguns abduzidos, as pessoas neste predicado são muito valiosas para os Greys sobre aqueles que tiveram suas participações restritas no atual período de vida. Nós sabemos de pelo menos dois casos em que a abduzida ficou sabendo de ter sido abduzida na sua última vida assim como durante a atual. Nos dois casos, seu último período de vida ocorreu na Europa durante a perseguição Nazista aos Judeus. Aquela época e grupo de conjunturas talvez tenham sido onde a abdução de humanos numa escala massiva talvez tenha iniciado. Também existe evidência para dizer que o desenvolvimento psíquico em algumas pessoas talvez seja inversamente proporcional para suas tolerâncias de longos períodos de abusos psíquicos pelos Greys

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Sondando as Funções de Memórias nos Abduzidos
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     A memória pode ser apagada e recuperada em vários graus. Durante uma regressão hipnótica de uma experiência abdutória, o abduzido comumente lembrará de eventos até mesmo lucidamente que estão ausentes ou bloqueados
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     Normalmente, os enredos dos eventos estarão presentes em pequenas “partes” vistos como “sub-eventos”, que podem ser reavidos e usados para reconstruírem toda a experiência
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     Existem vários métodos que podem ser usados para reaverem lembranças; alguns especificamente usados tiveram vários graus de sucesso:
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
<!--[if !supportLists]-->1.        <!--[endif]-->Regressão Hipnótica
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
<!--[if !supportLists]-->2.        <!--[endif]-->Trabalho de Sonho. Lembrando, gravando e discutindo sonhos
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
<!--[if !supportLists]-->3.        <!--[endif]-->Dissertando e coligindo idéias numa tentativa de estabelecer um fluxo de idéias e associações. Diários e anotações
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
<!--[if !supportLists]-->4.        <!--[endif]-->Drogas de Memórias
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
<!--[if !supportLists]-->5.        <!--[endif]-->Tentar desenhar e fazer representações visuais
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
<!--[if !supportLists]-->6.        <!--[endif]-->Usando funções de imaginações para permitir um modo de circundar distintos tipos de bloqueios
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
<!--[if !supportLists]-->7.        <!--[endif]-->Trabalhando no desenvolvimento de consciência e funções psíquicas
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     A pesquisa tem desvendado o conceito do “bloqueio-duplo” que está inserido nos eventos que ocorrem durante a abdução. Parte do bloqueio talvez esteja atado dentro das funções de sobrevivência humana, que asseguram que pelo menos um dos bloqueios sempre permanecerá no local. Isto também é uma técnica comum que a CIA e outras agências usaram. Isto é crismado “hipnose reprimida”, em que as chaves ou elementos para liberarem as informações e lembranças talvez estejam contidos dentro de outras sugestões hipnóticas e programas. Os abduzidos que tendem a ter reações emotivas violentas requerem mais bloqueios do que aqueles que passivamente lidam com seus contatos abdutórios. Isto parece como se a exposição emotiva banisse o nítido proveito dos abduzidos para os captores
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     Quando o abduzido recupera na consciência as lembranças sobre específicos enredos do contexto abdutório, os aliens comumente compensam reforçando prévios bloqueios de memórias, instalando novos bloqueios, ou apagando traços reminiscivos dos eventos por meios eletrônicos
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     Pesquisas têem indicado que as pessoas podem reaverem as lembranças parciais de uma experiência de abdução. Alguns elementos, como o despimento e o exame direto da pessoa, talvez sejam profundamente bloqueados ou removidos conjuntamente
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     Quando as experiências de exames nas mesas são lembrados, eles talvez sejam extremamente vívidos e majoram as respostas emotivas que podem surgir sendo altamente carregadas e que devem continuamente serem suprimidas pelos manipuladores aliens.             
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     As emoções e hostilidades suprimidas podem contribuir para o declínio físico geral da pessoa e emoções de estima
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     Grupo de Energias Súbitas dos Abduzidos
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     Os aliens testarão os abduzidos para verem que tipos de freqüências emotivas são geradas quando vários tipos de estímulos são realizados no abduzido. O estímulo pode ser físico (subsônicos, luminosos, ou várias formas de energias) ou mental (inculcação de imagens vívidas dentro da mente do abduzido). Os aliens podem examinar quais imagens mentais estão contidas na mente do abduzido e escolherão aquelas imagens que estão ligadas as emoções que  almejam evocar. O motivo por detrás disso é que os aliens interados podem “colher” a energia que é radiada em certas freqüências e convertê-las para uma forma condutora que eles possam armazená-las para usarem posteriormente
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     Ás vezes, o abduzido “aprenderá” a lidar com os tipos de respostas emotivas que os aliens não podem tolerar e procurará reproduzir estas freqüências num empenho de irá-los. Isso pode motivá-los a deixarem o abduzido inconsciente para continuarem seus trabalhos. Apesar da inconsciência, partes do eu parecem poder lembrarem das freqüências “instruídas”
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     Os Greys usam tecnologia que emite energia em freqüências que mantém a separação dentre o corpo físico do abduzido e seus componentes dos campos corpóreos, incluindo o corpo emotivo e astral
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     A presença do atributo emotivo parece majorar a “qualidade” do espectro frequencial que eles almejam usar
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     O aspecto de algumas raças Greys de colherem energia também tem sido mencionado por Whitley Strieber. Algumas formas de energias precisam ser sorvidas por entidades para manterem suas adjacentes posições para essa densidade física. Sem isso, eles seriam compelidos a converterem suas ressonantes freqüências naturais, que são mais removíveis da fisicalidade humana. Os níveis de densidades e várias raças, são discutidos em alguma parte neste livro
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     Ocorrência de Amnésia
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     A ocorrência de amnésia é um efeito que sucede sob a entrada ou saída de um corpo. O efeito é gerado devido as energias interadas no corpo que afetam o cérebro e a consciência nos níveis quantum
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     Isto é experienciado pelos abduzidos como um lapso de memória encobrindo o período temporal de entrada/saída. Isto também talvez seja mantido enquanto o abduzido está dentro da nave. Cada individual corpo orgânico é jungido para um rastro temporal, e dentro de um meio-ambiente onde os rastros temporais são flexíveis no ponto de referência para o corpo físico que está ausente. Isso pode gerar muitos tipos de efeitos na consciência da pessoa
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     Houve casos onde os abduzidos depararam-se consigo mesmos dentro de um outro corpo num outro rastro temporal. Eles foram avisados para não olharem os outros corpos no olho ou haveria um “curto circuito”. Presume ser verdade, que haveria uma junção de consciência nos dois rastros temporais, que deveriam incitar algum “curto circuito” dos bloqueios que os aliens instalaram em um ou em ambos os corpos da pessoa
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     Os efeitos dentro da nave foram reportados por fotógrafos da Força Aérea com fotos tiradas na base Palms 29. Estes efeitos são descritos como o interior da nave estando muitas vezes com o aparente tamanho externo.
<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->
     Para uma plena descrição deste evento, menciono a seção da base Palms 29 em alguma parte no livro

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A Abdução de Crianças

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A abdução de crianças é distinto dos adultos. Muito tempo parece ser dispendido em treinamento. O treinamento consiste de condicionamento para que o processo de abdução de um adulto suceda. O processo de condicionamento talvez inclua programação psicológica (como induzir as crianças a temerem as autoridades médicas, que as examinariam e possivelmente desvendariam interação alien, ou pedir a criança para não dizê-lo a ninguém)

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Greys são capazes de detectarem e perceberem as respostas emotivas humanas. Algumas destas respostas (ou as freqüências interadas) os aliens ojerizam. Para minimizar suas exposições para as indesejáveis extensões de ondas emotivas, os Greys testarão os humanos e aplicarão técnicas de modificações comportamentais para bloquear específicos estados emotivos. Da mesma forma, eles encorajarão os estados emotivos na criança (e adulto) que resultará nas extensões de ondas emotivas que eles possam usar. Os Greys possuem a faculdade para “nutrirem-se” desta energia. Eles tem a capacidade para confinar essa energia emotiva em vasilhames que possuem campos internos que “envasará” a energia, muito como uma garrafa magnética que guardará um plasma. O efeito do uso desta energia é como “vitaminas” para os Greys. Isto lhes provêem com um aumento na sua vitalidade

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Greys também possuem a habilidade para apanharem e juntarem a energia emitida através dos seus olhos (ás vezes crismado de energia elóptica, ou energia biológica). O mais alto Grey na hierarquia grupal sempre toma a posição na frente do abduzido para sorver essa energia, que é majorada em nível de quantidade e qualidade por indução de processos emotivos no ser humano. Esse processo não é feito tão comumente com crianças quanto em adultos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Greys normalmente reagem distintamente com as crianças. As pesquisas indicam que os Greys, devido ao seu status baseado na sobrevivência, possuem  apreço pelas crianças de todas as raças. Os Reptilianos, outrossim, desprezam os seres humanos em geral. Os Greys parecem tomar mais tempo receando humanos do que desgostando deles. Eles preferem subjugar os humanos e tomarem o que almejam deles na forma de produtos biológicos ou freqüências energéticas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Sabe-se que as crianças são abduzidas ao nascerem junto com sua mãe. A breve lucidez de lidar com os Greys pode ocorrer tão breve quanto aos dezesseis meses de idade. Comumente, as lembranças da criança dos eventos são apagadas pelos Greys antes de regressarem-na no seu ponto de origem

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Greys comumente pesquisam humanos com favoráveis padrões de matrizes genéticas e com extensões de ondas mentais. A importância da emissão emotiva varia com a idade do ser humano; quanto mais velho o ser humano for mais intenso será a emissão emotiva que possa tornar-se

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os sintomas de abduções na infância que os adultos possam reconhecer talvez incluam: lapso temporal, inexplicáveis feridas, temores infundados, pesadelos, cicatrizes físicas de origem desconhecida, e outros sintomas similares para adultos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Greys possuem a faculdade para extraírem conhecimento e informações sensórias do cérebro humano e usar aquelas informações quando controlando mentalmente a consciência do ser humano. Essa informação talvez esteja tecida dentro de um contexto que esteja especificamente adequado para modificar o comportamento humano

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Com as crianças, estes enredos podem incluir qualquer coisa desde o último desenho animado que a criança viu para personificar um outro ser humano que a criança conheça. Considerando que os Greys examinem clinicamente as crianças, isso poderia conduzir para um outro dilema. Se os Greys escolhem uma imagem, executam seus exames, e deixam a criança ir, a criança talvez reaja de forma estranha quando confrontar o real humano que os Greys talvez tenham personificado. Aquele ser humano talvez seja acusado injustamente de ter abusado sexualmente da criança, sobretudo se a criança reagir negativamente para um específico procedimento. Budd Hopkins também tem mostrado isto

 

     Normalmente os abduzidos juvenis talvez sejam visitados ao mesmo tempo como sua mãe ou pai. A família toda talvez seja levada de uma vez e terá lidado com isto. Estima-se que pelo menos dez porcento da população humana esteja regularmente e sistematicamente sendo abduzida pelos Greys e outras raças. Aquele número tem estado majorando constantemente no passar dos anos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os dilemas de ajustes psicosexuais podem ocorrer com crianças e adolescentes por causa de suas funções no enredo de abdução alien. Muitas crianças são comumente abduzidas ao mesmo tempo, e talvez observem outras sendo fisicamente manipuladas ou tornarem-se auto-conscientes de suas próprias manipulações na presença de outros

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     As crianças são ocasionalmente abduzidas e nunca retornam para seu ponto de origem. Os Greys talvez abduzam uma criança e a leve para o seu meio-ambiente para eventualmente tornar-se um humano manipulado que eles possam usar para os seus próprios desígnios

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Dependendo da peculiar lucidez que a criança retenha das experiências abdutórias, a criança talvez ou não fique receosa do estado estendido. O problema com os pais é como auxiliar seus filhos a lidarem com qualquer experiência que eles estão tendo e minorar a ligação traumática correspondente

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Primeiro de tudo, se a criança está interada com abduções nada existe para que vocês possam diretamente evitá-las. A criança, justamente como o adulto, deve ser instruída a expandir sua consciência e desenvolvimento junto com construtivos rastros psíquicos para eventualmente lidar com os Greys “nos seus próprios âmbitos”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     As crianças reagem distintamente com as experiências do que os adultos; contudo o tipo de reação depende do caráter de interação com os aliens, pois os mesmos são comumente mais “considerados” quando lidando com crianças. Por “aliens” nós estamos aludindo aos Greys e seus auxiliantes seres clonados. A probabilidade das crianças retornarem em boas condições pela raça Reptiliana é muito menor do que com os Greys

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Presume-se que a maneira amigável que os Greys normalmente ameaçam as crianças é porque supõem que não tem que fisicamente temerem uma criança. Os Greys são paranóicos com os adultos e farão, em muitos casos, sondando automaticamente induzindo paralisia sem considerarem a sobriedade do adulto. As crianças são vistas pelos Greys como um alvo futuro de manipulação biofísica até o ponto de suas identidades quanto os humanos estão preocupados

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Troca de Consciência dentro de Corpos Humanos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Há muitos casos onde uma consciência foi trocada dentro de um outro feto ou pequena criança. Aquela entidade é apenas conhecida por seus atributos externos (corpo ou emanado campo matriz). O caso de Adrian (em alguma parte neste livro) ilustra um caso onde uma entidade que agia dentro de um corpo Grey transferiu sua consciência para dentro de um corpo jovem estando dentro de um corpo humano

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os outros casos onde a entidade hospeda-se dentro de um corpo humano que é trocado implica várias distintas operações:

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->1.        <!--[endif]-->Operações onde a entidade hospeda-se dentro de um corpo humano é removido e guardado e uma outra entidade é colocada (ou voluntariamente adentra) dentro do corpo por um determinado período

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->2.        <!--[endif]-->Operações que trocam uma entidade apenas durante um período de manipulação. Comumente, essa função utiliza ondas tetas e eletrostáticas aplicadas para externalizar a entidade residente dentro do corpo e reintegrar os campos energéticos depois que  a transferência está finda. O mesmo processo técnico é usado para modificar as matrizes dos campos energéticos corpóreos para implantar programação ou modificar parâmetros biofísicos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Integração de Consciência dentro de Corpos Sintéticos e Inserção de Padrões de Memórias Humanas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Há casos onde a lembrança de um abduzido é holograficamente reproduzida dentro da consciência perceptível periférica de um corpo sinteticamente construído. A transferência de memória apenas permite acessar as lembranças e experiências

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Reações comportamentais após a integração são comumente muito distintas daquelas dos originais lúcidos seres. Veja o caso em alguma parte neste livro onde um abduzido deparou-se com seu próprio clone

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Enredos de Interações Multi-Níveis

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Isto bem poderia ser que o ser humano, como uma entidade, tem progredido na interação com os Greys que ocorre em muitos corpos “em vários períodos de vidas”. A interação Grey é conhecida por desdobrar-se sobre muitas quatro gerações de uma simples linha familiar, com cada uma daquelas pessoas compreendendo suas interações com os Greys em acréscimo ou em fluxos de vidas paralelas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Ações Humanas Que Tem Contido as Atividades dos Greys

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Soube-se que os Greys brecaram o processo abdutório baseado nas ações dos abduzidos ou de outras pessoas. Um número de interessantes situações ilustram esse ponto:

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->1.        <!--[endif]-->O pesquisador Clifford Stone numa ocasião soube de uma iminente abdução e rapidamente dirigiu-se para o local no seu carro numa tentativa de impedi-la. Lá chegando, ele viu os Greys puxando um garoto de um carro amplo para dentro de um disco voador. Stone, com incrível destreza, correu para dentro do disco com uma lata de spray de cabelos e um isqueiro e queimou o Grey que segurava a criança, e  a agarrou e correu para fora da nave. O disco decolou imediatamente e tudo ficou bem

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->2.        <!--[endif]-->Visto que a consciência básica de um ser humano está dentro da consciência dos Greys, eles são capazes de perceberem a mente humana, estruturas dogmáticas, e outros atributos. Há dois interessantes casos que ilustram essa indicação:

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Numa ocasião, uma abduzida que era forte mentalmente tentou efetuar a função de observar através dos olhos do Grey que estava lhe observando. Uma mudança focal ocorreu devido ao empenho de vontade da abduzida, e ela então ficou observando seu corpo sentado na cama através dos olhos do Grey. Em segundos, o Grey compreendeu o que tinha ocorrido e lhe compeliu a focar novamente para dentro de seu corpo

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Numa ocasião, uma abdução ocorreu numa fazenda no sul dos Estados Unidos. O fazendeiro, que tinha um rijo e forte sistema de crença, percebeu vários Greys puxando para fora de sua fazenda o seu pequeno filho. Ele gritou para os Greys, “Parem! Se vocês não pararem o meu Deus destruirá sua nave!”. Os Greys pararam, o observaram, e deixaram o garoto, subiram na nave e decolaram. O ponto é que o ser humano poderia acreditar em qualquer coisa forte o bastante até o ponto que os Greys ficaram preocupados, e isto deveria ter sido o fato. Os Greys, tendo uma estrutura mental orientada grupal, não podem processar decisões políticas sem consultarem os Greys mais altos na sua hierarquia social. A conseqüência pode ocasionar confusão quando eles se deparam com eventos que eles não esperam. Eles comumente cessarão as operações até que uma decisão seja tomada. Isto parece ser um inerente operativo “ponto fraco”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Pessoas Imunes A Manipulação Grey

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Há algumas pessoas que a tecnologia Grey não tem efeito. Isso talvez ocorra por dois motivos: o natural corpo biofísico da pessoa ou o desenvolvimento psíquico talvez permita a pessoa exercitar sua vontade sobre as dos Greys, ou a pessoa tem sido implantada por uma outra raça (tais como os Laranjas) para tampouco ampliar suas naturais faculdades ou bloquear extensões de ondas manipulatórias que os Greys usariam. O motivo para a “construtiva” implantação nestes casos comumente envolve:

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->1.        <!--[endif]-->Uma situação onde a segunda raça almeja secretamente observar as atividades humanas ou Greys

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->2.        <!--[endif]-->Uma situação onde elementos governamentais aspiram observar as atividades humanas ou Greys

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportLists]-->3.        <!--[endif]-->Para apoiar as atividades culturais dos seres humanos que são basicamente de natureza anti-Greys. Estes poderiam incluir predisposições para as pessoas instruirem outros com informações sobre os Greys que eles almejam ocultar

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Carta de Christa Tilton

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Ao receber o relatório NAR, presumi ser o mesmo um pouco controverso para mim. Foi a primeira vez que eu tive realmente sentado e lido a “meu” respeito. Eu lhe estimo em me conceder local para apresentar a minha história e eu espero poder contribuir em assuntos futuros. Todo o material que eu lhe enviei foi verificado até o ponto possível e eu enviarei apenas materiais que auxiliarão estabelecer e corroborar as experiências de outras pessoas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Primeiro eu gostaria de comentar sobre o seu artigo entitulado: Explorações Na Terra-Dos Sonhos-Nevada. Talvez nós devêssemos realizar nossas investigações mais no plano astral! Não apenas faz eu supor que o material é veraz, mas eu conheço uma pessoa que eu estive conversando desde 1987 e que me passou informações confidenciais sobre a instalação subterrânea em que ele teve a satisfação de visitar. Seu nome é Mestre Donavon, e é um residente de Liberty, Carolina do Sul. Ele me disse muitas vezes acreditar que nós somos abduzidos ou nos vimos a bordo de uma nave de algum tipo ou dentro de uma instalação subterrânea. Nós nunca tínhamos nos conhecido ou nos vistos até que um dia nós decidimos enviar-mos uma foto. Quando nos vimos, nós ficamos tão chocados que nós até mesmo não nos telefonamos ou escrevemos por algum tempo. O choque foi grande. Veja, eu lembro de tê-lo visto de pé num corredor por uma porta me entreolhando sendo examinada sobre uma mesa metálica. O alien responsável virou para ele e mentalmente lhe pediu para sair do quarto imediatamente! Ele disse que eu sou aquela mulher que ele viu! Ele descreveu uma luz azulada na instalação subterrânea e também viu homens e mulheres lá. Ele viu os sistemas condutores que eu testemunhei e que os descrevo exatamente como eu presenciei. Ele concorda que a instalação tem que ser descrita em seções porque nós dois fomos levados para diferentes áreas e vimos coisas distintas. Ele também disse que viu soldados militares com alguns tipos de armas sobre seus pesados cintos pretos. Ele também descreveu sons inaudíveis, mas que sentimos em nossa pele. Ele como eu, vimos equipamentos eletrônicos e amplos elevadores de carga para transportarem pesados equipamentos. Nenhum de nós conversamos sobre estas informações até quando duas semanas atrás ele me chamou deprimido e disse que tinha algo para me dizer a respeito e que isto era pessoal. Ele também disse que chorava todo instante que me observava deitada naquela mesa sendo examinada. Eu também vi alguns fetos que estavam atados a algum tipo de equipamento. Então a informação que você está tomando conhecimento está correta pelo o que Donavon e eu vimos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Eu também gostaria de comentar sobre a carta do Sr. Taff para a NAR. Eu sempre aprecio em dizer para registrar que os genuínos UFÓLOGOS são os partícipes ou abduzidos, logo eu presumo estar qualificada para comentar sobre sua crença de que existe instalação subterrânea sob a área de Groom Lake. Eu disse isto para uma outra pessoa de meus contatos que trabalhou na Base da Força Aérea em Nellis como um controlador de tráfego aéreo e também para uma outra pessoa em sua família que costumava trabalhar na instalação subterrânea de Groom Lake. Ele disse que tinha que usar uma capa sobre sua cabeça quando percorria de uma área para outra e também se uma certa sirene ou alarme de aviso soasse ele sabia que era para se jogar no chão imediatamente ou medidas extremas seriam tomadas. Desde seu desligamento da área sensível, ele e sua esposa foram constantemente importunados pelos oficiais governamentais e logicamente que não queriam que ele comentasse para ninguém que isto envolvia UFOLOGIA. Ele pessoalmente recusou responder minhas perguntas adicionais e disse que ele teve que jurar silêncio a respeito e que nunca poderia falar do que ele fez ou viu nesta instalação subterrânea. Ele soube que eles estão experimentando naves nas bases subterrâneas governamentais-aliens e que soube que eles guardavam estas naves dentro de uma área de alta segurança. Exceto que ele não poderia me fornecer mais detalhes. Toda sua família teve experiências abdutórias UFOs quando viviam dentro e ao redor de Delta, Colorado. Existem quatro deles que alegam já terem sido levados para uma instalação subterrânea. Eles não sabem dizer se isto foi em Nevada ou Colorado ou Novo México, mas os detalhes que eu obtive, todos corroboram com as minhas abduções e experiências subterrâneas e coincidem com as lembranças do Sr. Mestre Donavon. Visto que nenhum de nós tivemos quaisquer ligações com os outros, eu presumo ser difícil de supor que qualquer um pudesse categoricamente negar a possível existência de tais bases subterrâneas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Como a instalação subterrânea de Dulce, Novo México......Eu desejo que isto fosse apenas um filme, mas isto acontece realmente. Isto existe e ainda está ativa atualmente. Um ufólogo que eu conversei recentemente disse que ele falou com um homem que auxiliou a escavar aqueles túneis de Dulce há muitos anos atrás quando ele estava trabalhando para uma Companhia de Projeto de Construção. Ele pediu para que a sua verdadeira identidade não fosse revelada devido as ligações governamentais com a mesma. Ele não tem motivo para mentir ou inventar tal coisa. Os fatos são estes, Sr. Taff, eu não fui apenas abduzida e levada para a base subterrânea em Dulce, mas eu tive várias outras pessoas equilibradas que forneceram os mesmos detalhes pelos anos. Estas pessoas não se conhecem e muitas nunca souberam sobre os Papéis de Dulce. Logicamente, que eu não posso validar algumas daquelas informações das quais estavam naqueles privativos papéis, mas eu sei do que “Eu” vi e vivenciei quando eu recentemente estive lá. Acredite em mim, eu soube que eu tinha sido levada para lá. Eu vi os tanques com fluidos interiormente sendo agitados por alguma coisa e eu vi os guardas e seus avançados sistemas eletrônicos de segurança. Eu também vi recipientes tênues com pessoas dentro! Acredite-me, eu gostaria que isso fosse apenas um sonho, mas mais pessoas estão confirmando as mesmas visões e áreas que eu vi e essas áreas não podem ser tomadas subitamente! Eu perguntei ao Sr. Taff se ele já havia tido algumas abduções UFOs e neste caso, como ele pode ser tão crítico com as experiências dos outros? Deixe-me por desta forma, quando você adentra num elevador e aperta o botão para “descer” você realmente sente a descida, e sabe que está descendo. Isso é uma realidade para muitos de nós que fomos levados para essa instalação subterrânea na área de Dulce. Isto é uma experiência conhecida, não uma idealização. Se eu quisesse contar uma grande inverdade, isto não teria amplos tanques, guardas, pungentes odores e áreas escuras com sistemas condutores em seu interior! O fato é deixar alguém nos provar, os abduzidos, que Dulce não existe. Então e apenas então nós acreditaremos nas idealizações. Sim, isto talvez seja um caso da condução cega, mas pelo menos quando nós coligimos as nossas partes do enigma, nós poderemos finalmente enxergar!

Faça-nos um favor, não tentem investigar tais sensíveis áreas. Lembrem-se que elas apenas existem nas mentes dos abduzidos!

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Respeitosamente,

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Christa Tilton

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

                                                   Abdução de Christa Tilton

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

    

Seres vistos pela abduzida Christa Tilton

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Papéis de Dulce

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os Papéis de Dulce foram compilados com fotos preto e branco, uma fita de vídeo tácita e uma série de papéis que incluíam informações técnicas junto com a alegada ocupada instalação (E.U.A – Alien) situada há 1 quilômetro sob um local ao sul de Dulce. Os pacotes foram dados a várias pessoas para guardá-los em segurança. A maioria daqueles que receberam os pacotes foram mostrados o que os pacotes continham mas não foram orientados tecnicamente e pouco sabiam sobre o que viam. A seguinte informação foi escrita por uma daquelas pessoas sobre o que os papéis continham: Essa pessoa descreveu as cenas exibidas pela fita de vídeo e retratou com desenhos á lápis algumas das fotos. O que você vê é o que eu obtive; eu não posso decifrar o que está escrito ou desenhado mais do que você pode. Eu passei estes papéis apenas no almejo de obter a verdade. Por outra informação que eu sei, suponho que as informações contidas são verídicas. Eu presumo que a instalação existe e está ativa atualmente. Eu também suponho que existam quatro outras instalações do mesmo tipo, uma localizada há poucas milhas para o sudeste de Groom Lake, Nevada

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Papéis de Dulce: Muitos dos documentos-papéis abordam cobre e molibdênio, também papéis sobre magnésio e potássio, mas possivelmente sobre cobre. E muitos “termos médicos” que incompreendo. Uma folha de papel com mapas geográficos e esquisitos diagramas. Papéis que discutiam sobre luz ultravioleta e raios gama. E outros que discutiam matizes coloridas e em preto e branco e como evitar a detecção através do uso de certas cores. Além destes papéis existem quase 25 fotos, em preto e branco, mais uma fita de vídeo tácita, “tudo tomado da instalação de Dulce”. Estes papéis dizem que os aliens são adiantados e como o sangue (tomado dos bois) é usado. Os aliens parecem absorver os átomos para se “nutrirem”. Os aliens põem a mão no sangue, como um tipo de esponja, para nutrição. Isto não é justamente alimento que eles querem, mas o DNA bovino e humano que estão sendo alterados. A criatura “Tipo 1” é um animal de laboratório. “Eles” sabem como mudar os átomos para criarem um temporário “quase ser humano”. Isto é feito com tecido animal e depende de um computador para simular a memória, uma memória do computador retirada de um outro ser humano. O “quase ser humano” é ligeiramente lento e desajeitado. Os genuínos humanos são usados para treinamento, para experiências e para procriarem com estes “quase humanos”. Alguns seres humanos são seqüestrados e usados plenamente (até mesmo os átomos). Alguns são mantidos em grandes tubos, e vivos dentro de um líquido âmbar. Alguns humanos são manipulados e usados para mentirem. Certos homens que têm uma contagem alta de sêmen são mantidos vivos. Seus semens são usados para alterarem o DNA e criar um não gênero de ser alcunhado “Tipo 2”. Aquele sêmen é desenvolvido de algum modo e alterado novamente, e posto em amplos úteros artificiais, mas muitos são destruídos, e certos semens são alterados novamente e então postos em distintos úteros. Eles parecem “humanos horríveis” quando crescem mas parecem normais quando plenamente amadurecidos, levando apenas poucos meses desde o tamanho fetal. Eles tem um breve período de vida, menos do que um ano. Algumas mulheres são usadas para procriação. Algumas nunca souberam que ficaram grávidas. Outras lembram do contato de algum modo. O feto é usado para misturar o DNA no tipo 1 e 2. A constituição atômica naquele feto é meio humano, meio “quase humano” e não sobreviveria no útero materno. Isto leva três meses e depois cresce em algum lugar

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Nota: Segundo Thomas Castelo, que furtou os Papéis de Dulce, o progenitor do alien andrógeno pode realizar partenogênese. Em Dulce, a forma comum de reprodução é poliembrionia. Cada embrião pode dividir-se em 6 á 9 seres “imitantes”.  O nutriente requerido para o desenvolvimento do ser imitante é fornecido pela “fórmula”, que comumente consiste de plasma, deoxyhemoglobina, albumina, lysozyma, íon de carga positiva, fluido amniótico e outros

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Thomas também disse que os aliens não almejam o solo, ouro, minerais, ou a água terrena, nem mesmo a vida humana ou animal. O que eles  querem é a força magnética que permeia através da Terra. Os aliens extraem essa força magnética de um modo desconhecido para nós. Thomas também disse que os aliens reconhecem essa força como mais valiosa do que qualquer outro produto de consumo em nosso planeta

     Talvez seja difícil compreender ou acreditar na história de Thomas. Realmente isso parece mais um pesadelo. Existe evidência de que estranhas coisas continuam ocorrendo em Dulce. Thomas obteve a resposta?

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O Caso Doraty

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Em maio de 1980, enquanto Judy Doraty dirigia seu carro junto com seu filho sobre uma auto-estrada perto de Cimarron, Novo México. Observaram duas naves discóides abduzindo um bezerro num campo.  Judy e seu filho foram abduzidos e levados a bordo de uma das naves e levados para uma instalação subterrânea, onde a mulher e seu filho testemunharam a destruição da nave. Judy Doraty observou um tonel na instalação subterrânea contendo várias partes de corpos bovinos boiando dentro de um líquido. Em outro tonel ela viu o corpo de um homem. A mulher foi submetida a exame tendo pequenos objetos metálicos sido implantados no seu corpo e de seu filho. A sondagem clínica confirmou a presença dos objetos.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Pesquisadores, principalmente Paul Bennewitz, alegaram que a instalação que Judy Doraty esteve foi Dulce

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A mãe e seu filho retornaram para o carro na mesma noite

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Desde o incidente, ambos sofreram traumas cíclicos e dificuldades em tentarem recuperarem-se do incidente

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Uma das utilizações de DNA e biologia que os aliens estão obtendo é para a criação de humanóides sintéticos. Quando findam, eles retornam para dentro dos tonéis. Suas partes são recuperadas. As pesquisam indicam que a instalação de Dulce iniciou em 1948

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Instalação Extraterrestre em Dulce, Novo México

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Situada há quase duas milhas sob o platô de Archuleta na Reserva Indiana Apache Jicarilla perto de Dulce, Novo México, existe uma instalação classificada como tão secreta, que sua existência é uma das menos conhecidas no mundo. Aqui encontra-se a primeira e primordial terrena liga de laboratórios biogenéticos alien/governamental dos Estados Unidos. Outros existem no Colorado, Nevada e Arizona. A instalação multi-nível de Dulce conta com pelo menos sete níveis subterrâneos conhecidos, que é dito terem um núcleo de atividade central que é controlado pela segurança da base.  

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O nível de segurança requerido para acessar as distintas seções aumenta quando se avança descendo a instalação. Existem mais de 3000 vídeo câmeras ligadas ininterruptamente por todo o complexo de locais de alta-segurança (entradas e saídas). Há mais de 100 saídas secretas perto e ao redor de Dulce. Muitas ao redor do platô Archuleta, outras para o sul ao redor do Lago Dulce sendo tão distante para a leste quanto Lindrith. Profundas seções do complexo estão ligadas dentro de sistemas naturais de cavernas.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A raça Grey

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A maioria dos aliens vivem nos sub-níveis 5, 6 e 7 de Dulce com os aliens alojando-se no nível 5. A raça alien que controla a maioria do complexo são os Greys, uma raça dissidente, agora considerada como inimiga da Nova Ordem Mundial. Nos anos 50, os Greys começaram a abduzir muitos humanos para experiências. Pelos anos 60, a taxa foi majorando e eles começaram a negligenciar e se auto-interagirem. Pelos anos 70, seus genuínos desígnios tornaram-se mais claros, mas o “Grupo Especial” Governamental ainda insulava-os. Pelos anos 80, o Governo compreendeu que não havia defesa contra os mesmos. Então, foram realizados programas para preparar o público para o contato aberto com os seres ETs .

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Um homem alcunhado Thomas Castelo, famoso por furtar os crismados ‘Papéis de Dulce”, alegou existirem mais de 18.000 “Greys” baixos na instalação de Dulce. Ele também disse como um de seus colegas se deparou com uma alto Reptóide de 6 pés de altura que tinha se materializado na sua casa. O Reptóide ficou muito interessado nos mapas de pesquisas do Novo México e Colorado que estavam na parede. Os mapas estavam apinhados de alfinetes matizados e marcadores para indicar os sítios de mutilações de animais, cavernas, locais de altas atividades UFOs, repetidas rotas de vôos, locais de abduções, ruínas antigas, e suspeitas bases subterrâneas aliens

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Algumas forças no Governo querem que o público saiba do que está ocorrendo. Outras forças (Os Colaboradores) querem continuar fazendo “qualquer coisa que for necessária” para uma Elite de poucos sobreviverem aos conflitos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Clonagem Humana (por Humanos) para Híbridos Escravos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O Governo Secreto clonou humanos por um processo aprimorado na maior e mais avançada instalação de pesquisa bio-genética mundial, Los Alamos. Os humanos da elite agora tem sua própria disponível raça escrava. Como os aliens Greys, o governo dos E.U.A secretamente engravidou mulheres, e então removeu os fetos híbridos após um período de três meses, antes de acelerar seus desenvolvimentos em laboratórios. A programação (manipulação de DNA) biogenética é então instilada – eles são implantados e controlados numa distância através de transmissões de FR (Freqüência de Rádio)

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Muitos humanos também estão sendo implantados com transmissores cerebrais. Estas ações são como transmissores mentais “canais” e aparelhos de manipulações cerebrais telemétricos. Essa malha de comunicação foi desenvolvida e iniciada pelo DARPA. Dois dos procedimentos eram de (Controle Intracerebral Hipnótico-Rádio) RHIC e (Dissolução Eletrônica de Memória) EDOM

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Eles também desenvolveram equipamentos de dispersão de ondas ELF e EM que afetam os nervos e podem causar náuseas, fadigas, irritabilidades, e até mesmo a morte. Essa pesquisa abrange interação biodinâmica dentro de organismos que tem criado uma tecnologia que pode mudar a estrutura genética e curar

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Pesquisa Pública e Secreta

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O Secretário de Energia dos E.U.A John Herrington crismou o Laboratório Lawrence Berkeley e o Laboratório Nacional de Los Alamos no Novo México de local para centros de novas avançadas pesquisas genéticas como parte de um projeto para decifrar o genoma humano. O genoma guarda as instruções codificadas geneticamente que guiam as transformações de uma simples célula, um óvulo fertilizado, dentro de um organismo biológico

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     “O Projeto Genoma Humano talvez tenha amplo direto impacto na humanidade de qualquer iniciativa científica efetuada antes de nós atualmente”, disse David Shirley, Diretor do Laboratório Berkeley

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Secretamente, essa pesquisa tem estado acontecendo por anos nos laboratórios biogenéticos de Dulce. O nível 6 é assombroso sendo crismado pelos operários como o “Saguão do Pesadelo”. Isto abriga os laboratórios genéticos de Dulce. Relatos de operários que viram bizarras experiências, estão descritas como seguem:

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     “Eu vi “humanos” com várias pernas que pareciam meio-humanos/meio- polvos. E também reptilianos-humanos, e criaturas peludas que tinham mãos humanas e choravam como um bebê, imitando palavras humanas.....também ampla mixórdia de humanos-lagartos em gaiolas. Há peixes, focas, pássaros e ratos que podem dificilmente serem considerados pertencentes a suas espécies. Existem várias gaiolas (e tonéis) com humanóides-alados, grotescas criaturas como morcego...... de 3 ½  á 7 pés de altura. E seres como gárgulas e Reptóides-Dracos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     “O nível 7 é o pior, filas e filas de milhares de seres humanos e mixórdias humanas armazenadas á frio. Aqui também estão tonéis com armazenagem de embriões de humanóides em vários estágios de desenvolvimento. Eu comumente encontrei humanos em gaiolas, normalmente atônitos ou drogados, mas ocasionalmente eles choravam e rogavam por socorro. Nos foi dito que eles estavam desesperadamente insanos, e interados em testes de drogas de alto risco para curarem suas insanidades. Nos foi dito também para nunca tentar falar com eles. No início nós acreditamos naquela história. Finalmente em 1978 um pequeno grupo de operários desvendaram a verdade. Isto iniciou a Guerra de Dulce”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Quando a verdade ficou evidente que os humanos estavam sendo criados das abduzidas, imprenhadas sem anuência prévia, formou-se um grupo secreto de resistência. Isso foi pouco, e no período eles foram assassinados ou “mortos sob circunstâncias misteriosas”.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Como previamente disse, existem mais de 18.000 “aliens” no complexo de Dulce. Em 1979, houve um confronto, inicialmente com armas e a maioria dos cientistas e pessoal militar foram mortos. A instalação foi fechada por um tempo, mas está ativa atualmente

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     As abduções humanas e de animais declinaram em meados de 1980, quando os Laboratórios Livermore Berkeley começaram a produzir sangue artificial para Dulce. William Cooper disse: “Um embate ocorreu onde 66 pessoas, dos nossos homens, do Grupo Recon Nacional, o grupo Delta, que é responsável pela segurança de todos os projetos ligados aos Aliens, foram mortos.”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O Grupo DELTA (dentro da Atividade de Apoio da Inteligência) foram vistos com insígnias contendo um Triângulo negro sobre um fundo vermelho. DELTA é a Quarta letra do alfabeto grego. Isto tem a forma de um triângulo, e proeminentemente figura em certos sinais Maçônicos. CADA BASE TEM SEU PRÓPRIO SÍMBOLO. O símbolo da Base de Dulce é um triângulo com a letra grega “TAU” (T) estampado em si, e tendo o símbolo invertido com, o triângulo apontando para baixo.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     A Insígnia de “um triângulo e 3 linhas laterais” tem sido vistas nos “discos voadores (transportes)”, o Símbolo da Tri-Lateral. Outros símbolos indicam a aterrissagem de avistamentos e naves aliens.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Dentro do Complexo de Dulce

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os oficiais de segurança trajam macacões especiais, com o Símbolo de Dulce na frente sobre o lado esquerdo. O padrão da arma de mão em Dulce é uma “Arma Luzente”, que é útil contra humanos e aliens. O cartão de Identificação (usado nas leitoras do cartão, para as portas e elevadores) tem o Símbolo de Dulce sobre a foto de Identidade.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os “Chefes Governamentais” usam cartões com o Grande Selo dos E.U.A estampadas em si, escrito com as palavras da Nova Ordem Mundial em latim

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Depois do segundo nível, todos são pesados despidos, e dados um uniforme. Aos visitantes são entregues um uniforme de “cor bege”. Na frente de TODAS as sensíveis áreas existem balanças construídas sob a entrada, pelo controle da porta. Os cartões das pessoas devem se ajustar com o peso e o código ou a porta não abrirá. Qualquer dessemelhança no peso (qualquer mudança sobre três libras) chamará a segurança. Ninguém é permitido carregar qualquer coisa para dentro ou fora das áreas sensíveis. Todos suprimentos são postos através de um sistema condutor de segurança. A linguagem do Símbolo Alien aparece muito na Instalação

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Durante a construção da instalação (que foi feita em estágios, por muitos anos) os aliens auxiliaram no projeto e materiais de construção da base. Muitas das coisas recolhidas pelos operários eram de uma tecnologia incompreensível, ainda que funcionassem quando montadas. Por exemplo: Os elevadores não tem cabos. Eles são plenamente controlados magneticamente. O sistema magnético fica embutido nas paredes

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Não existem controles elétricos convencionais. Tudo é controlado pelo adiantado magnetismo. Que inclue um sistema de iluminação (fosforescente) induzido magneticamente. Não existem simples luzes elétricas. Tudo o que existe é controlado magneticamente. Tem sido dito que, “Se você colocar um grande magneto sobre uma entrada, isto afetará causando uma interrupção imediata. Eles terão que sair e repor o sistema”.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Experiências de Manipulações Mentais

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Dulce tem estudado os implantes de controle da mente, Unidades Psíquico-Biológicas, aparelhos ELF capazes de mudar o humor, sono e controle de batimento cardíaco da pessoa

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O DARPA está usando estas tecnologias para manipular as pessoas. Eles estabelecem “Os Programas”, grupos de prioridades, esforços coordenados e orientam os muitos partícipes nestas tarefas. Os programas reportados são estudados na Base Sandia pelo “Grupo Jason” (de 55 cientistas). Eles tem secretamente maquinado o lado negro tecnológico e ocultado o benefício da tecnologia para o público

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Outros projetos ocorrem na instalação de Groom Lake em Nevada, também conhecida como Área 51. ELMINT (Inteligência Eletro Magnética), Comando de Código, Código Eva, Programa SIH (Sistema de Inteligência Híbrida), BW/CW, SIIV (Sistema de Intruso infravermelho), BI-TRANSMISSOR, AGENTE-ACOBERTAMENTO.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Os estudos do Nível 4 de Dulce incluem pesquisa de Aura-Humana, assim como todos os aspectos de sonhos, hipnose, e telepatia. Eles sabem como manipular o corpo bioplasmático humano. Eles podem diminuir seus batimentos cardíacos, com emissão de profundas ondas deltas induzindo sono, que induz um choque estático, e logo lhe reprograma via uma conexão de computador-neurológico. Eles podem inserir informações e reações programadas dentro de sua mente (inserções de informações –  “A Biblioteca Ilusória”).

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Nós estamos adentrando numa era tecnológica de poderes psíquicos. O desenvolvimento de técnicas para majorar as comunicações humanas/máquinas, nanotecnologia, bio-tecnológicas micro-máquinas, guerra-psíquica, D.E.M  (Dissolução Eletrônica de Memória), C.R.H.I.C (Controle de Rádio-Hipnótico Intra-Cerebral) e várias formas de controles comportamentais (por agentes químicos, ultra-sônicos, ópticos e outros tipos de radiações EM). A física da “Consciência”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

Típica Entidade Sendo Criada

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Esse tipo de ser é um que os abduzidos e contatados viram dentro de instalações de procriações subterrâneas desde 1963. Eles são criados aos milhares. A Instalação de Dulce é o mais notório local que essas atividades ocorrem, contudo existem pelos menos 26 bases subterrâneas dentro dos E.U.A que possuem instalações análogas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Essa descrição de uma sub-espécie Grey foi desenhado sob hipnose por um homem que disse ter sido abduzido em 1980 ao norte de Denver, Colorado                       

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Essessani

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O Essessani é uma raça híbrida que atua fora de nosso linear rastro temporal. Isto é evidente das reconstruções de seu semblante físico que sua estrutura genética tem componentes que são comuns para os Reptilianos e Humanos. Eles são considerados adiantados tecnologicamente, mentalmente, em Serviço Abnegado, e tem a faculdade para terem consciência grupal e conhecerem outros fluxos temporais acerca deles e outros

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Imagem de um representante Essessani

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O principal contato que tem sido feito com o Essessani é através do contato com a entidade crismada como Bashar, um ser que pareceu cominar uma consciência holística como grupo, com um notável senso de humor

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

Criança Híbrida

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !vml]--><!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Essa é uma bem acurada representação de um ser híbrido com genética humana e Grey. As mulheres, como esta, possuem cabelos. Os homens não

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     As crianças híbridas com genética Reptiliana e humana tem olhos amarelos-esverdeados com pupilas verticais e não parecem tão “humanos” quanto esta mulher

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Base Subterrânea Palms 29

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Presume-se que o Projeto Livro Azul terminou quando a Força Aérea disse ter encerrado em 1969. Nós obtemos alguma evidência de que isto não terminou, durante uma investigação feita em 1988 num caso excêntrico ocorrido aqui em Nevada. O caso será relatado para vocês mas eu mudarei os nomes para manter o anonimato dos envolvidos. O sargento Robert Williams ficou situado em Honolulu durante o período de 1971 á 1973. Ele foi um fotógrafo que trabalhou para o Serviço Visual de Áudio Aeroespacial (AAVS), situado fora da Base da Força Aérea Norton, Califórnia. William é uma notável pessoa. De pequeno escalão, ele talvez seja considerado o mais baixo grau sendo provavelmente o candidato para as experiências que ele teve enquanto atuando na Força Aérea. William disse que enquanto estava situado no Hawaii em 1971, ele foi contactado pelo Projeto Livro Azul para trabalhar com eles como um fotógrafo, e o fez até 1973. Sabe-se que o Projeto Livro Azul, uma operação multi-ordem, e que relatos de interações vitais com raças aliens nunca ocorreu no projeto, muito menos para o público. Essa é a primeira validação que o Projeto Livro Azul existiu até pelo menos 1973, pelo menos numa forma discreta para o público. Em 10 de julho de 1973, Williams foi contactado por várias pessoas de alto escalões e recebido ordens TDY e um despacho Ultra Secreto e dito para informar a Base da Força Aérea Norton, Califórnia. Ron Smith, um outro fotógrafo AAVS, também recebeu um despacho e ordens para ir para Norton.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Williams e Smith chegaram na Base da Força Aérea Norton, no mesmo dia, 10 de Julho, e acabaram sendo instruídos num quarto e dito que fariam algum trabalho especial que envolvia fotografar aliens e uma nave espacial. Os dois foram postos dentro de uma grande limosine que tinha vidro insufilm. O motorista também os avisaram que estavam próximos de fotografarem uma espaçonave e alguns aliens, e vendaram seus olhos. Depois de uns 45 minutos dirigindo, eles chegaram no destino. No local,  eles sentiram o carro descer e então as portas se abriram e suas vendas foram retiradas. Williams olhou seu relógio e notou quanto tempo tinha transcorrido desde que deixaram Norton. William e Smith foram instruídos e conduzidos para um laboratório, onde viram três aliens deitados sobre as mesas. Um deles ainda estava vivo. Os outros dois aliens ainda estavam sendo autopsiados. Os aliens trajavam uniformes azuis. Haviam seis cientistas no laboratório e dois fuzileiros navais. Logo pediram para os sargentos Williams e Smith fotografarem os aliens e as autópsias. O tecido dos corpos dos aliens era pardo e o fluido/sangue esverdeado, que fez alguns conjurarem de um processo nutritivo que utiliza luz. William disse ter ficado enojado fotografando as autópsias e disse para Smith fotografar os aliens mortos e que ele fotografaria o alien vivo. Durante o instante que Williams fotografava o alien vivo, ele morreu. Este ser estava observando Williams quando finou, e Williams sentiu uma sensação como se “alguma coisa o tivesse transpassado”. Os cientistas e fuzileiros navais tinham faces apáticas, como se “todos não estivessem lá”. Isto demonstra provável programação inculcativa ou controle mental que é usado na modificação comportamental dos seres humanos na base

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Neste momento, Williams e Smith foram levados para um hangar subterrâneo de amplas proporções, e lá conduzidos para um disco voador que estava içado numa grande rede de vigas mestras acima. O aspecto do disco era de uma superfície metálica sob vidro azulado. A tarefa de Williams foi fotografar a nave por dentro e por fora. A fotografia externa foi feita numa grande distância para aumentar um pé ao redor da circunferência inteira do disco. Depois, de reveladas as fotos, observou-se que as fotos da nave não mostravam o que foi visto a olho nu. As perspectivas eram distintas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Williams foi permitido adentrar no disco. Ele descobriu que seu interior que parecia externamente 35` diâmetros, era imenso, quase a metade de um campo de futebol. Williams concluiu que havia uma mudança dimensional quando alguém transpassava a porta ao adentrar na nave. Eu observei  raros efeitos ao olhar interiormente para fora da porta do disco. Havia dois cientistas dentro da nave quando Williams entrou. Ele os indagou se sabiam como isto funcionava, e disseram que sim, parecendo entediados, como se já tivessem feito isso muitas vezes Depois de fotografar o disco, os dois homens foram conduzidos para um outro carro com vidros de insufilm, com os olhos vedados, e percorreram 45 minutos de volta para a Base da Força Aérea. De lá, retornaram para Honolulu. Os homens observaram que ninguém falou com eles, até mesmo suas esposas. Smith, um piloto muito consciencioso, desapareceu sem deixar rastros e Williams atualmente trabalha em alguma parte do Estado de Nevada.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Aquele é o caso como nós investigamos, mas nossas investigações foram além disto. Parece que a pesquisa mostra que um disco se acidentou e foi recuperado no dia 10 de julho de 1973. Isso foi o mesmo dia que Williams e Smith voavam do Hawaii para Norton para tirar suas fotografias. Poderiam estes aliens e o disco ser o que se acidentou no noroeste do Arizona? Essa é uma boa pergunta? A história não findou. Após entrevistar Williams, nós conversamos em tentar fazermos uma regressão que talvez tenha sido feita após suas experiências. Sim, Williams tinha feito uma, e durante a regressão revelou que ele e Smith não estavam no carro todo o instante durante a viagem para Norton. Até certo ponto durante a viagem, os dois tinham saído do carro e tinham sido colocados a bordo de um disco. Ele lembrou de ter visto o chão se distanciar. No instante em que o disco saiu da Terra o local foi descrito depois como Diamante Azulado, Nevada. Havia uma mulher a bordo da nave. Nós voltaremos naquele assunto, mas primeiro deixar um pouco mais sobre Williams. Desde os seus 3 anos, Williams tem vivenciado o que deve ser presumido como experiências de saída do corpo onde ele visitou futuras Terras,  aparentemente no ano de 2.050 D.C. Williams disse que quando ele estava lá isto era tão real quanto estar aqui. Pessoas viviam em prédios naquelas casas de mais de 600 famílias. Prédios brancos. OS PRÉDIOS ERAM MAIORES INTERIORMENTE DO QUE EXTERNAMENTE.

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Desde seus 3 anos, ele tem conhecido essa garota crismada Karin. Nos últimos 20 anos ou mais, eles tornaram-se íntimos. Eles tiveram experiências físicas juntos, tais como comer, relacionarem-se, etc. Eles tiveram uma feliz interação. Karin foi a mesma garota que estava na nave no dia que Williams e Smith foram levados para Norton para fazerem seus trabalhos fotográficos.

Eu devo acrescentar que isto pareceu para Williams que ele ficou mais aguçado mentalmente após a experiência na Base Palms 29. Nove meses depois sua esposa deu a luz a uma menina, que mais tarde provou ser uma criança prodígio. Ela está agora com mais de 15 anos de idade e freqüenta uma instituição de ensino. Williams supõe que algumas mudanças físicas ocorreram quando o alien lhe observou quando deixou seu corpo e morreu. O que Williams sentiu foi tão forte que sua câmera caiu

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Bases Subterrâneas da Nova Ordem Mundial

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     O finado Phillip Schneider numa série de palestras, declarou que por ter atuado em vários projetos secretos governamentais, foi reservadamente informado que “alguém lhe assassinaria para silenciá-lo”. Num discurso proferido em 1995 no Post Falls, Idaho, Schneider detalhou sua interação com projetos de orçamentos negros

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     “Eu amo o meu país, mais do que a minha vida, mas eu não me exporia para vocês agora, arriscando a mesma, se não presumisse que isso fosse tão real”.  A primeira parte deste discurso é referente a profundas bases subterrâneas militares e orçamento negro. O orçamento negro é um orçamento secreto que reuni 25% do produto nacional bruto dos Estados Unidos. O orçamento negro consome atualmente $ 1.25 trilhões de dólares em (2) anos. Pelo menos essa quantia é usada em projetos secretos, como aqueles ligados as profundas bases subterrâneas militares

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     “Atualmente, existem 129 profundas bases subterrâneas militares nos Estados Unidos. Eles edificaram as mesmas dia e noite, continuamente, desde 1940. Algumas delas foram edificadas até mesmo antes daquele ano. Estas bases são amplas cidades subterrâneas ligadas por trens de levitação-magnética de alta-velocidade superior a Mach 2. Vários livros já foram escritos sobre esta atividade. Al Bielek tem minha cópia única de um deles. Richard Sauder, um arquiteto Ph.D, arriscou sua vida por falar a respeito. Ele trabalhou com algumas agências governamentais ligadas as profundas bases subterrâneas militares.  Ao redor de onde você vive, em Idaho, existem 11 delas

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     “A profundidade média destas bases é de cerca de uma milha, e são basicamente todas cidades subterrâneas. Todas possuem dentre 2.66 e 4.25 milhas cúbicas de tamanho. Eles possuem máquinas laser perfurantes que penetram um túnel de sete milhas de extensão em apenas um dia. Os Projetos Secretos evadem a autoridade do Congresso, que sabemos ser ilegal. Agora, a Nova Ordem Mundial está dependendo destas bases. Se eu soubesse naquela época, que estava interado trabalhando com a N.O.M, eu não teria feito isto. Isto foi amplamente desmentido. Basicamente, até o ponto que a tecnologia diz respeito, para cada calendário do ano aquilo torna-se conhecido, e a tecnologia militar majora cerca de 44.5 anos

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Isso é porque é simples de se compreender, que em 1943 eles puderam criar, embora com uso de tecnologia de tubo vácuo, uma nave que poderia literalmente sumir de um local e surgir num outro

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     “Meu pai, Otto Oscar Schneider, lutou nos dois lados da guerra. Ele foi um capitão de Submarino, e foi capturado e repatriado nos Estados Unidos. Ele se envolveu com vários tipos de infortúnios, como a bomba-A, a bomb-H e o Experimento Philadelphia. Ele inventou uma câmera de alta-velocidade que tirou fotos do primeiro teste atômico na Ilha Bikini em 12 de Julho de 1946. Eu tenho as fotografias originais daquele teste, e as fotos também mostram UFOs voando subitamente, na área de teste da bomba. Naquela época a Ilha Bikini ficou infestada de seres extraterrestres, sobretudo sob a água, e os nativos tiveram problemas com seus animais sendo mutilados. Durante aquele período, o General McArthur supôs que a próxima guerra seria com os extraterrestres

 

     De qualquer modo, meu pai inumou a tese com teorias sobre o experimento Philadelphia, assim como outros experimentos. O que aquilo tem a ver comigo? Nada, alheio ao fato de que ele foi meu pai. Eu não concordo com o que ele fez do outro lado, mas presumo ter sido muito corajoso em vir aqui. Ele era odiado na Alemanha.  Houve um prêmio de 1 milhão de dólares, em ouro, para qualquer um que o matasse. Logicamente, que eles não lograram sucesso

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     Nível sete

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

     “Em 1954, sob a administração Eisenhower, o governo “federal” decidiu burlar a Constituição dos Estados Unidos e firmar um acordo com as entidades aliens. Isto foi crismado de Acordo Greada em 1954, acordando que os aliens envolvidos, poderiam tomar algum gado e testarem suas técnicas de implantes em alguns seres humanos, mas que tinham que fornecerem detalhes sobre as pessoas interadas. Lentamente, os aliens mudaram o acordo, até decidirem também desobedecerem as leis. Em 1979, essa foi a realidade, e o embate em Dulce ocorreu por acidente. Eu estava alojado num prédio na profunda base subterrânea militar de Dulce, que é provavelmente a base mais profunda existente. A mesma conduz para sete níveis e a mais de 2.5 milhas de profundidade”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

      “Naquele instante, nós tínhamos perfurado quatro cavidades no deserto, e desvendaríamos e detonaríamos amplas áreas de uma só vez. Meu trabalho foi descer nas cavidades e verificar as amostras do solo, e recomendar os explosivos para penetrar a rocha. Quando eu estava descendo, nos deparamos no meio de uma ampla caverna apinhada de aliens, outrossim alcunhados como os Greys grandes. Eu acertei dois deles. Naquele instante, haviam 30 pessoas lá embaixo. Quase 40 mais desceram após iniciar o embate, e todos foram mortos. Nós tínhamos surpreendido uma plena base subterrânea alien. Depois, nós descobrimos que eles viviam aqui por um longo período. Isso explicaria muito do que está por detrás da teoria dos antigos astronautas. De qualquer modo, eu fui alvejado no tórax com uma de suas armas, que era uma caixa que ficava acoplada nos seus corpos, que me descerrou um orifício e me passou uma incesta dose de radiação de cobalto. Eu tive câncer devido aquilo”

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

   

      Phil Schneider

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

      Polaris

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

      There is not knowledge

      That isn`t Power

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->

<!--[if !supportEmptyParas]--> <!--[endif]-->